Inês Silva
Inês Silva
09 Abr, 2020 - 10:15

Promover a confiança na equipa com trabalho remoto: 5 estratégias

Inês Silva

Sob a ameaça da COVID-19, o trabalho remoto é, atualmente, uma realidade para muitos. Conheça estratégias para promover a confiança na equipa.

mãe a trabalhar em casa com filha a estudar ao lado

Em plena pandemia da COVID-19, o trabalho remoto foi assumido por vários trabalhadores e empresas como forma de manter o isolamento e impedir a propagação do novo coronavírus. Trabalhar a partir de casa, para quem não está habituado, não é fácil. Mas para quem tem gerir equipas, o desafio é acrescido. Continue a ler e saiba como promover a confiança na equipa com trabalho remoto.

Em trabalho remoto, a quem está a gerir equipas poderá surgir a dúvida sobre o trabalho efetivo dos seus colaboradores. A quem está a trabalhar a partir de casa a dúvida que pode surgir é: como é que posso mostrar ao chefe que estou a trabalhar?

Estas incertezas podem originar dois problemas, os gestores acabam por fazer uma microgestão e os colaboradores acabam a trabalhar muito mais para provar que são capazes. Estas situações podem ser evitadas, recorrendo à confiança entre todos os elementos da equipa.

Promover a confiança na equipa com trabalho remoto é o caminho a seguir para obter o sucesso coletivo e prosperar. Conheça algumas estratégias para criar uma cultura de confiança numa equipa em trabalho remoto.

5 estratégias para promover a confiança na equipa com trabalho remoto

trabalhadora em teletrabalho a promover a confiança na equipa
1

Manter a transparência

Num ambiente de trabalho remoto, com todos a trabalhar fisicamente sozinhos, é natural que, acidentalmente, algumas informações não cheguem a todos ou nem todos os elementos da equipa estejam contextualizados com alguma situação.

Para criar uma cultura de confiança, é necessário fornecer todas as informações relevantes para que ninguém da equipa seja apanhado de surpresa e sinta que foi deixado de fora.

Não faltam aplicações que possibilitam o chat de grupo para manter todas as trocas de informações acessíveis aos elementos da equipa e, assim, ninguém se vai preocupar com o fato de ficarem de fora de conversas importantes.

Utilize o email para o estritamente necessário, esta transparência vai criar a tão desejada confiança, pois ninguém vai sentir que as coisas estão a acontecer à porta fechada e sem acesso a todos.

2

Conhecer a equipa

Quanto mais conhecemos as pessoas, maior é a probabilidade de confiar nelas. Por isso, é importante fazer da socialização uma prioridade para as equipas remotas.

Começar uma reunião por vídeochamada com perguntas pessoais nos primeiros cinco minutos e, só depois, avançar para os temas de trabalho.

Pode parecer um desperdício de tempo, mas não é. É uma maneira de garantir que todos se sentem ligados, o que é crucial para a construção de uma cultura remota que funcione.

3

Defina objetivos e cumpra-os

Quem está a gerir equipas, deve comunicar aos elementos o que é esperado deles e como deve ser comunicado o progresso. É necessário fazer um relatório diário? É preciso dizer tudo o que fazem diariamente? Basta um resumo ao fim da semana?

Depois de definir objetivos, é fundamental que os cumpra. A equipa precisa de saber que não vai andar a mudar metas e objetivos. É importante que os colaboradores tenham tenham esta informação concreta porque assim, se alguma coisa estiver menos bem e a atrasar o processo, será mais fácil comunicar estas possíveis dificuldades à chefia.

Obviamente, tudo isto é suportado pela transparência mencionada anteriormente: grave notas de reuniões, envie atualizações para o chat, verifique que tudo foi anotado e partilhado.

4

Concentre-se no resultado, não no tempo gasto a trabalhar

Quando falamos de confiança no trabalho remoto, não estamos a falar no acreditar que as pessoas estão a trabalhar das 9 às 18 horas, ou algo assim. Confiar em alguém é ter a certeza que o trabalho vai estar feito no dia e na hora acordados.

A produtividade é que deve ser valorizada e não o tempo ocupado em frente ao computador. Promover a confiança na equipa com trabalho remoto é capacitar todas as pessoas para gerir o seu tempo de acordo com o resultado pretendido.

A tarefa atribuída deve ser cumprida no prazo acordado, se não for possível, deverá ser comunicada a razão. Ou seja, responsabilizar os colaboradores pelo trabalho que realizam e não pelas horas que trabalham.

5

Automatize os fluxos de trabalho

As ferramentas digitais deixam o rasto de quem as usa, os gestores podem ver quem está usar o quê remotamente. Mas não há como acompanhar tudo e só vai perder tempo, por isso, esqueça o controlo porque a palavra chave é confiança.

Configure fluxos de trabalho automatizados para uma plataforma online e vá vendo o trabalho a acontecer diante dos olhos. Não vai precisar de verificar constantemente as pessoas ou as aplicações e vai estar, ainda, em sintonia com o que vai acontecendo.

Portanto, para ter um equipa que trabalhe bem e seja responsável, é importante confiar. A confiança entre os colegas é a base de uma empresa de sucesso. É preciso um bocadinho mais de esforço para promover a confiança na equipa com trabalho remoto, mas é possível.

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins. Neste projeto, contamos com a parceria da Fidelidade e da Multicare. Saiba mais sobre a parceria.