Inês Silva
Inês Silva
17 Dez, 2018 - 14:52
5 dicas para quem quer mudar de emprego

5 dicas para quem quer mudar de emprego

Inês Silva

Há várias razões para mudar de emprego, mas nem sempre é fácil encontrar um novo. Procurar emprego exige dedicação e planeamento.

O artigo continua após o anúncio

As razões para mudar de emprego podem ser mais do que muitas como, por exemplo, sentir que a sua carreira está estagnada ou que o seu potencial não está a ser completamente aproveitado na posição que ocupa na empresa.

É natural querer o melhor para o futuro e, para muitos, um novo emprego é sinónimo de desafio e novas oportunidades. No entanto também é importante compreender que não existem empregos perfeitos. Existem sempre, em qualquer área ou profissão, aspetos positivos e negativos.

Mas se mesmo assim, para si, a melhor decisão é mudar de emprego, faça um plano de carreira, tenha a certeza da sua vocação, aposte na formação e atualize o seu currículo, inscreva-se em portais de emprego e tente estabelecer contactos com empresas ou recrutadores com oportunidades em aberto na área que pretende, por exemplo.

Mudar de emprego implica deixar um trabalho e encontrar um novo. Ainda que não haja receitas milagrosas para encontrar um novo emprego, há formas de o fazer melhor. Uma procura de trabalho ativa não é apenas responder a ofertas de emprego. É necessário dedicação e planeamento. Continue a ler e conheça as nossas dicas para conseguir resultados na sua procura de emprego.

Mudar de emprego: 5 dicas para melhorar a sua estratégia

mudar de emprego

1. Conheça-se a si mesmo e defina objetivos

Pense no que gostaria de fazer, quais as suas melhores capacidades e competências. Descubra a sua ambição ou vocação. Ter um objetivo profissional bem definido, vai ajudá-lo a traçar a sua rota ou o seu plano de ação. Desta forma pode facilmente definir critérios de pesquisa e selecionar as ofertas mais apropriadas.

Construa uma lista de empresas que lhe interessem, procure ofertas de emprego com base na sua área de atividade ou interesse. E não se limite a procurar em sites de emprego, pesquise também no LinkedIn, por exemplo.

2. Trabalhe a sua rede de contactos, não use apenas os meios tradicionais

Todos procuram emprego através de anúncios de jornais e sites de emprego, no entanto muitas contratações são feitas por recomendação e nem sempre as empresas publicam as vagas. Isto sem esquecer que estes anúncios são visualizados por milhares de candidatos!

Ter uma boa estratégia de networking pode ser a resposta para uma carreira de sucesso. Mesmo que não seja feita uma recomendação, através desses contactos, quando surgir alguma oportunidade provavelmente será um dos primeiros a saber.

O artigo continua após o anúncio

Se descobriu a empresa que combina consigo, não se apresente através de um currículo. Aumente a sua rede de contactos, faça a sua apresentação através de alguém que já trabalhe nessa empresa.

3. Use as redes sociais

Melhore o seu perfil do LinkedIn, tenha um perfil completo. Já são vários os recrutadores que recorrem a essa rede e, por isso, mantenha-o sempre atualizado. E não descure o seu perfil do Facebook ou conta de Instagram!

4. Aposte em currículos criativos

Utilize um currículo criativo nas suas candidaturas, faça-o sobressair de entre todos os currículos recebidos pelo recrutador. Tenha cartões de visita, crie portefólios online. Outra forma de fazer sobressair o seu currículo é criar diferentes versões que se adaptem a diferentes ofertas de emprego e empresas.

É extremamente importante que o currículo não tenha erros ortográficos ou gramaticais. O ideal é que o currículo seja o mais claro e coerente possível. E claro, mantenha o seu CV sempre atualizado, mesmo estando empregado.

Como mudar de carreira: 11 dicas a ter em conta
Veja também Como mudar de carreira: 11 dicas a ter em conta

5. Faça o follow-up das candidaturas

Faça o acompanhamento das sua candidatura, a realidade é que escrever um email curto pode fazer a diferença entre ser ou não contratado. Nestes contactos de follow-up, reafirme sempre o seu forte interesse no cargo.

Cuidados a ter

  • Seja educado e profissional: se está a comunicar via email, telefone ou pessoalmente, certifique-se de falar, ou escrever, de forma clara e profissional. Se o contacto é por escrito, não se esqueça de rever a sua mensagem antes de clicar no enviar. Se vai falar com alguém, seja caloroso e amigável. Nestes contactos, tenha sempre presente que estas mensagens e conversas são ainda uma tentativa de causar uma primeira impressão forte.
  • Reafirme o seu interesse: represente rápida e concisa todas as razões pelas quais será a melhor opção para a função. Isto ajudará a sua candidatura a destacar-se ainda mais.
  • Faça perguntas de acompanhamento: se a empresa não estiver pronta para tomar decisões ou entrevistar pessoas, pergunte para quando estão a pensar iniciar o processo de entrevista ou tomar decisões de contratação. Assim, saberá quando voltar a contactar novamente para fazer o follow-up de uma candidatura de emprego
  • Seja breve: mantenha sua mensagem, conversa telefónica ou visita pessoal o mais curta possível. Não se esqueça, quer mostrar interesse e causar uma boa impressão.

Mantenha a sua procura de emprego ativa

Mesmo que não obtenha respostas tão cedo como queria, não desista e mantenha-se ativo na sua procura por um novo emprego. Reveja periodicamente as suas candidaturas, verifique se há elementos a melhorar ou se existem erros e, com base nesta análise, faça as alterações e correções necessárias.

Veja também