Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
06 Out, 2020 - 12:27

Alguma vez sentiu mau cheiro dentro de um Mercedes?

André Freitas

A Mercedes foi processada por 2,5 milhões de clientes que dizem ter comprado um carro com mau cheiro. Já sentiu algum aroma estranho a bordo de um Mercedes?

Mercedes CLK

Quando alguém compra um Mercedes, para além da expectativa de um carro de luxo e elegante, também pretendemos que o modelo esteja em ótimas condições em termos de odor natural.

Tendo em conta as características associadas à Mercedes, desde a estética luxuosa, a tecnologia de ponta, até à qualidade de produção e construção irrepreensível, não era de esperar um aparato de proporções tão elevadas em torno do odor do veículo.

Contudo, 2,5 milhões de proprietários dos veículos em questão resolveram processar a conceituada marca alemã para ver o seu problema resolvido. Vamos tentar identificar o porquê deste problema.

Mercedes: o mau cheiro no interior existe ou não?

Volante Mercedes

O advogado Trushar Patel efetuou a compra de um veículo pelo qual se teria apaixonado: um Mercedes Classe E Coupé. Pouco tempo após a compra, terá notado que a bagageira tinha um cheiro parecido a “peúgas suadas”, como descrito pelo mesmo. 

Após reportar este problema à marca, recebeu a resposta de que a garantia proposta pela marca não incluía a proteção contra maus cheiros.

Trushar, não satisfeito com a resposta, realizou uma pesquisa para perceber se era o único cliente da marca incomodado com este cheiro de “balneário de ginásio”, e prontamente descobriu que não.

Mais de 2,5 milhões de clientes enfrentavam o mesmo problema com o mau cheiro, sendo que a própria marca já teria conhecimento antecipado deste problema. 

A idealização inicial da marca seria que os seus clientes tivessem tendência de se habituar ao mau odor, ou pelo menos que desenvolvessem capacidade de se tornarem imunes a este forte odor, pouco habitual em outros automóveis.

Relativamente ao caso em tribunal, após divergências com Annika Martin (responsável em tribunal pelo processo coletivo), a marca alemã admitiu em tribunal que o cheiro era efetivamente horrível e que iria pagar para que esta questão fosse resolvida e o mau cheiro desaparecesse. 

Sendo que são cerca de 2,5 milhões de veículos com necessidade de reparação ou compensação, estas decisões estão a levar algum tempo até que seja alcançada uma resolução.

Em causa estão modelos Classe C, E e CLS, além dos SUV GLA, GLK, GLC, GLE, GL, GLS e ML, com uma grande percentagem com fabrico na Alemanha e exportação para todos os mercados. 

Como parte do acordo estabelecido em tribunal, a Mercedes aumentou a garantia destes carros para 10 anos, de forma a garantir que todos os veículos irão receber atenção quanto a este problema.

Causas do mau cheiro dos veículos Mercedes

Bagageira novo Mercedes GLA

De forma a poder entender esta questão, tentaremos demonstrar a possível causa dos maus cheiros, que se sabem, estão relacionados com o sistema de ar condicionado.

Os maus odores são associados a mofo ou humidade. Esta sensação é real e deve-se ao facto do ar condicionado produzir muita humidade que geralmente tenderá a acumular-se no sistema de ventilação.

Ora, sendo a humidade a principal causa para o aparecimento e desenvolvimento de bactérias e fungos no ar condicionado, é necessário manter a humidade controlada.

Fumar e comer dentro do carro também são causas naturais para o desenvolvimento destes odores, caso o veículo não seja limpo regularmente.

Refrigerantes também podem produzir um mau cheiro que se poderá entranhar nos diferentes compartimentos do carro, nomeadamente nos estofos.

Como eliminar o mau cheiro do interior de um automóvel

Vamos agora apresentar algumas formas de prevenir o aparecimento do mau cheiro, ou até como resolver este problema que pode surgir não só nos Mercedes, mas em qualquer automóvel.

Como estes odores são irritantes e podem até ser prejudiciais para a saúde, é necessário encontrar formas de os resolver.

Assim, aconselhamos os seguintes cuidados aos proprietários de veículos automóveis:

  • A frequência de limpeza do automóvel poderá ajudar a evitar que a sujidade se acumule e, consequentemente ,que não haja espaço para que germes se desenvolvam e gerem maus cheiros no veículo;
  • Relativamente ao tema dos maus cheiros provenientes do ar condicionado, como o caso apresentado anteriormente, a solução ideal passa por usar produtos antibacterianos e anti-fungicidas aquando a limpeza do veículo;
  • O filtro do habitáculo também deve ser limpo com regularidade, já que a sua função é proteger o carro contra impurezas, e deve, ainda, ser substituído todos os anos.

De forma a evitar todos os odores ou impurezas no seu veículo, o ideal é prevenir estas situações de forma a preservar o sistema de ar condicionado e evitar maus cheiros.

Como tal, deve tomar as seguintes precauções:

  • A ar condicionado deve ser desligado cerca de 10 minutos antes de desligar o motor. Isto irá contribuir para evitar ao máximo a existência de humidade no circuito de ventilação;
  • Evitar deixar lixo no carro. Se deixar lixo no carro, muito rapidamente começará a sentir cheiros nauseabundos, sendo que, nessa altura, já se desenvolveram bactérias nocivas à saúde;
  • O ar condicionado deve funcionar, pelo menos, por 10 minutos todos os meses. Isto irá garantir que se encontra sempre em boas condições de funcionamento, nomeadamente no que diz respeito ao compressor do ar condicionado;
  • Como o líquido é tóxico, garanta ainda que não há fugas no seu ar condicionado.

Se já sentiu algum odor estranho no seu automóvel, seja ele Mercedes ou não, apesar de não ser expectável, é algo que pode ser explicado pelo fabrico do veículo.

Caso o seu automóvel seja afetado por este problema, informe-se junto da marca e tente procure uma solução para este problema.

Veja também