Ana Luisa Santo
Ana Luisa Santo
04 Abr, 2018 - 13:45
5 truques para prevenir a irritação na pele durante a Primavera

5 truques para prevenir a irritação na pele durante a Primavera

Ana Luisa Santo

Sabia que há segredos naturais para tratar a irritação na pele? Apesar de poderem aparecer em qualquer altura, estas irritações são mais comuns na Primavera.

O artigo continua após o anúncio

A pele é o maior órgão do nosso organismo, cobre toda a superfície do corpo, está mais exposta e protege-nos das agressões externas. A estação das flores traz consigo alterações climáticas muito marcantes e estas podem afetar a saúde e o aspeto da pele. Costuma ter irritação na pele nesta época do ano? Então, chegou ao sítio certo, pois vai descobrir alguns tratamentos naturais para o problema.

O inverno foi-se, mas as manhãs pintadas de geada e as temperaturas frias deixaram sinais de desidratação visíveis na pele. A primavera acabou de chegar e, certamente, já está a sacudir os pesados sobretudos e casacos cheios de camadas à prova de frio.

O verde, os rebentos e as flores salpicam a estação da esperança com renovadas brisas refrescantes! Mas, não é só: o vento áspero e típico da primavera, as diferenças de temperaturas, a humidade e maior exposição ao sol trazem alterações na pele. As poeiras e a poluição que andam no ar intensificam-se nesta altura do ano, o que contribui para acumulação de toxinas sobre a superfície exposta. Mas, então, como proteger a pele desses inimigos?

Antes de mais, é necessário fazer a limpeza diária da pele, de acordo com o tipo de pele, e evitar a água quente ou muito fria, preferindo a água morna. Pelo menos uma vez por semana, é aconselhável fazer uma esfoliação, do corpo e do rosto, e hidratar por fora e por dentro – isto é, aplicar diariamente hidratante e beber água regularmente.

As afeções que surgem na pele apresentam-se sob forma de irritabilidade, secura, descamação, vermelhidão, acne, prurido, eczema e outros mais. Aqui estão alguns segredos da dermocosmética natural que podem trazer benefícios inesperados, quando a irritação na pele é um problema.

Irritação na pele: truques caseiros para evitar e tratar

1. Óleo vegetal de Abacate

abacate

Fonte: Unsplash/thoughtcatalog

Do fruto e da semente extraem-se óleos usados para diminuir inflamações cutâneas, como irritações, eczemas, descamação, vermelhidão. Estes óleos evitam o envelhecimento, protegem a pele e regeneram os tecidos, oferecendo um maravilhoso efeito calmante e cicatrizante.

2. Óleo vegetal de Calêndula

calendula

Fonte: Pixabay/Mareefe

O artigo continua após o anúncio

Esta planta ornamental, tão típica dos jardins portugueses, produz um óleo extraído das pétalas com um importantíssimo valor terapêutico em dermatologia.

A sua aplicação protege a pele das agressões externas, em situações de queimaduras, picadas, inflamações, eczemas, acne, afeções fúngicas, extrema fragilidade cutânea e, claro, irritação na pele. A calêndula é, também, muito útil em problemas de pele de bebé e crianças, e bastante usada em cremes e champôs.

3. Jojoba

jojoba

Fonte: Commons/Licença cc0

A cera extraída das sementes dos arbustos de jojoba tem um espetacular lugar de destaque a nível dermocosmético. Tem uma ação privilegiada como emoliente, restaurando a oleosidade e a hidratação da pele, agindo contra o ressecamento. Devolve a textura macia e controla situações de dermatite, desidratação e descamação da pele.

4. Óleo de Neem

neem

Fonte: Commons/Licença cc0

Este óleo é famoso no seio da Medicina Ayurvédica e tem vindo a ganhar terreno no âmbito na dermocosmética natural. A aplicação externa do óleo de Neem tem um alto benefício terapêutico em problemas de secura, inflamações, lesões por fungos, eczemas, acne, inflamações e dermatites.

5. Aveia

aveia

Fonte: Pixabay/sue_v67

O extrato de aveia está presente em inúmeros cremes e loções para a pele. A sua ação antioxidante, anti-inflamatória, regeneradora e calmante tornam este cereal o mais nutritivo para a pele.

O artigo continua após o anúncio

Usado em irritações – principalmente associadas ao prurido -, a aveia é antialérgica, regeneradora e emoliente, sendo muito eficaz nas dermatites, reações alérgicas, alergias e na pele atópica. Pode ser aplicada em bebés e recém-nascidos por ser neutra e calmante.

Veja também: