Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Silva
Inês Silva
04 Jun, 2020 - 13:08

Programas de requalificação virtual: conheça algumas possibilidades

Inês Silva

A requalificação profissional é cada vez mais uma exigência do mercado de trabalho. Em tempos da COVID-19, conheça programas de requalificação virtual.

mulher a iniciar um programa de requalificação virtual

Já aqui falamos sobre a importância da requalificação profissional que, mais do que uma opção pessoal, é cada vez mais uma necessidade exigida pelo mercado de trabalho. Devido às restrições durante a pandemia da COVID-19, entretanto atenuadas, foram surgindo alguns programas de requalificação virtual que continuam a estar disponíveis.

O constante desenvolvimento tecnológico e o surgimento de novas formas de automação vão acabar, ou já acabaram, com um determinado número de profissões, alterar significativamente o contexto de outras e, também, criar muitas outras profissões para responder às novas necessidades da vida empresarial, pessoal e social.

Assim sendo, quem já está no mercado de trabalho ou para quem ainda está a estudar, é importante apostar na formação para a requalificação e renovação de competências profissionais.

Continue a ler e conheça alguns programas de requalificação virtual na área das novas tecnologias e competências digitais.

5 programas de requalificação virtual

pessoa ao computador a iniciar um programa de requalificação virtual
1

Recodme

É um programa de formação que vai requalificar, para o setor da Inovação e Tecnologia, jovens desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). A iniciativa é grátis para o formando e tem por alvo pessoas que tenham o 12º ano completo e até 29 anos de idade.

O Recodme é agora realizado à distância, sendo as aulas teóricas e as ações de mentoria realizadas através da plataforma Microsoft Teams.

O objetivo é continuar a empregar no setor e ajudar as empresas em contexto pós-COVID-19. Os alunos com melhor aproveitamento vão integrar uma das cinco empresas que dinamizam o projeto, nomeadamente a agap2IT, Bee Engineering, KCS iT, Adentis e Decode.

Este é um dos programas de requalificação virtual que tem o apoio da Medida Vida Ativa, do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP). Esta pretende potenciar o regresso ao mercado de trabalho de desempregados, através de uma rápida integração em ações de formação de curta duração que podem ser realizadas por:

  • Estabelecimentos de educação e formação públicos e privados;
  • Outras entidades formadoras certificadas, nomeadamente as geridas pelos parceiros sociais ou outras do setor público, privado ou cooperativo que, pela sua natureza, sejam dispensadas de certificação;
  • Centros de emprego e formação profissional e centro de reabilitação profissional do IEFP;
  • Centros de formação profissional de gestão participada do IEFP.

As instituições de ensino superior podem realizar esta formação, em particular quando a mesma for dirigida a públicos com qualificações de nível superior ou muito específicas, e vise domínios com elevado potencial de empregabilidade, designadamente no âmbito do empreendedorismo ou de áreas tecnológicas especializadas para as quais estas instituições se encontrem particularmente vocacionadas.

2

SWitCH – Programa de Requalificação Profissional

Este programa é uma iniciativa da Associação Porto Tech Hub em parceria com o Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), que pretende captar para a área da Informática licenciados, mestres ou doutorados de outras áreas atualmente desempregados ou em subemprego.

O SwitCH não é propriamente um curso virtual, mas a requalificação assenta na área da tecnologia.

Este programa é composto por uma pós-graduação que irá decorrer durante nove meses no ISEP, seguindo-se um estágio remunerado de 9 meses em empresas tecnológicas do Porto.

Vai ter a duração de 32 semanas e os formandos serão capacitados para a compreensão e desenvolvimento de soluções Web, com base no conceito de Programação Orientada a Objetos, recorrendo a tecnologias Java, HTML e Javascript, através de uma metodologia “Agile” e um processo interativo.

As candidaturas decorrem entre 9 de junho a 20 de agosto.

3

ATEC

Esta Associação de Formação para a Indústria é um projeto idealizado e promovido pela Volkswagen Autoeuropa, Siemens, Bosch Termotecnologia e Câmara de Comércio e Indústria Luso- Alemã.

Dado ao contexto atual, a ATEC desenvolveu um conjunto de cursos online por forma a dotar os profissionais com competências que os ajudem a fortalecer a sua atividade profissional e a das suas empresas. Tecnologias da Informação é uma das áreas com várias ofertas formativas online.

4

Apostar em TI

Este é um programa do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) que tem como objetivo abrir portas a todos os que procuram integrar o mercado de trabalho das Tecnologias de Informação (TI’s), independentemente dos backgrounds formativos.

Está, atualmente, a decorrer a 2ª edição que termina agora, em junho de 2020.

Este programa de reconversão profissional prepara profissionais para uma área com elevados índices de empregabilidade e com previsão de continuar a crescer.

Desenhado e promovido pelo ISEC e várias empresas na área das tecnologias de informação, o Apostar em TI responde às exigências do crescimento acelerado do mercado de software. Em particular, à necessidade crescente de profissionais com competências específicas para sistemas integrados em dispositivos eletrónicos (Embedded Systems), por exemplo em automóveis, equipamentos médicos, entre outros.

5

INCoDe.2030

Este é um programa integrado de política pública dedicada ao reforço de competências digitais iniciado, em 2017, pelo Governo português.

O INCoDe.2030 perspetiva-se num âmbito alargado para a promoção integrada do desenvolvimento digital, começando pela inclusão e a literacia digitais, passando pela educação das novas gerações, desde a infância, pela qualificação da população ativa até à especialização de pessoas licenciadas para ocuparem empregos digitais avançados e à investigação.

Consulte aqui a página desta iniciativa integrada e conheça algumas opções de programas de requalificação virtual.

Veja também