ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Inês Silva
Inês Silva
18 Jan, 2021 - 10:33

Trabalho remoto durante o isolamento: 7 dicas produtivas

Inês Silva

Voltou ao trabalho remoto durante o isolamento? Preparamos uma lista de dicas e sugestões para o ajudar na tarefa. Continue a ler.

casal a trabalhar remotamente durante o isolamento

Portugal entrou, novamente, em confinamento geral, estando as autoridades de saúde a aconselhar que se fique em casa e que se explore as possibilidades de trabalho remoto durante o isolamento como forma impedir a propagação do novo coronavírus.

Trabalhar a partir de casa, podia representar um grande desafio, mas desde março de 2020 que se percebeu que não é impossível e que não prejudica a produtividade. Fique a par das nossas dicas para resistir às distrações e realizar as suas tarefas com eficiência.

Quem já está habituado a trabalhar a partir de casa, está familiarizado com a necessidade de ser disciplinado para manter a eficiência e a produtividade. Não obstante, o maior desafio é conseguir concentrar-se na organização do tempo, definir a prioridade das atividades e os intervalos a fazer. Afinal de contas, em casa, as oportunidades e tentações para procrastinar estão à distância de um braço.

Assim, preparamos uma lista de sugestões e dicas para que não perca a produtividade durante este novo período de confinamento.

Deixamos também uma palavra de alento para que consiga “sobreviver” a esta fase. Por mais que lhe custe ficar fechado em casa, lembre-se que esta fase não vai durar para sempre e que, desta forma, estará a proteger-se a si e aos outros.

Dicas úteis para trabalho remoto durante o isolamento sem distrações

mulher a trabalhar em escritório em casa
1

Organize o seu tempo

Faça o seu horário de acordo com a sua produtividade. Organize as suas atividades, crie uma rotina e mantenha essa mesma rotina.

Apesar de as escolas se manterem abertas, as crianças também passam, naturalmente, mais tempo em casa. Em muitos casos, os pais ainda estão em horário de trabalho quando termina o horário escolar.

Assim, prepare atividades para fazer em casa de acordo com as idades deles e adapte o seu horário as necessidades das suas crianças. Invente jogos, faça com que os seus filhos se sintam envolvidos e ocupados. Dê-lhes a responsabilidade de executar alguma tarefa para trabalharem simultaneamente.

O trabalho remoto durante o isolamento implica, obviamente, poucas saídas de casa, as idas ao supermercados devem também ser bem planeadas. Por isso, faça a lista com antecedência para poder programas as idas às compras.

2

Continue a vestir-se para trabalhar

Para quem vai ficar em casa, manter o pijama pode ser tentador. Mas não o faça, vestir-se para trabalhar e tirar o pijama, ajuda o cérebro a entrar em modo trabalho e a esquecer a vontade de voltar para a cama.

6

Crie um espaço de trabalho

Ainda que temporário, defina um espaço próprio para trabalhar, mesmo que seja pequeno. Mantenha nesse espaço tudo o que precisa para trabalhar, evitando estar sempre a levantar-se para levar e a trazer o material necessário. Em termos de tecnologia e eletrónica, esqueça os aparelhos que o possam distrair.

4

Mantenha-se online

O trabalho remoto durante o isolamento não tem que ser sinónimo de solidão. Ligue-se a colegas e amigos que estejam na mesma situação, basta estar online e à distância de uma mensagem para se sentir acompanhado.

5

Não se esqueça da música de fundo

Ter música ambiente pode ajudar na criatividade e na concentração. Escolha o tipo de música que se adequa à sua produtividade e isole-se das distrações.

6

Faça pausas

Não se esqueça das pausas para almoço, lanche ou só para relaxar. É de extrema importância que faça algumas pausas curtas para recarregar baterias e refrescar a mente para se manter produtivo.

Aproveite, também, para fazer alguns alongamentos ou exercícios. A atividade física é extremamente importante para a saúde física e mental. Pode estar impedido, seja por opção ou necessidade, de ir ao ginásio ou correr no exterior, mas não é por estar em modo trabalho remoto durante o isolamento que não pode exercitar-se.

Convide as suas crianças para uma aula de yoga ou outra atividade física qualquer, há várias aplicações e vídeos no YouTube que poderá seguir para as realizar.

7

Resista à tentação das redes sociais

Guarde a consulta das redes sociais para as pausas. Estar sempre a entrar e sair do Facebook e Instagram só para dar uma olhadela, vai consumir-lhe tempo precioso para a realização das suas tarefas.

Trabalho remoto durante o isolamento: conheça a legislação

Foi publicada legislação específica que estabelece medidas de apoio neste novo estado de emergência e confinamento. Conheça algumas situações.

Apoio aos pais com filhos em casa

Destina-se a pais que tenham filhos menores de 12 anos, deficientes ou doentes crónicos, que ficam em casa devido ao isolamento profilático das crianças ou em situação de doença pela COVID-19.

As faltas ao trabalho dos pais nestas condição são consideradas faltas justificadas, mantendo os direitos, exceto a remuneração. Contudo, têm direito a um subsídio, que corresponde a 100% da remuneração de referência líquida(e tem como limite mínimo 65% da remuneração ilíquida).

A duração máxima deste subsídio é de 14 dias.

Subsídio a trabalhadores em isolamento ou com doença COVID-19

O trabalhador em isolamento profilático a decretado por uma entidade de saúde, recebe um subsídio correspondente a 100% da remuneração de referência, seja no setor público ou privado, independentes ou do serviço doméstico.

Um trabalhador diagnosticado com COVID-19, tem direito a um subsídio por doença, que corresponde a 100% da remuneração de referência líquida e dura, no máximo, 28 dias. Esta informação está disponível na página da Segurança Social.

Recurso ao teletrabalho

O recurso ao teletrabalho pode ser

“determinado unilateralmente pelo empregador ou requerido pelo trabalhador, sem necessidade de acordo das partes, desde que compatível com as funções exercidas”.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].