Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
27 Abr, 2021 - 11:47

Insucesso escolar: conheça as causas e como combater

Catarina Milheiro

Sabe quais são as principais causas do insucesso escolar? Com o objetivo de o combater existem algumas alternativas. Fique connosco e saiba mais.

crianças em aula para combater insucesso escolar

O conceito de insucesso escolar é complexo e depende muito de caso para caso. Ou seja, trata-se de um fenómeno que deve ser analisado rigorosamente tendo sempre em consideração os pareceres dos investigadores e profissionais da área.

De um modo geral, pode-se afirmar que o insucesso escolar acontece quando o aluno não atinge os objetivos de escolaridade propostos, relativos à sua idade e ano de escolaridade. Como consequência, o aluno pode reprovar de ano.

Como se pode verificar, o insucesso escolar é um tema preocupante para a sociedade em geral. Para que seja combatido de forma correta, devem ser identificadas as causas que possam ter colocado o aluno nessa situação.

Fique connosco e saiba em que medida é que a pandemia contribuiu para o insucesso escolar e quais são as maiores dificuldades associadas neste momento.

O que leva ao insucesso escolar?

É importante perceber de que forma se pode prevenir e agir contra o insucesso escolar em qualquer faixa etária, mas especialmente entre o ensino pré-escolar e o 1º Ciclo do Ensino Básico.

Ao contrário do que se possa pensar, é possível existirem diversos motivos que expliquem o insucesso escolar, tais como o seio familiar da criança/do aluno, a própria criança e claro, o ambiente escolar.

Este é o conjunto de fatores que está diretamente relacionado e que pode fazer com que comecem a existir dificuldades de aprendizagem nas crianças.

Por exemplo, uma das medidas tomadas em contexto de pandemia foi o fecho das escolas, como forma de tentar prevenir o risco de contágio num cenário de incertezas. Com isso, as escolas tiveram que encerrar e os alunos tiveram que se adaptar ao ensino via digital e até mesmo à telescola, um conjunto de mudanças radicais na vida de todos.

Ao nível pessoal há várias razões que podem explicar o fenómeno. No entanto, é importante salientar o facto de nem sempre os motivos serem a falta de interesse e a motivação por parte da criança/aluno. Em determinadas circunstâncias, as causas estão associadas a alguma disfunção cognitiva, motora ou sensorial da criança.

Para além disso, podem ainda identificar-se como causas do insucesso escolar o facto de a criança ter dificuldades em manter-se concentrada, alguns problemas mais visíveis como os visuais e auditivos (dificuldades a soletrar, ler, escrever ou calcular) ou ainda problemas de memorização.

Ambiente familiar pode ser uma causa

Uma outra possível causa pode estar relacionada com o ambiente familiar. Como sabemos a família é que nos incute os valores, crenças, significados e ideias que temos hoje.  Tanto a família como a escola atuam como agentes de socialização, sendo os mais influentes e importantes na vida de uma criança, o que lhes confere uma grande importância na sua vida e desenvolvimento.

A verdade é que com a pandemia, a capacidade que os pais têm ou não para dar o apoio necessário aos seus educandos tem um impacto extremamente importante na aprendizagem de cada um.

Ou seja, a capacidade que os pais têm de ajudarem os filhos a fazerem os trabalhos de casa, a capacidade de pagar explicações ou atividades de tempos livres e os recursos a que têm acesso (como conhecimentos, recursos financeiros ou tempo), são determinantes de sucesso ou insucesso escolar.

A própria escola podem estar na origem das dificuldades

O insucesso escolar também se pode relacionar com os métodos e a própria escola. Por exemplo:

  • Métodos pedagógicos utilizados;
  • Formação do professores, mesmo no que diz respeito ao digital;
  • Políticas educativas;
  • Plataformas utilizadas;
  • Falta de material para disponibilizar aos alunos (como computadores, por exemplo);
  • Desenvolvimento cognitivo.

É importante que se tentem resolver este tipo de problemas que estão diretamente relacionados com o insucesso escolar e que não dependem dos alunos.

