Inês Silva
Inês Silva
21 Ago, 2019 - 10:49
mentalidade de crescimento

Mentalidade de crescimento: o que é e como desenvolver

Inês Silva

Desenvolver uma mentalidade de crescimento pode ajudá-lo nos relacionamentos profissionais e pessoais. Continue a ler para saber mais sobre este tema.

O artigo continua após o anúncio

O conceito de mentalidade de crescimento, um termo utilizado por Carol Dweck, parte da premissa que o potencial de alguém, capacidades e competências, pode ser aumentado através da paixão, prática e persistência. Alguém com este tipo de mentalidade aceita desafios e vê os fracassos como oportunidades para aprender e evoluir. Este conceito é fundamentado, pois a neurociência tem provas que o nosso cérebro muda e que este se torna mais capaz quando nos esforçamos para melhorar.

Se, por um lado, temos o crescimento, por outro lado, temos o estagnado. Uma pessoa com uma mentalidade fixa vê as suas qualidades e competências como traços fixos da sua personalidade. Essas pessoas olham para os fracassos como uma potencial ameaça à sua identidade, têm dificuldade em lidar com desafios e reagem emocionalmente quando se deparam com obstáculos.

A mentalidade de crescimento concentra-se no processo e na aprendizagem, a mentalidade fixa fica presa nos resultados.

Se é um gestor ou tem responsabilidades na gestão de equipas, focar-se neste conceito de mentalidade que evolui, pode ser um ingrediente essencial para o seu sucesso como líder.

Características da mentalidade de crescimento

Pessoas com este tipo de mentalidade demonstram mais capacidade para prestar atenção às informações inconsistentes em relação às expetativas e suposições sobre os seus colegas ou colaboradores. São também mais orientados a dar resposta a mudanças de desempenho na sua equipa. Manter esta mentalidade ajuda a desafiar preconceitos e a tomar melhores decisões com base em factos, quando se trata de comportamentos e desempenho.

Por outro lado, pessoas com mentalidade fixa são menos propensas a dar feedback e orientação aos elementos da equipa, especialmente quando percebem que são menos capazes.

Desenvolver a mentalidade de crescimento: 4 passos para a potenciar

lider

1. Desenvolva a autoconsciência sobre a sua própria mentalidade

Se perceber que está a abordar uma situação com uma mentalidade fixa, tente reformular a sua abordagem. Carol Dweck sugere que faça estas perguntas a si mesmo:

  • Posso ser menos defensivo com os meus erros?
  • Consigo ter mais vantagens com o feedback que recebo?
  • Há formas de criar mais experiências de aprendizagem?

2. Mantenha a humildade

Os bons profissionais não tentam provar que são melhores que os outros e não boicotam o trabalho das outras pessoas para aumentar o seu poder. Concentram-se em melhorar a si mesmos e a formar equipas de pessoas realmente boas, que crescem e que se desenvolvem continuamente.

O artigo continua após o anúncio

3. Use técnicas de reavaliação

Reavaliar uma situação de maneira a eliminar ameaças é uma estratégia de controlo emocional que pode ser usada por qualquer pessoa. Aprenda a reavaliar situações negativas e assuma a intenção positiva. Se algo não correr de acordo com as suas expetativas, avance para outras soluções sem perder demasiado tempo com o que falhou.

4. Use o poder do “ainda”

Quando se deparar com uma situação desafiante, em vez de dizer “não posso fazer isso”, reformule a frase e diga: “ainda não posso fazer isso”. Essa pequena mudança pode ter um impacto duradouro na sua capacidade de trabalhar através de soluções e promover também a motivação.

Mito da vida equilibrada: aprenda a priorizar o que realmente importa
Veja também Mito da vida equilibrada: aprenda a priorizar o que realmente importa

2 aspetos a ter em conta para potenciar a mentalidade da sua equipa

Depois de trabalhar a sua, é altura de promover esta mentalidade com a equipa. Carol Dweck propõe que se considerem as seguintes ideias:

  • Transmitir que a organização valoriza a aprendizagem e a persistência e não apenas o talento já pronto;
  • É importante apresentar competências como aprendidas e criar um espaço onde o fracasso durante a aprendizagem seja aceite.

Para que a sua equipa se sinta confortável com esta ideia, poderá partilhar histórias sobre momentos em que não teve sucesso e falhou em alguma coisa, contando também como superou obstáculos.

1. Valorize o desenvolvimento dentro da sua equipa

Proporcione formação, workshops, conferências, delegue tarefas para capacitar e aprimorar competências e até exercícios de alongamento para incentivar a aprendizagem.

2. Dê feedback de uma forma que promova a aprendizagem e o sucesso futuro

Os canais de comunicação da equipa devem estar sempre abertos e devem ser bilaterais. Quando um elemento da equipa se posicionar numa mentalidade fixa, relembre um momento em que tiveram sucesso numa situação inicialmente complicada.

O feedback pode ser um ótimo momento para analisar erros cometidos. Em vez de ignorar ou repreender, reserve um tempo para explicar o processo adequado e evoluírem a partir desses erros.

Desenvolver uma mentalidade de crescimento, não só o ajudará profissionalmente, como também será útil nos relacionamentos e noutros aspectos da sua vida. Observe as suas atitudes e comportamentos e pense no que poderá mudar para impulsionar este desenvolvimento.

O artigo continua após o anúncio

7 dicas extra de liderança para uma melhor gestão de equipas

  1. Faça um planeamento: desenhe um plano estratégico com metas e prioridades definidas;
  2. Seja um bom comunicador: expresse-se de forma assertiva e sucinta, garanta que a informação chega a todos;
  3. Aceite sugestões e ideias: ouça o que os outros têm a dizer e disponibilize-se para refletir sobre essas ideias e sugestões;
  4. Saiba o que a equipa espera de si: tente perceber o que falta para melhorar o desempenho dos colaboradores;
  5. Conheça os colaboradores: perfis diferentes correspondem a melhores desempenhos em tarefas e funções diferentes;
  6. Seja o exemplo: dê o exemplo para as exigências que faz, conquiste assim a confiança da sua equipa para que o respeitem como líder;
  7. Celebre e recompense: a motivação e o reconhecimento são essenciais para a gestão de equipas.
Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp