Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
06 Nov, 2019 - 15:04

Os móveis antigos merecem uma segunda oportunidade: saiba como

Mónica Carvalho

Se tem móveis antigos lá por casa e não sabe o que fazer com eles, atente às nossas sugestões para lhes dar uma nova vida.

móveis antigos

Toda a gente tem móveis antigos. Seja uma peça simples lá por casa que serve para guardar objetos, seja na casa dos pais ou avós onde as relíquias predominam.

É certo que, à primeira vista, pode ser difícil imaginar como tornar uma coisa velha e gasta em algo elegante e que parece novo. Todavia tal é possível e nem precisa de ter muito trabalho com isso. No Pinterest e Youtube encontra vários tutoriais que servem de inspiração e até mesmo de guia para transformar uma cómoda antiga num novo armário de lavatório para a sua casa de banho, por exemplo.

Reaproveitar móveis antigos é uma excelente forma de valorizar o património familiar, de dar uma nova oportunidade a uma peça que já testemunhou inúmeros momentos familiares e que, por isso mesmo, apresenta um valor sentimental. Assim, ao invés de ver um móvel a deteriorar-se, dedique-lhe tempo.

Além disso, frequentemente, os móveis antigos acabam em aterros sanitários ou na beira da estrada, e por lá ficam durante anos e anos, numa clara objeção à sustentabilidade ambiental.

Obviamente, nem todos os móveis podem ser reciclados, ou pelo menos não completamente; se tiver lareira, por exemplo, os móveis podem ser desfeitos e reaproveitados para os dias mais frios.

Os móveis mais passíveis de serem reciclados são sofás, cadeiras, mesas, aparadores, secretárias, estantes e armários de arquivo. Mas na verdade, apenas a sua criatividade e imaginação impõem o limite.

Móveis antigos: sugestões para quem não gosta de bricolage

pintar móvel

Reaproveitar os móveis antigos implica ter tempo e disponibilidade para tal. E percebemos que nem todos gostam ou são hábeis nos trabalhos manuais. Saiba um pouco mais de que forma poderá reutilizar móveis antigos.

Restaurar móveis

O restauro de móveis antigos está bastante na moda, seguindo uma certa tendência DIY, a expressão inglesa que significa do it yourself ou, em português, “faça você mesmo”. Visitamos sites na internet, compramos revistas, vamos às lojas da especialidade munir-nos de todas as ferramentas necessárias, mas nem sempre isto é o suficiente.

Ao contrário do que vemos na televisão, estas tarefas são mais difíceis do que parecem e nem sempre o resultado é o que esperamos. Se realmente não se quer desfazer de uma peça de mobiliário em particular, nem estragá-la, pode sempre procurar um profissional que o faça por si:

Doar mobiliário

Uma outra opção é doar os móveis que já não lhe fazem falta lá em casa. O que é velho para si, pode fazer a diferença na vida de outras pessoas. Mesmo que lhe pareça que já não há muito a fazer por um determinado móvel, deixe que os outros decidam isso.

Além disso, existem várias instituições que aceitam a doação de móveis e que fazem, quase sempre, o transporte. Veja algumas instituições que aceitam móveis antigos:

Venda de móveis

Em algumas situações, a venda de móveis antigos pode ser ainda uma hipótese, até porque podem estar em muito bom estado e a sua venda pode compensar financeiramente.

A lista de sítios onde pode vender os seus móveis usados é muito grande, sendo que é extremamente importante ser transparente sobre o estado de conservação do móvel bem como definir como será feito o respetivo transporte.

3 motivos para reaproveitar móveis antigos

Ainda tem dúvidas sobre a reutilização de móveis antigos? Então, atente a 3 grandes vantagens em fazê-lo.

Móveis únicos

Empresas grandes de mobiliário massificaram a produção e o consumo de móveis e elementos decorativos e, com isso, tornaram muitas casas semelhantes entre si. Uma peça restaurada confere à sua decoração individualidade e estilo.

Poupar dinheiro

O mobiliário mais antigo é, geralmente, de maior qualidade do que o que existe atualmente, que facilmente se caracteriza por ser mais rapidamente degradado e descartável. Nesse sentido, são peças de maior valor económico, pelo que restaurá-las permite poupar dinheiro, pois nada do compraria equivale ao valor que a peça restaurada tem.

Atitude amiga do ambiente

Reciclar não se refere apenas ao lixo que produzimos diariamente, mas também se relaciona com o modo como lidamos com os objetos do dia a dia e com a utilidade e uso que lhe damos.

Dar uma nova vida aos móveis antigos é uma das atitudes mais ambientalmente conscientes para mobiliar um espaço.

restaurar cadeira

Como dar nova vida aos móveis antigos?

Se gostaria de experimentar restaurar alguma peça lá de casa, atente a estas regras básicas.

Segurança em primeiro lugar

A restauração de móveis antigos requer o uso de produtos químicos e ferramentas que podem ser perigosos para a saúde se certas precauções não forem tomadas.

Por isso, use equipamentos de proteção, como máscara e luvas, e faça-o num local arejado e bem ventilado.

Limpeza

O correto restauro de móveis antigos depende em muito da limpeza prévia que é feita à peça em causa. Tal permite retirar as impurezas da superfície da peça e conferir-lhe logo um novo aspeto, principalmente no caso de materiais como madeira ou vime.

Se uma limpeza básica não for suficiente, experimente usar uma solução de água morna e detergente líquido. Se mesmo assim não resultar, será necessário recorrer a armas mais pesadas, como álcool.

Corrigir imperfeições

É comum haver pequenos danos em móveis antigos, sejam riscos, rachaduras, lascas, etc. Nesses casos, é importante aplicar um solvente na superfície que irá corrigir as imperfeições. Depois basta lixar a zona trabalhada.

Decapagem

Antes de pintar a peça, deverá proceder à decapagem, processo no qual se irá remover o acabamento antigo para dar espaço a um novo aspeto.

Após a aplicação do produto para a decapagem, é possível retirar a velha pintura com a ajuda de uma espátula, sendo que pode ser necessário repetir a operação, até obter o resultado esperado.

Acabamento

Agora sim, chegou a parte divertida da restauração de móveis antigos: a aplicação de uma nova camada de tinta e acabamento para um visual totalmente novo. Pode pintar a peça toda de uma só cor, fazer alguns desenhos, usar stencils para criar padrões ao seu gosto.

Como vê, não é necessário ser um perito em bricolage para poder dar uma nova vida aos seus móveis antigos. Quer essa nova vida passe por continuar na sua casa ou não, terá a certeza que contribuiu, também com estas opções, para a preservação do ambiente e proteção da Natureza.

Veja também