ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Assunção Duarte
Assunção Duarte
16 Mar, 2021 - 11:29

Linguagem corporal dos gatos: saiba como interpretar

Assunção Duarte

Olhos, orelhas, corpo e cauda são fundamentais na linguagem corporal dos gatos. Fique atento às pistas que eles dão sobre o seu estado de espírito.

onde deixar os gatos quando vai para fora

linguagem corporal dos gatos nem sempre é fácil de interpretar. Até porque por vezes pode dar sinais contraditórios quando utilizada em conjunto com vocalizações especificas. Cada gato também pode introduzir as suas pequenas especificidades

No entanto, existem algumas regras básicas que dão pistas muito fáceis de interpretar. É só estar atento ao momento em que aparecem no seu gato e tentar confirmar se transmitem informação fidedigna sobre o seu estado de espírito.

Linguagem corporal dos gatos: 

Olhos: como está o tamanho das suas pupilas?

O tamanho das pupilas do olho do seu gato, a sua parte preta central, é o que mais pode dar pistas contraditórias. Por exemplo, uma pupila contraída (muito pequena) pode significar que está ofensivamente agressivo, mas também poderá querer dizer que está contente. 

Já uma pupila grande pode significar que o seu gato está nervoso e submisso, mas se estiver totalmente dilatada pode significar uma de duas coisas: ou está defensivamente agressivo ou pronto para a brincadeira. Para interpretar melhor os seus olhos é preciso cruzar esta informação com o resto da linguagem corporal do seu gato.

Orelhas: para onde estão inclinadas?

As orelhas dão pistas bem mais fáceis de interpretar. Quando estão todas para a frente, quer dizer que o seu gato está alerta, interessado e até feliz. Se giram para tudo quando é lado, é sinal que ele está muito atento, a ouvir um som especifico ou cada pequeno som do ambiente que o rodeia. 

Já se estiverem para trás ou de lado, totalmente achatadas, o melhor é não se meter com ele. Esta irritável, zangado ou assustado e pode tentar defender-se ou atacar. Cruze a informação com a posição do seu corpo, cauda e mesmo vocalizações para saber com o que pode contar.

Cauda: que movimento faz e que grossura tem?

A cauda também é bastante fácil de interpretar. Quando está erecta, mas com o pelo liso, quer dizer que o gato está alerta, feliz e curioso. Ma se estiver erecta e com o pelo enriçado, isso pode significar medo e raiva. É sinal que o seu gato se sente ameaçado e engrossa a cauda para parecer maior. Pode também arquear o corpo e eriçar o dorso para aumentar ainda mais o tamanho e assustar os “adversários”.

Uma cauda em baixo, dobrada e posicionada entre as pernas é sinal de que está ansioso e inseguro, com medo até. Já se estiver a abanar, para a frente e para trás, é sinal que está agitado e quando maior for a velocidade a que a abana, mais irritado deve estar. Uma cauda em linha recta na vertical, com um ligeiro tremor, é sinal de felicidade ou que está prestes a borrifar urina para marcar território. É especialmente verdade se for um macho não esterilizado.

Corpo: dorso e o pelo como estão?

Existem várias combinações entre dorso e pelo para perceber o estado de espírito do seu gato. Dorso arqueado com o pelo em pé, é porque está assustado, mas preparado para se defender. Um dorso arqueado, sem pelo eriçado, é sinal que lhe está a dar as boas vindas e que gostaria que lhe fizesse festas.

Os gatos miam para o homem

Linguagem corporal dos gatos: os comportamentos específicos

Amassar com as patas da frente: está muito feliz

Este comportamento vem do tempo em que o seu gato era amamentado. Enquanto mamam, os gatinhos têm o hábito de massajar as tetas da mãe o que faz com que o leite escorra melhor. Este comportamento mantém-se toda a sua vida e manifesta-se quando está mesmo muito feliz.

Esfregar o corpo ou o queixo: marcação de território

Esfregar o corpo ou o queixo em objetos e mesmo no seu tutor, quer dizer que o seu gato está a marcar o território e que o tutor faz parte dele. Pode acontecer mais intensamente quando o tutor vem da rua, trazendo cheiros estranhos na roupa ou no corpo, ou quando chega um móvel ou objecto novo a casa. 

Boca aberta: a receber informação olfativa 

Os gatos têm um órgão olfactivo extra, o órgão de Jacobson. Situado no céu da boca, atrás dos dentes da frente, ele obriga o seu gato a abrir a boca quando quer receber mais informação olfactiva do que habitual. 

Agora que já conhece as pistas da linguagem corporal dos gatos é só estar atento às diferentes combinações para tentar interpretar melhor o que o seu gato lhe quer dizer através do corpo. E não se esqueça de lhe juntar as suas vocalizações.

Veja também