ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Afonso Aguiar
Afonso Aguiar
22 Abr, 2021 - 16:55

Pneu furado: os principais cuidados a ter para evitar esta situação

Afonso Aguiar

Os riscos de ter um pneu furado são maiores do que à primeira vista se imagina. A melhor forma de evitar ter de trocar o pneu é precaver-se.

carro com pneu furado

Quem anda na estrada sabe que um pneu furado é uma possibilidade em cada viagem.

Obviamente que não há nenhuma forma 100% eficaz para evitar pneus furados. Afinal, por mais eficiente que seja a solução, tudo depende da sua condução ou até de alguma sorte. Basta apanhar um prego ou outro objeto pontiagudo na estrada para estragar-lhe os planos.

Além disso, entre outras possibilidades, um toque, de raspão, na berma do passeio, a altas velocidades, também pode chegar para lhe furar o pneu e estragar o dia.

No entanto, pode garantir que o pneu tem maiores possibilidades de “sobrevivência”. Por isso, é importante conhecer alguns cuidados de prevenção que pode (e deve) ter.

Saiba mais.

Principais causas de um pneu furado

Segundo especialistas, os pneus furados são normalmente provocados por um objeto pontiagudo, como por exemplo, pregos, parafusos ou um vidro partido.

O próprio ato de embater contra as próprias bermas do passeio, dependo do ângulo, pode ser o suficiente para que haja uma penetração da superfície do pneu.

Em qualquer circunstância, deverá primeiro reparar ou trocar o pneu, se possível.

Posteriormente dirija-se a um mecânico, uma vez que todas as soluções, sejam elas através de espuma de reparação instantânea (os chamados kits anti-furos) ou a simples troca pelo pneu sobressalente, são apenas temporárias. Ou seja, com limites de quilometragem nunca superior a 80 quilómetros, mais concretamente: 50 quilómetros no caso dos kits anti-furos e até 80 recorrendo ao pneu sobressalente.

Como evitar um pneu furado

Uma vez que um pneu furado tem custos, tanto em gastos de energia e tempo, como também financeiramente, e ao mesmo tempo é algo fácil de acontecer, é imperativo aprender a evitar este tipo de situações.

E não é difícil. Basta ter algum cuidado na manutenção do automóvel e circular com alguma precaução.

Estas são, portanto, algumas formas de evitar um pneu furado:

Atenção ao piso do pneu

Para evitar ficar com os pneus carecas e, ao mesmo tempo, aumentar a resistência do pneu, evite ter menos de 1,6mm de profundidade mínima.

Troque os pneus em caso de fissuras

Sempre que hajam “fissuras “nos pneus procure trocá-los e sempre aos pares, por eixo, para evitar o desgaste extra provocado no pneu mais antigo em comparação com o pneu novo.

As fissuras tornam essa zona do pneu mais sensível a penetrações.

Meça, regularmente, a pressão de ar

A pressão correta dos pneus significa que eles não apresentam desgaste extra desnecessário, garantem uma maior segurança rodoviária e, ao mesmo tempo, maior resistência a furos.

Os valores da pressão correta dos pneus para cada carro, podem ser encontrados no manual do carro ou numa placa de metal na porta do condutor do seu automóvel. Deve consultá-la se quiser obter uma informação mais detalhada sobre a pressão ideal aconselhada pelo fabricante.

Verifique o alinhamento da direção

Caso a direção não esteja em conformidade, pode causar um desgaste anormal num ou em vários pneus.

Os desgastes desnecessário são uma forma de aumentar a probabilidade de o carro ter um furo.

Atenção (e adaptação) às condições climatéricas

Conduza com especial cuidado quando as condições climatéricas foram adversas, como por exemplo na chuva, neve e ventos fortes.

Além de não conseguir ver tão bem a estrada, podendo não se desviar de objetos bicudos e perfurantes, também aumenta a sua segurança rodoviária.

Conclusão

Sabemos que um pneu furado é, muitos vezes, algo imprevisível. No entanto, uma boa manutenção dos pneus pode fazer a diferença e reduzir as probabilidades.

Assim, trate bem dos pneus e tenha uma condução defensiva. Verifique regularmente a pressão e o estado dos mesmos e também o alinhamento da direção.

Lembre-se que a segurança rodoviária começa, antes de tudo, nos pneus. Afinal, são o único ponto de conexão entre a carroçaria e o solo onde circula e, além de assim poder evitar um pneu furado, também aumenta a sua segurança.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].