Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
31 Ago, 2020 - 08:25

Mosca da fruta: por que aparece e como se livrar desta praga?

Mónica Carvalho

Algumas ideias simples podem ajudá-lo a ver-se livre da mosca da fruta. Conheça-as aqui e aprenda como se pode prevenir.

mosca da fruta

Num dia vai ao supermercado e compra as frutas mais frescas e apetitosas, no outro tem a cozinha, em particular, a fruteira rodeada de pequenos visitantes indesejados. Tal como qualquer pessoa, também a mosca da fruta não resiste a uma fruteira bem recheada.

Ou, então, temos um problema que vem ainda numa etapa anterior: os pomares e a destruição que podem sofrer quando atacados por uma praga de mosca da fruta.

Estes pequenos seres são bastante letais e altamente inteligentes e aproveitadores: basta que esteja uma peça de fruta mais madura para que ela apareça. E, claro, nunca vem sozinha. Traz consigo todo um exército de moscas da fruta.

Mas isso pode acabar, porque temos algumas dicas, muito simples à base de produtos que já tem em casa, ou recorrendo a inseticidas, que o vão ajudar a ver-se livre da mosca da fruta.

Mosca da fruta: afinal, por que aparece?

Este pequeno inseto de 4 a 6 mm de comprimento de cor amarelada-acizentada é originária da África Ocidental e adaptou-se aos climas tropicais, subtropicais e temperados quentes. Como tal, o nosso clima é-lhes bastante apetecido, assim como o de Espanha, Itália e Grécia.

As moscas da fruta vivem de 8 a 10 dias. Até pode não parecer muito, porém, as fêmeas põem até 500 ovos de cada vez, o que se traduz numa multiplicação rápida, daí que pareça mesmo uma praga que não tem fim.

Isto é ainda mais comum de maio a junho, sendo um fenómeno que, habitualmente, se prolonga até novembro.

As moscas da fruta podem ser confundidas com mosquitos, mas são diferentes, não só pela cor, como também pelos locais onde preferem pousar, privilegiando áreas quentes e húmidas, perto de alimentos maduros demais. Por seu lado, os mosquitos são atraídos para a matéria orgânica genérica, como, por exemplo, os sacos do lixo.

E são insetos seletivos: a mosca da fruta prefere pomóideas (pêssego, ameixa), prunóideas (peras, maçãs), citrinos (laranjeiras, tangerineiras), diospireiros, figueiras e figueiras-da-índia, nogueiras, videiras e kiwi.

moscas na fruta

Que danos pode provocar?

É fácil de perceber quando a fruta foi atacada pela mosca da fruta: verá uma pequena marca na casca (nos citrinos origina manchas amareladas). Em seguida, as larvas alimentam-se da polpa das frutas, provocando a sua decomposição e queda.

É um processo simples de observar em casa, mas nos locais de cultivo poderá ser mais complicado, porque entre a implantação dos ovos e a passagem ao estado de lava, os frutos saem do pomar e são transportados até aos locais de venda.

Quando aí chegam, o resultado poderá ser desastroso, porque podemos estar perante milhares e milhares de peças de fruta completamente arruinadas.

Diga adeus à mosca da fruta

Para livrar a sua cozinha da mosca da fruta, há que ter sempre uma atitude preventiva: não deixar a sua fruta amadurecer excessivamente ao ponto de ser um atrativo para este inseto. Isto não significa que deverá deitar a fruta fora quando chegar a esse ponto: aproveite para descascar, cortar em pedaços e guardar em doses individuais para posteriormente utilizar, por exemplo, para fazer smoothies, batidos ou até gelados.

Além disso, pode, igualmente, guardar a fruta no frigorífico longe do apetite curioso da mosca da fruta.

E isto poderá não ser suficiente, porque a mosca da fruta tem a incrível capacidade de se esconder nos cantos mais recônditos da sua casa. Como tal, recomendamos que mantenha a cozinha sempre limpa e, seguidamente, poderá recorrer a inseticidas caseiros ou químicos e até a pequenas armadilhas, que poderão ser bastante úteis.

Confira o que poderá fazer.

Vinagre de cidra

Até os produtos mais simples que tem na despensa podem ser bons aliados na limpeza de sua casa e, nesse sentido, um pouco de vinagre de cidra pode ser suficiente para se livrar da mosca da fruta.

Basta que coloque um recipiente com um pouco de vinagre de cidra e depois cubra o topo do recipiente ou da garrafa com um pouco de plástico e prenda um elástico. Em seguida, deve abrir um pequeno orifício no plástico e deixar ao lado da fruta.

O aroma frutado do vinagre de cidra vai atrair a mosca da fruta, que, depois de entrar no recipiente, não tem saída possível.

Vinagre e detergente da loiça

Em alternativa, ainda pode apostar na mistura de vinagre (de cidra ou de vinho) e detergente da loiça. Coloque um pouco de vinagre e algumas gotas de detergente num recipiente e deixe-o aberto junto à fruta em que estão concentradas as moscas.

Mais uma vez, o aroma do vinagre vai atrair a mosca da fruta, mas graças ao detergente, vai-se quebrar a tensão superficial do vinagre, fazendo com que a mosca se afunde na mistura.

Açúcar, leite e pimenta

Esta mistura é uma espécie de areia movediça para a mosca da fruta, mas resulta. Misture 1 litro de leite com cerca de 115 a 120 gramas de açúcar, com 50 a 60 gramas de pimenta e leve a cozinhar durante aproximadamente 15 minutos. Depois, coloque num prato ou recipiente com abertura larga e disponha perto da fruta onde estão concentradas as moscas.

As moscas serão atraídas pela mistura, acabando por se afogar. Para tornar este inseticida caseiro ainda mais eficiente, poderá juntar um pouco de detergente da loiça.

Vinagre e cone de papel

Coloque um pouco de vinagre num recipiente com alguma altura, juntamente com uma peça de fruta madura ou que esteja já a apodrecer. Depois, faça um cone com uma folha de papel e coloque na abertura do recipiente. O exército de moscas da fruta vai entrar, mas já não sai.

Armadilha caseira

Faça três furos ao longo de uma garrafa de 2 litros, com cerca de 2 cm. Depois, coloque uma parte de água para cada 3 partes de sumo da fruta que tenha na cozinha a ficar madura, até ocupar cerca de 500 ml da garrafa. Em seguida, pendure as garrafas a uma altura mínima de 1,5m, junto à zona da fruta na cozinha ou no exterior, junto às árvores de fruto. Troque o conteúdo da garrafa a cada 7 dias.

Inseticidas químicos

Se preferir os comuns inseticidas químicos, deixamos também algumas sugestões:

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].