ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Teresa Campos
Teresa Campos
28 Jul, 2021 - 15:30

A prática de desporto e o bem-estar dos mais novos

Teresa Campos

Nunca é demais explicar os contributos da prática de desporto para os mais novos. Portanto, saiba por que os miúdos devem fazer exercício físico diário.

desporto crianças

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), são diversos os contributos da prática de desporto para o bem-estar físico e emocional dos mais novos.

O exercício físico melhora a aptidão cardiorrespiratória e muscular, a pressão arterial, a dislipidémia, a glicose, a resistência à insulina e a saúde óssea e reduz a gordura corporal de crianças e de adolescentes. Além disso, melhora  o seu desempenho académico e funções executivas, ao mesmo tempo que reduz os sintomas de depressão.

Para a OMS, os indivíduos entre os 5 e o 17 anos de idade devem praticar, pelo menos, 1 hora por dia de atividade física de intensidade moderada a vigorosa, sobretudo aeróbia (como caminhar ou correr) e, pelo menos, 3 dias por semana de atividades de fortalecimento muscular e ósseo (como agachamentos ou flexões).

Prática de desporto em crianças e jovens

Combater a obesidade e evitar o excesso de peso

O peso excessivo é um problema de saúde pública que atinge uma grande parte da população, nomeadamente as crianças e os jovens. Geralmente, as suas causas são uma dieta desiquilibrada e o sedentarismo.

O exercício físico ajuda a contrair esta tendência, contribuindo para um estilo de vida globalmente mais saudável, ajudando mesmo a melhorar os hábitos alimentares dos miúdos.

Fortalecer o corpo e as emoções

A nível físico, o desporto é capaz de fortalecer os ossos, as articulações e os músculos, ajudando a crescer de forma saudável e forte, e de melhorar o sistema cardiovascular, o que evita complicações como a diabetes, por exemplo.

Em termos psicológicos, o exercício físico torna o raciocínio mais rápido o que, no caso das crianças e dos jovens, contribui para um melhor aproveitamento escolar. Segundo a UNICEF, tanto o desporto, como as brincadeiras físicas, são meios de melhorar o desenvolvimento e a aprendizagem dos mais novos.

crianças a jogar futebol

Estabelecer relações e criar amizades

O desporto estimula o trabalho em equipa e favorece o convívio e a interação entre os mais novos, independentemente das suas diferenças étnicas, religiosas, socioeconómicas e culturais.

Neste sentido, outro dos contributos da prática de desporto é estimular valores como a disciplina, a igualdade, o respeito (nomeadamente pelas regras) e a amizade nas crianças e nos jovens, promovendo a cidadania ativa, a inclusão social e a capacidade de resolver conflitos de forma não violenta.

Elevar a autoconfiança e a autoestima

O excesso de peso ou a má forma física são, muitas vezes, motivos de um baixo amor próprio nas crianças e nos jovens. Por isso, o desporto pode ajudar a prevenir esse género de sentimento, na medida em que ajuda a ter um aspeto mais saudável e cuidado.

Contrariar o stress

Ao contrário do que os adultos possam pensar, as crianças e os jovens também sofrem de stress, ansiedade e depressão, seja por problemas em casa, seja por problemas na escola.

Fazer desporto é uma forma de estimular a produção de endorfinas, as quais induzem a uma sensação de calma e de bem-estar, afastando a impulsividade, as emoções e os pensamentos negativos.

Natação para bebés: benefícios e cuidados a ter
Veja também Natação para bebés: benefícios e cuidados a ter

Qual o papel dos pais e educadores?

Os pais devem fomentar a prática de desporto junto dos seus filhos, quer através da promoção de atividades físicas, como andar de bicicleta, quer através da inscrição dos miúdos em desportos individuais ou coletivos que mais agradem à criança ou ao jovem.

Principalmente no caso dos desportos de grupo, importa esclarecer que o mais importante é ter fair-play e não ganhar. Perder também não é sinónimo de fracasso. Assim, a derrota deve ser uma oportunidade para refletir e a vitória um exercício de humildade.

É ainda importante explicar aos miúdos que os adversários não são inimigos e devem ser respeitados e que o mais importante no jogo é a diversão e os contributos da prática de desporto na saúde.

Veja também