Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
22 Nov, 2019 - 12:28

Manteiga ghee: é tão saudável quanto se apregoa?

Teresa Campos

A ghee é a nova tendência alimentar. Mas será esta uma gordura 100% saudável? E qual é mais benéfica? A ghee ou a manteiga tradicional?

Boião de manteiga ghee

A ghee é uma gordura de origem animal obtida através da manteiga tradicional. Apesar de já ser há muito usada na cozinha indiana, por exemplo, só mais recentemente é que ela ganhou popularidade no mundo ocidental.

Por ser pobre em sal e lactose, ela constitui uma boa alternativa para quem deve evitar estes ingredientes. Mas será esta a escolha nutricionalmente mais equilibrada? Fique a perceber melhor.

O que é a manteiga ghee e como fazê-la?

Colher com manteiga ghee

O ghee é uma manteiga clarificada, semelhante à manteiga comum, mas com algumas diferenças, nomeadamente o facto de não ter alguns componentes que a tornam, assim, mais facilmente digerível, principalmente por quem tem mais dificuldade em tolerar produtos lácteos.

Esta manteiga é produzida com leite de vaca ou de búfala. É derretida lentamente, a uma temperatura controlada, até atingir o ponto de ebulição.

Nessa altura, os compostos sólidos do leite – a lactose e a caseína – ficam à superfície, separando-se da parte líquida, as gorduras.

Aroma intenso

Depois de arrefecer, esse líquido dourado vai tornar-se numa pasta amarela, com um aroma e sabor intenso.

Esta gordura de origem animal é usada na cozinha indiana, na medicina ayurvédica (como medicamento contra as inflamações gastrointestinais; elixir para a imunidade; e purificador e desintoxicante do corpo) e na dieta paleo.

Como manteiga sem sal, esta é uma boa opção para quem quer reduzir a ingestão de sal ou é hipertenso, por exemplo. Sendo pobre em lactose e proteínas do leite, também é indicada para quem é intolerante à lactose.

Benefícios, vantagens e cuidados a considerar

Já adiantámos alguns dos prós da ghee, principalmente sobre a manteiga tradicional.

Além de possuir menos sal e ser de mais fácil digestão, a ghee contém ainda CLA, um ácido gordo que ajuda a prevenir o surgimento de fatores de risco causadores de doenças coronárias, e butirato, um aliado na saúde intestinal.

Apesar de ser melhor para a saúde do que a manteiga tradicional, a ghee não deixa de ser feita a partir de gordura e, por isso, não deve ser consumida em excesso.

No que toca a gorduras saudáveis, o azeite continua a ser a melhor das melhores.

Colesterol: fatores de risco, doenças associadas e controlo dos níveis
Não perca Colesterol: fatores de risco, doenças associadas e controlo dos níveis

Ghee vs manteiga tradicional

Caso ainda restem dúvidas, quanto às diferenças entre ambas as gorduras, confira as declarações nutricionais de 100g de ghee e de 100g de manteiga.

100g de Ghee

  • 989Kcal;
  • 99,8g de lípidos, dos quais 67,9 são saturados;
  • 0g de hidrato de carbono;
  • 0g de açúcares;
  • 0g de proteína;
  • 0g de sal.

100g de Manteiga

  • 717 kcal;
  • 81,1g de lípidos, dos quais 51,4g são saturados;
  • 0,06g de hidratos de carbono, dos quais 0,06g são açúcares;
  • 0,85g de proteínas;
  • 11mg de sódio.

Receita de manteiga ghee

Ingredientes

400 g de manteiga sem sal, à temperatura ambiente

1 litro de água

Modo de Preparação

  1. Coloque a manteiga num recipiente próprio para banho-maria.
  2. Numa panela, coloque a água e leve ao lume até ferver.
  3. No interior da panela, coloque o recipiente com a manteiga para derreter.
  4. Vá retirando a espuma formada durante o processo. Quando a espuma desaparecer, desligue o lume.
  5. No fundo do recipiente, irá encontrar uma quantidade variável de um depósito esbranquiçado. Filtre esse líquido para um frasco com tampa e armazene.

Nota: A ghee pode ser consumida crua ou para fritar e saltear. Ela dura até seis meses no frigorífico e pode ser congelada durante um ano.

Veja também