O facto de os professores não respeitarem os diferentes ritmos de desenvolvimento e aprendizagem das crianças, assim como a má formação dos professores em geral, faz com que estes sejam efetivamente alguns dos fatores que contribuem para o insucesso escolar.

Além disto, é importante referir ainda que apesar de professores e alunos terem feito um esforço enorme para manterem o bom funcionamento e aprendizagem através das aulas online, é natural que isso se reflita no desempenho dos alunos em geral.

Afinal, foram mudanças abruptas no ensino e na vida pessoal de todos e que, muito provavelmente, se refletirão nas notas e no conhecimento retido por cada um.

mãe a seguir indicações do guia para os pais e a ajudar o filho a estudar
Veja também Estudar em casa: guia para os pais da Ordem dos Psicólogos

ALTERNATIVAS PARA COMBATER O INSUCESSO ESCOLAR

Como já percebemos, é essencial que, na suspeita de que um aluno esteja a enveredar por um caminho menos positivo. No percurso escolar, isto é, um caminho que coloque o seu sucesso escolar em risco, se identifique logo as possíveis causas que estão na origem do problema e claro, pensar em alternativas para reverter a situação.

Se o seu filho está a passar por uma situação emocional complicada e se pensa que poderá estar a passar por um problema derivado das suas capacidades cognitivas, então será uma boa ideia arranjar algumas alternativas para resolver esse problema.

No combate ao insucesso escolar, temos 2 exemplos para si, tome nota:

1

Movimento Transformers

Movimento Transformers é um movimento que atua a nível global e que conta com mais de 6500 Transformers, em 150 comunidades. Os Transformers estão unidos enquanto movimento, porque todos têm a visão de um mundo onde cada um deles vai descobrindo o seu superpoder e utiliza-o para melhorar o planeta.

A Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, concluiu que o movimento Transformers conseguiu reduzir o insucesso escolar em 44,3%, em 17 turmas dos municípios da Área Metropolitana do Porto.

Mas como foi possível alcançar estes resultados? Fazem parte do movimento jovens e adultos entre os 16 e os 64 anos de idade e o objetivo é levar toda a gente a utilizar os seus talentos ao serviço da comunidade.

Entre eles pode encontrar, por exemplo, bailarinos, skaters, poetas, b-boys, músicos, chefs de cozinha, futebolistas, pintores, programadores, atores, lutadores, jogadores de xadrez, ciclistas, ilustradores, tenistas, inventores e muito mais.

O movimento já conseguiu aumentar em 30% a taxa de estudantes sem resultados negativos, sendo que em apenas 1 ano e, além da retenção escolar, 20% dos alunos conseguiram eliminar pelo menos uma negativa das suas notas.

Os Transformers são realmente um sucesso porque têm a capacidade de transmitir às crianças (e não só), que todos são capazes de ser aquilo que ambicionam, bastando que lutem por isso e que estejam rodeados de pessoas que os fazem felizes e de quem gostam.

2

Plataforma SAPIE

plataforma SAPIE – Sistema de Alerta Precoce do Insucesso Escolar, nasce da existência do problema do insucesso escolar, mas também das novas oportunidades que existem para o enfrentar com a ajuda das novas tecnologias.

É essencial que se mantenha um olhar mais atento para os alunos em situações de risco, ou seja, é importante estar atento para a forma como os alunos são influenciados pela família, escola e por eles próprios.

O SAPIE é, então, uma ferramenta educativa totalmente inovadora que visa combater o insucesso escolar. Emite alguns alertas ao primeiro sinal de risco de insucesso escolar através de alguns indicadores como a assiduidade, comportamento ou saúde psicológica.

Além disso, a plataforma vai monitorizando ao longo do tempo a evolução do aluno, contribuindo para se aplicarem e validarem algumas intervenções e, claro, paralelamente, está a aprofundar o conhecimento das causas que levaram o aluno ao insucesso.

De um modo geral, a plataforma SAPIE sinaliza os alunos em risco, traça o perfil do respetivo aluno, efetua intervenções preventivas, monitoriza o risco e o progresso escolar e ainda avalia o impacto das intervenções.

Veja também