ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Ekonomista
Ekonomista
24 Mai, 2021 - 11:04

O primeiro carro a hidrogénio chega a Portugal ainda em 2021

Ekonomista

Apesar de ainda não haver redes de abastecimento a hidrogénio, a Toyota conta com as intenções de algumas empresas.

Apesar de já circularem na Europa há já alguns anos, os carros movidos a hidrogénio ainda não tinha chegado a Portugal por duas razões: falta de aposta das marcas e de redes de abastecimento.

No entanto, isso parece estar a mudar, uma vez que a Toyota anunciou que, em setembro de 2021, lançará no País o modelo Mirai, aquele que será o primeiro carro movido a hidrogénio em Portugal. Por sua vez, este parece ter sido o mote para as empresas de abastecimento colocarem hidrogénio na sua panóplia de opções.

O anúncio foi feito pela Toyota que, entre outras coisas, garantiu contar com as intenções da Galp, que pretende instalar já este ano os primeiros postos de abastecimento. Além disso, a importadora nacional da marca japonesa, a Salvador Caetano, também irá montar o seu próprio posto em Ovar.

Também a Câmara de Gaia já lançou concurso público para a construção de um posto de abastecimento a hidrogénio. Não se deve esquecer que, até agora, o mais próximo ficava em Barcelona (Espanha).

Toyota Mirai: características anunciadas

O Toyora Mirai será, como dito anteriormente, o primeiro caro movido a Fuel Cell. No entanto, já se sabem mais características sobre este modelo. Para começar tem três depósitos de combustível.

Quanto à motorização deste veículo, o Toyota Mirai contará com mais de 650 km de autonomia (um valor impressionante, tendo em conta a realidade dos automóveis elétricos), assim como uma potência combinada entre os dois motores de 182 cv e zero emissões.

Ao contrário dos veículos elétricos, o modelo Mirai será capaz de abastecer o suficiente para os tais 650 km em apenas três minutos. A velocidade máxima é limitada a 175 km/h (um valor normal para os padrões de hoje em dia), enquanto a capacidade de aceleração é de apenas nove segundos dos 0 aos 100 km/h.

Em termos de interior, destaca-se o painel de instrumentos TFT de oito polegadas e o ecrã multimédia. O Toyota Mirai vem ainda incorporado com os principais sistemas de auxílio à condução atuais, como assistência de faixa de rodagem, assistência de travagem de emergência e auxílio em todas as etapas de estacionamento, entre outros.

Apesar de usar a mesma plataforma do Lexus LS, que permitiu passar a pilha de combustível para o lugar do motor e colocar um terceiro depósito de combustível (o que ajudou a conseguir os 650 km de autonomia) e até do tamanho considerável (cerca de cinco metros de comprimento e 1,85 metros de largura), o espaço nos bancos de trás e apertado, devido à colocação, na parte inferior, de um túnel para um dos três depósitos.

O Toyota Mirai pertence aos veículos de gama alta, sendo que poderá obter três diferentes versões: Luxury, Premium e Limousine.

Veja também