Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Reis
Catarina Reis
26 Nov, 2018 - 13:58

O meu chefe não gosta de mim: e agora?

Catarina Reis

Desconfia que o seu chefe não gosta de si? Para o auxiliar nessa descoberta, apresentamos algumas formas de lidar com a situação da melhor maneira.

O meu chefe não gosta de mim: e agora?

O futuro da sua carreira pode estar dependente da relação com o seu chefe. “O meu chefe não gosta de mim e agora?” A não ser que já tenha uma relação de amizade e confiança com o seu chefe, esta frase irá ecoar na sua cabeça muitas vezes.

Momentos em que o trabalho corre menos bem são absolutamente normais, e o que importa saber é se por detrás de um momento menos feliz, está um chefe que não gosta de si, profissionalmente ou mesmo pessoalmente falando. Como vamos ver, uma coisa não tem necessariamente a ver com a outra – as relações laborais podem ser algo complexas, e o que parece nem sempre é.

Se sente que o seu chefe não gosta de si, deverá tentar encontrar a origem da animosidade, para depois saber lidar com a situação e tentar ultrapassá-la.

6 indicadores de que o seu chefe realmente não gosta de si

Estes são alguns sinais de que o seu chefe poderá realmente não gostar de si.

o meu chefe nao gosta de mim

1. Mantê-lo excluído de processos importantes de trabalho

Se acontecer apenas uma vez, poderá ter sido por lapso, mas se acontecer frequentemente, o mais certo é que seja propositado. Este poderá ser um sinal de que o seu chefe não está interessado no seu contributo.

2. Um chefe demasiado interventivo

O seu chefe não lhe concede margem de manobra para fazer o seu trabalho à sua maneira? Avalia-o constantemente? Controla todos os seus passos? Fala por cima de si em reuniões? Este poderá ser um sinal de que a confiança em si por parte do seu chefe já teve melhores dias.

Qual a diferença entre liderança e chefia?
Veja também Qual a diferença entre liderança e chefia?

3. Exibe críticas ao seu trabalho em frente aos outros colegas

Os bons gestores sabem que não é prudente fazê-lo. Por isso, ou o seu chefe é um mau gestor, ou o facto de realmente não gostar de si está a levá-lo a querer deixá-lo embaraçado perante os outros elementos da equipa.

4. Mantém-no afastado da possibilidade de uma promoção

Se, apesar de ter desempenhado um trabalho competente e consistente ao longo do tempo, o seu chefe continua sucessivamente a ignorar uma possível promoção, e, pior que isso, escolhe outros trabalhadores menos competentes para os promover no seu lugar, isso é um sinal claro de que algo está mal.

5. Os grandes desafios não lhe passam pelas mãos

São-lhe constantemente atribuídas tarefas básicas. É normal quando se inicia funções num novo trabalho ficarmos a braços com as tarefas mais básicas – ainda não estamos completamente entrosados com a mecânica de trabalho da empresa.

O que não é normal é que, depois de já ter bastante experiência no seu posto de trabalho, as funções que lhe são designadas continuem a ser básicas. Se o seu patrão insiste em não lhe conceder uma oportunidade, é porque não lhe dá valor, e sendo assim, mais uma vez poderá haver algo errado.

6. O seu chefe não se preocupa com o seu bem estar

Os bons chefes devem zelar pelo bem estar dos seus empregados. Todos nós temos maus dias, por vezes. Se num mau dia, em que corre alguma coisa menos bem, ou está doente, o seu chefe se mostrar perfeitamente nas tintas para com o seu bem estar, é porque provavelmente não nutre simpatia por si.

As 5 chaves da resolução

A fronteira entre o seu chefe estar a ter apenas um mau dia e não gostar realmente de si está na recorrência – se o seu comportamento for sistemático e recorrente, então é porque a opinião que tem de si não é a melhor. Outra forma de avaliar esse facto é verificando se a forma como o trata a si é igual à forma como trata os outros.

Chegado, então, o momento em que não restam mais dúvidas de que o seu chefe não gosta de si, urge colocar de pé um plano para reverter a situação, caso pretenda manter o emprego. Eis algumas medidas que poderá tomar para tentar resolver esta questão.

o meu chefe nao gosta de mim

1. Aborde o seu chefe diretamente

Esta será sempre a melhor opção. Evitar o confronto é adiar a solução. Por vezes basta uma conversa franca e sincera para colocar parte das adversidades de lado. Talvez o problema seja realmente o facto de nunca terem falado abertamente. Mostre-se disponível para melhorar o seu trabalho, caso seja esse o foco de descontentamento do seu patrão em relação a si.

2. Guarde registos de todos os seus trabalhos

Seja de que forma for, em cronograma, ou simplesmente organizando todos os documentos numa pasta, ter um registo bom e fiável de todos os seus trabalhos poderá poupar-lhe muitos problemas. Isto no caso de um dia o seu patrão o acusar injustamente de alguma coisa que correu mal no decorrer de um projeto. Se tiver tudo guardado e organizado, bastará uma breve consulta para poder defender-se perante possíveis acusações.

3. Reporte as atitudes negativas do seu chefe aos recursos humanos

Aponte todas as más atitudes e acusações que foram dirigidas a si. Caso a coisa se torne feia, poderá usar isso para comunicar aos recursos humanos a situação.

4- Foque-se na relação com os seus companheiros de trabalho

Isto poderá fazê-lo esquecer durante algum tempo que o seu chefe não gosta de si. Dar-se realmente bem com os seus colegas poderá funcionar, nem que seja a longo prazo, ao reverter a opinião que este tem de si.

5. Encontre um novo emprego

Se nenhum dos pontos anteriores resultou, então chegou a hora de começar a pensar em encontrar um novo emprego. Começar de novo poderá ser a única e a melhor solução. Isto porque ter que lidar com um chefe hostil durante uma vida inteira é prejudicial e insustentável para ambos.

Mantenha no entanto em mente de que muitas vezes, terá que enfrentar um chefe menos amistoso durante algum momento ou fase da sua vida profissional. Procurar novas oportunidades deve ser a sua atitude constante para evitar momentos de grande descontentamento profissional e pessoal.

Sempre que se encontrar num novo trabalho, considere quando e em que circunstâncias vai ponderar abandonar o projeto e dedicar o seu tempo e a sua energia a um novo trabalho. Evoluir profissionalmente assim o requer. Boa sorte!

Veja também