Helena Peixoto
Helena Peixoto
09 Abr, 2019 - 15:08
Saiba como escolher a melhor máquina para fazer café em casa

Saiba como escolher a melhor máquina para fazer café em casa

Helena Peixoto

Neste artigo desvendamos tudo o que precisa saber na hora de escolher a melhor máquina para fazer café em casa.

O artigo continua após o anúncio

Como escolher a melhor máquina para fazer café em casa? Será que o mais indicado para si são as cápsulas? Ou serão as automáticas as ideais para o seu caso? Não esquecer que tem ainda à disposição a cafeteira tradicional, com um sabor muito característico que faz lembrar o café das avós…

A DECO, Associação de Defesa do Consumidor, analisou os principais tipos de máquinas para fazer café em casa e nós vamos partilhar consigo as principais vantagens e desvantagens de cada uma.

O nosso conselho é que analise bem os pontos fortes e fracos de cada uma, que tenha em conta as suas necessidades e preferências bem como o orçamento disponível antes de escolher a máquina de café para casa.

Máquina para fazer café em casa: conheça as diferentes tipologias

É sabido que as cafeteiras tradicionais são a solução mais em conta. No entanto, as máquinas de cápsulas ou até as automáticas são bem mais práticas. Já as máquinas de filtro vencem qualquer outra na hora de comparar a que produz mais café de uma só vez!

A verdade é que cada uma tem as suas especificidades. Para saber como escolher a melhor máquina de fazer café em casa, nada como comparar os prós e os contras e confrontá-los com as suas necessidades.

1. Máquina de cápsulas

máquina de café cápsulas

As máquinas de café de cápsulas vieram revolucionar o mercado desta bebida. Práticas como nenhuma outra, permitem que se saboreie um café expresso no conforto de casa,  mas que sabe como qualquer outro da cafeteria. Além disso, permitem que tenha em casa vários “sabores” e intensidades de café sem que precise de ter diferentes sacos de café.

E se a máquina em si não é extremamente cara (por cerca de 25€ já consegue comprar uma), o que acaba por ficar mais dispendioso são as cápsulas – se optar por marcas originais, não vai pagar menos de 31 cêntimos por café.

Além disso, este tipo de máquina é a opção menos amiga do ambiente, já que faz com que utilize uma grande quantidade de plástico ou alumínio diariamente, devido ao uso de cápsulas descartáveis.

O artigo continua após o anúncio

Cápsula de café reutilizável: conheça esta alternativa ecológica >>

Vantagens:

  • Utilização prática e facilidade na limpeza;
  • Diversidade grande de sabores de café;
  • Versatilidade de bebidas (café, capuccino, latte machiato, chá, chocolate quente…);
  • Possibilidade de usufruir da oferta da máquina na compra de um determinado número de cápsulas;
  • Possibilidade de compra de cápsulas de marca branca mas compatíveis com a máquina, bastante mais baratas.

Desvantagens:

  • Cápsulas originais bastante dispendiosas;
  • Cápsulas de marca branca podem acabar por danificar a máquina;
  • Quantidade elevada de resíduos produzidos.

2. Máquina automática

máquina de café pó

As máquinas automáticas eram as “rainhas” das máquinas para fazer café em casa antes mesmo de surgirem as de cápsulas. De maiores dimensões e mais pesadas que as anteriores, são igualmente fáceis de usar. Hoje, a grande maioria já inclui painéis digitais com avisos, o que torna a sua utilização mais intuitiva.

O preço do café é bastante apelativo (cerca de 11 cêntimos) e permite que o utilizador misture o pó de diferentes lotes e sabores fazendo as suas combinações favoritas. Alguns modelos permitem ainda a hipótese de moer o café na hora e outras possibilitam a produção de espuma de leite, ideal para cappuccinos e latte macchiatos.

No entanto, o preço médio deste equipamento, cerca de 300€, além dos cuidados que exige a nível de manutenção, pode pesar na hora de escolher.

Vantagens

  • Utilização e limpeza fácil;
  • Possibilidade de moer o café na hora;
  • Possibilidade de escolher a mistura de sabores;
  • Possibilidade de fazer outras bebidas.

Desvantagens

O artigo continua após o anúncio
  • Grandes dimensões;
  • Máquina bastante pesada;
  • Exige manutenção cuidada;
  • Investimento inicial elevado.

3. Máquina com filtro

máquina de café com filtro

Muito utilizada nos famosos cafés de estrada dos Estados Unidos, a máquina de café com filtro tem a vantagem de produzir grandes quantidades de café de uma só vez.

Por um lado, o café fica bastante em conta e as máquinas em si também são acessíveis (cerca de 15€). Por outro, consomem muita energia uma vez que a resistência tem de ficar ligada para manter o café quente. Além disso, perde cerca de um terço do líquido ao longo do dia, que se vai evaporando. Os consumidores referem também que a intensidade deste café é mais “fraca”.

Vantangens

  1. Café bastante em conta;
  2. Produção de grande quantidade de uma só vez.

Desvantagens

  1. Necessidade de consumo de energia durante muitas horas para manter o café quente;
  2. Evaporação progressiva do café que fica no depósito;
  3. Café menos encorpado.

4. Cafeteira tradicional

cafeteira

cafeteira tradicional é aquilo que todos nos lembramos de existir na casa dos nossos avós (e que belas meias de leite faziam). É também uma das soluções mais económicas e pode ser adquirida por cerca de 10€.

De uso fácil (basta colocar água, café em pó e levar ao lume), permite misturar diferentes variedades de café, além de ser uma opção bastante ecológica.

No entanto, a cafeteira tradicional não consegue fazer os famosos cafés encorpados ou com espuma e exige uma limpeza e higienização profunda regular.

Vantagens

O artigo continua após o anúncio
  • Café muito barato;
  • Possibilidade de mistura de pó de café;
  • Ecológica.

Desvantagens

  • Café sem espuma e pouco encorpado;
  • Exige lavagens regulares.

Agora que listamos as vantagens e desvantagens dos principais tipos de máquinas de café que pode ter lá por casa, cabe a si analisar cada uma delas e decidir. Bons cafés!

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp