Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Miguel Pinto
Miguel Pinto
05 Mar, 2020 - 16:32

Maior ponte pedonal suspensa do mundo nos Passadiços do Paiva

Miguel Pinto

Os Passadiços do Paiva estão prestes a ganhar mais um encanto. A maior ponte pedonal suspensa do mundo ganha forma em Arouca e promete grandes emoções.

Ponte pedonal suspensa em Arouca

A ponte pedonal suspensa sobre o rio Paiva, considerada a maior do mundo, caminha a passos largos para a sua conclusão, esperando-se a sua conclusão para os primeiros dias de Julho. Depois, é esperar pela abertura oficial para fazer as delícias de todos os que demandam aos fantásticos Passadiços do Paiva, em Arouca.

Com o nome de 516 Arouca, esta ponte conta com vão de aproximadamente 516 metros e uma altura em relação ao rio a rondar os 175 metros. A travessia faz-se através de um tabuleiro em gradil metálico, com uma largura útil de 1,20 metros e sempre com guarda lateral.

ponte pedonal suspensa: a não perder

Passadiços do Paiva em Arouca

A ponte ligará as margens do rio Paiva nas imediações da Cascata das Aguieiras e da Garganta do Paiva, fazendo com que seja possível apreciar estes dois pontos e toda a paisagem envolvente a partir de uma cota superior. O custo da empreitada ascende a 1,8 milhões de euros.

Uma vez aberta ao público, será de utilização paga, devendo o respetivo preço apresentar-se em duas modalidades diferentes, consoante o visitante deseje conhecer apenas a ponte ou percorrê-la como parte integrante dos Passadiços do Paiva.

Os Passadiços do Paiva transformaram-se num sucesso absoluto, levando milhões de pessoas ao concelho de Arouca. Vencedores do Óscar do Turismo por dois anos consecutivos, 2016 e 2017, os Passadiços do Paiva têm impressionado todos os que não querem perder a oportunidade de apreciar as incríveis paisagens que os 8 km de extensão proporcionam a todos.

Vista geral da aldeia do Sistelo
Não perca Passadiços? Renda-se ao Sistelo, o Tibete português

Há descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em vias extinção no continente europeu e passará ainda por praias fluviais  como as do Areinho, do Vau e de Espiunca. Se gosta de Natureza, e particularmente de biologia, geologia e arqueologia, então este é um trajeto que não pode deixar de fazer.

Inserido no território do Arouca Geopark, Património Geológico da Humanidade pela UNESCO, o valor destes passadiços tem sido reconhecido, mesmo internacionalmente, razão pela qual recebem há 4 anos consecutivos (de 2016 a 2019) distinção dos World Travel Awards.

Veja também