Marta Maia
Marta Maia
28 Mai, 2019 - 10:00
12 mitos sobre seguro automóvel (e algumas verdades) que deve conhecer

12 mitos sobre seguro automóvel (e algumas verdades) que deve conhecer

Marta Maia

Esclareça aqui alguns dos mais frequentes mitos sobre seguro automóvel e saiba, afinal, o que é verdade e aquilo que não deve acreditar.

O artigo continua após o anúncio

São muitos os mitos sobre seguro automóvel que nos fazem ficar com dúvidas na hora de assinar o contrato com as seguradoras – mas será que é mesmo verdade que a cor do carro influencia o preço ou que as mulheres pagam menos que os homens?

Reunimos alguns dos mais populares mitos sobre seguro automóvel e trazemos-lhe as respostas e explicações necessárias para que, a partir de hoje, tome decisões mais informadas.

Os principais mitos sobre seguro automóvel

1. A cor do carro influencia o preço do seguro

mitos sobre seguro automovel

Mito. As seguradoras consideram muitas variáveis na hora de calcular o preço do seu seguro automóvel, mas a cor do carro não é uma delas. Se o carro dos seus sonhos é vermelho, siga em frente e compre-o sem medos. Não sairá penalizado.

2. As mulheres pagam menos de prémio do que os homens

Verdade. A regra, contudo, não é bem esta. As seguradoras não cobram menos às mulheres por serem mulheres, não é um benefício sexista nem uma discriminação positiva.

O que acontece é que o prémio do seguro automóvel está associado ao risco de acidente que o condutor tem – e as estatísticas mostram que há mais acidentes envolvendo homens do que mulheres.

Assim, as seguradoras olham para os números e concluem que as condutoras, por apresentarem um risco estatisticamente menor de terem sinistros, podem ter direito a um prémio mais reduzido.

3. Os seguros são mais caros nas cidades

mitos sobre seguro automovel

Verdade. Mais uma vez, a culpada é a estatística: por terem mais trânsito e mais carros em circulação, as zonas urbanas com maior densidade populacional fazem aumentar o risco de acidente, e por isso as seguradoras aumentam o preço dos seguros para os condutores citadinos.

4. O seguro cobre desastres naturais

Depende. Este é um dos mitos sobre seguro automóvel mais difíceis de desfazer, porque a resposta varia consoante a apólice.

O artigo continua após o anúncio

A cobertura de catástrofes naturais existe, sim, mas é paga individualmente. O seu carro pode estar coberto, ou não, dependendo se contratou essa cobertura à seguradora ou não. Tem de confirmar na sua apólice.

5. Carros novos pagam seguros mais caros

mitos sobre seguro automovel

Mito. Os carros novos podem até pagar mais, mas é por conta do valor venal do carro (quanto o carro vale) e não por causa da idade. Um carro topo de gama com dez anos, por exemplo, pode perfeitamente pagar um prémio maior do que um carro novo de entrada de gama.

6. Um curso de condução defensiva pode baixar o preço do seguro

Há quem ache que este é mais um dos muitos mitos sobre seguro automóvel, mas é preciso admitir que é verdade.

As seguradoras aumentam ou baixam o preço dos seguros consoante o risco de sinistro, e os detentores de um curso de condução defensiva reduzem esse risco. Por este motivo, quem fizer a formação fica em posição de negociar um prémio mais baixo com a seguradora.

7. Carros antigos pagam mais de seguro

mitos sobre seguro automovel

Pode ser mito ou verdade, dependendo da antiguidade do carro. Um carro antigo de uma marca muito popular e cujo modelo ainda hoje é produzido em grande escala pode não sofrer um aumento do seguro. No entanto, um carro antigo de um modelo que já não é fabricado pode ser penalizado no prémio.

O critério é a facilidade de reparação e acesso a peças: quanto mais difícil for reparar o carro em caso de sinistro, maior será o risco assumido pela seguradora – e, em consequência, maior será o prémio a pagar pelo tomador do seguro.

8. O seguro cobre a carga do veículo

Depende da apólice. A cobertura de carga existe, mas tem de ser contratada à parte. Se estiver incluída na sua apólice, pode contar com um reembolso em caso de acidente ou furto; se a sua apólice não especificar a cobertura de carga, é porque ela não está abrangida pelo seguro que está a pagar.

9. Um localizador reduz o preço do seguro

mitos sobre seguro automovel

Verdade. Se instalar um localizador no carro, a seguradora agradece o aumento de probabilidade de recuperação do veículo em caso de roubo e recompensa-o com um prémio de seguro mais barato.

O artigo continua após o anúncio

10. A taxa de roubos influencia o preço do seguro

Verdade. Como deve calcular, nenhuma seguradora está no mercado para perder. Se, numa determinada região, uma vaga de roubos de carros fizer descer o lucro da empresa por ter de pagar muitas indemnizações, os condutores que contratarem seguros para a mesma zona vão ser penalizados com prémios mais altos.

11. A cobertura total inclui um carro de substituição

mitos sobre seguro automovel

Mais uma vez, depende da sua apólice. A cobertura mais frequente nos seguros completos inclui um carro de substituição em caso de acidente que imobiliza o seu veículo – mas este carro só é cedido enquanto o seu carro estiver a ser reparado.

Para ir do local da avaria para casa, por exemplo, pode não beneficiar de qualquer apoio, se ele não estiver incluído na sua apólice. É uma questão de confirmar antes que seja necessário pedir ajuda.

12. A tranca de volante reduz o prémio do seguro

É mais um dos mitos sobre seguro automóvel. É certo que as vagas de assaltos aumentam os preços dos seguros, e é igualmente certo que tudo o que puder fazer para reduzir o risco (como os localizadores) vai ajudar a compensar, mas a tranca de volante não é considerada pelas seguradoras uma forma de evitar o roubo do carro – precisamente porque ela não o evita, só atrasa (porque dá mais trabalho ao ladrão). Assim, a tranca de volante não chega para baixar o custo do seu seguro.

Veja também