Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
27 Dez, 2019 - 08:05

Os mitos sobre gestão do tempo que tem de conhecer

Inês Pereira

O tempo de trabalho e a produtividade são sempre temas bastante mediáticos. Conheça alguns mitos sobre a gestão do tempo para os contornar.

ampulheta em cima de computador a contar o tempo

Há determinados mitos sobre gestão do tempo capazes de influenciar e impactar a vida pessoal e profissional sem darmos por isso. Sai a correr de casa, fica no emprego até tarde e sente que a sua vida pessoal está a ir por água a baixo por falta de disponibilidade? Bem vistas as coisas, com as rotinas loucas de hoje em dia, este é um cenário familiar para a maior parte das pessoas.

As 24 horas do dia parecem não chegar para tudo e para todos e qualquer pessoa se torna um verdadeiro malabarista da organização. Certamente já conhece a maior parte das táticas que prometem milagres no que se refere a esticar o tempo para tudo: listas de tarefas, aplicações de organização e, claro, a típica agenda de compromissos. No entanto, e apesar de a prática levar à perfeição, todas as horas do dia parecem sempre ocupadas com alguma coisa.

O mais provável é que esteja preso a alguns erros que estão já tão enraizados que parecem a regra. Descubra quais e comece já a mudar o seu dia a dia. Conseguirá contrariar esta situação e começar a ver o tempo a sobrar.

4 mitos sobre gestão do tempo

jovem a trabalhar com documentos e computador

Já todos ouvimos a expressão “tempo é dinheiro” e a verdade é que o tempo é mesmo um recurso precioso para todos. Por esse motivo, saber geri-lo bem é essencial para ter sucesso tanto na sua vida pessoal como na sua vida profissional. Afinal, quem não gosta de ser produtivo em tudo aquilo que faz?

Claro está que cada pessoa lida com o tempo que tem à sua própria maneira. Até porque a forma como gere e organiza a sua disponibilidade depende daquilo que considera prioritário na sua vida. Contudo, dentro do padrão de gestão de tempo de cada pessoa, é possível estabelecer algumas estratégias (e deitar por terra alguns mitos) que aumentam a eficácia do processo.

1. Quanto mais coisas fizer mais produtivo será

Este é o primeiro e o mais comum dos erros: julgar que ser multitarefas é sinónimo de uma produtividade imensa e de uma ótima gestão de tempo. Com certeza já deu por si a escrever um email para um cliente ao mesmo tempo que pensa na reunião das 15 horas.

Esqueça esta ideia porque focar-se em mais do que uma tarefa ao mesmo tempo reduz a sua produtividade em cerca de 40%. Se pode evitar erros então não entregue um trabalho medíocre apenas para conseguir dar seguimento a outros; mais vale negociar prazos.

2. Fazer pausas é perder tempo

Infelizmente, muitas são as pessoas que consideram que fazer intervalos entre tarefas é apenas uma forma de improdutividade. Porém, as pausas ao longo de um dia de trabalho são de extrema importância para o seu bem-estar físico e psicológico: ajudam a aliviar o stress, afastam a sua visão do ecrã durante alguns minutos e exercitam os músculos caso se levante para um café. E a melhor parte é que após a pausa vai sentir-se ainda mais focado e capaz de desempenhar o seu papel.

Experimente, por exemplo, a técnica pomodoro. Faça 4 sessões de trabalho intensivo durante cerca de 25 minutos com pequenos intervalos de 5 minutos entre cada uma. Ao fim deste ciclo poderá aproveitar um intervalo maior e mais recompensador de 15 a 20 minutos.

3. Estar sempre atento ao email é uma prioridade

Já pensou em quanto tempo gasta só a ler e a responder a todos os emails que recebe ao longo do dia? Já para não falar de quando decide organizá-los e categorizar cada um.

A realidade é que pode chegar a demorar mais de uma ou duas horas, o que significa que é tempo que não aproveita para outras coisas. Por este motivo, não deve verificar o email mais de 6 vezes ao longo do dia, todas durante o horário de trabalho.

Otimizar a gestão do email pode representar uma enorme melhoria na forma como organiza o seu tempo.

4. Só há produtividade trabalhando no escritório

Felizmente, este é um daqueles mitos sobre gestão do tempo que cada vez mais se dissipa, embora muito lentamente. Muitos são os chefes que consideram que o trabalho remoto não é de forma alguma uma mais valia e que é necessário estar no escritório para que o trabalho apareça feito.

No entanto, existem já alguns estudos que indicam que trabalhar a partir de casa aumenta em cerca de 12% a produtividade dos colaboradores. Embora seja necessária uma maior concentração, o trabalho em home office  traz vantagens, como maior conforto e liberdade de horários.

Veja também