João Abreu
João Abreu
11 Abr, 2019 - 00:41
Renault vs Peugeot: o tira-teimas gaulês

Renault vs Peugeot: o tira-teimas gaulês

João Abreu

Renault vs Peugeot: conheça a história das duas construtoras francesas generalistas e saiba como cada uma delas conquistou o seu mercado.

O artigo continua após o anúncio

Colocando em comparação a Renault vs Peugeot, fomos procurar saber qual delas é a melhor marca. As duas são fabricantes de automóveis com mais de uma centena de anos e conseguiram desde sempre reunir a mesmas receitas na construção de automóveis de categoria generalista até aos dias de hoje.

Ambas as marcas são conhecidas por uma vasta gama de modelos práticos que serviram durante gerações as necessidades básicas, mas também as mais rebuscadas na condução.Desta forma,  fomos tentar perceber as diferenças e catalogá-las em função de entender se uma delas é de facto melhor que a outra.

Fique a conhecer a história da Renault e da Peugeot, as suas parecenças, diferenças e quais os seus modelos mais emblemáticos.

Renault vs Peugeot: qual a melhor marca?

Renault

Carro da marca Renault

O grupo Renault S.A foi fundado exatamente a 25 de Fevereiro de 1899 pelo francês Louis Renault, em conjunto com os seus irmãos Fernand e Marcel e os amigos Thomas Evert e Julian Wyer.

Pioneiros na indústria automóvel, estes introduziram na sua empresa o taylorismo como a forma de organização do trabalho, tendo sido esta uma empresa francesa que inicialmente já produzia os seus próprios automóveis, carrinhas, autocarros e camiões.

Interessados em atrair a atenção dos condutores para os seus carros, os irmãos pensaram integrar os seus modelos em competições automobilísticas, por fim a ganharem também alguma publicidade para a Renault.

Em França, o reconhecimento acabara por ser rápido e a marca alcançou o sucesso pretendido. Louis e o irmão Marcel competiam também com modelos da sua empresa, contudo, Marcel teve um acidente fatal durante uma corrida entre Paris e Madrid, no ano de 1903.

Após o fatídico acidente, Louis decidiu não competir mais, mas a empresa manteve-se envolvida nas competições, sendo que a este nível, a Renault acabara por destacar-se das demais marcas automobilísticas tendo sido a marca vencedora do primeiro Grand Prix da história, em 1906.

O artigo continua após o anúncio

Com a morte de Fernand em 1909, Louis acabou por tomar posse total da empresa que os três outrora fundaram. Entre 1914 e 1918, durante a Primeira Guerra Mundial, a Renault foi responsável pelo fabrico de munições, aviões militares e veículos.

Após a guerra, a Renault tornou-se a marca líder na construção de automóveis em França.Porém, durante a Segunda Guerra Mundial, as tropas vindas da Alemanha invadiram grande parte do território francês e tomaram posse das fábricas da Renault. As mesmas foram utilizadas, com a ajuda da Daimler-Benz para produzirem veículos militares para a Alemanha Nazi.

Depois da derrota alemã, Louis Renault foi preso, alegando-se que mantinha relações comerciais com inimigos. Louis acabara por morrer na prisão, antes de preparar a sua defesa. Os seus ativos industriais foram confiscados pelo governo sendo que as suas fábricas tornaram-se parte do estado. Assim sendo, a marca passou a ser chamada Régie Nationale des Usines Renault.

Apenas em 1996, a empresa passou novamente a ser privatizada. Em 2001, a mesma vendeu uma subdivisão de veículos industriais Renault Véhicules Industriels, à Volvo.

É de realçar que a Renault ganhou muitos prémios internacionais. Conquistou o prémio de Carro do Ano da Europa 6 vezes e viu o título de Carro do Ano espanhol ser conquistado por 9 vezes, entre outros.

Peugeot

carro da marca Peugeot

Fundada em 1896, a Peugeot vem de uma família composta por um grupo de personalidades autodidatas, sendo que a origem dos seus negócios remetem ao século XVIII.

Desta forma, a Peugeot é considerada como uma das marcas ativas mais antigas no mundo automóvel, contando com mais de 120 anos de existência. Ao mesmo tempo, esta gaba-se de ser igualmente uma marca detentora de um currículo de um percurso por vários tipos de industria que não só a automóvel.

Primeiramente, em 1842, ingressaram no ramo alimentar, como o desenvolvimento de panelas, talheres e os melhores moinhos para especiarias alimentares. Posteriormente, começaram a produzir armações e corpetes para vestidos mas também para guarda-chuvas.

O artigo continua após o anúncio

Não ficando por aqui, em 1882, a família começou por fabricar bicicletas e só mais tarde, em 1889, produzir o seu primeiro automóvel. Deste foram produzidas apenas 4 unidades e destacava-se por ter apenas 3 rodas.

Também a Peugeot foi adepta das corridas automóveis, tendo marcado presença na primeira competição automóvel do mundo, entre Paris e Ruão, a 22 de julho de 1894.

No ano seguinte, a Peugeot participou na corrida entre Paris e Bordeaux. A data ficou marcada pela utilização de carros com rodas emborrachadas, resultantes de uma parceria com a fabricante Michelin.

Entre as conquistas da marca, vale a pena realçar os seus muitos prémios alcançado num passado recente com um palmarés rico e digno de ser mencionado. A marca do leão ganhou 5 vezes o Campeonato Mundial de Rali2 vezes o Campeonato Mundial de Resistência e 2 vezes o Intercontinental Le Mans Cup.

A mesma conquistou por 5 vezes o título de Carro do Ano da Europa9 vezes o prémio de Carro do Ano espanhol, italiano e irlandês.

O modelo Peugeot 206 foi o maior sucesso de vendas da marca, tornando-se dos carros mais vendidos da história. Mas outro exemplos de destaque fizeram com que a marca fosse pioneira em alguns aspetos na indústria automóvel, como a produção do primeiro carro descapotável com articulação metálica – o Peugeto 402 L Eclipe, lançado em 1937.

A Peugeot segue uma política muito interessante sobre o lançamento de veículos experimentais. De facto, esta é detentora de um recorde pessoal de já ter lançado um número considerável de protótipos todos os anos,  por forma a perspetivar e esboçar um futuro audaz para a marca.

Em 1974, a Peugeot S.A. acabou por comprar 38,2% da Citroën e, em 1976, aumentou essa percentagem para 89,95%, criando desta forma o Grupo PSA, também conhecido por Grupo PSA Peugeot Citroën.

O artigo continua após o anúncio

Em consideração a outros prémios relevantes, a Peugeot conquistou o título de Carro do Ano europeu em 1969, 1988, 2002, 2014 e 2017, respetivamente, com os modelos Peugeot 504, Peugeot 405, Peugeot 307, Peugeot 308 e Peugeot 3008.

Renault vs Peugeot: pontos comuns

Two Red And Green Car In Front Of Justice Scale

O termo de comparação entre Renault vs Peugeot não surge sob forma linear através de uma disputa por forma a obter vencedores e vencidos. Em parte, ambas as marcas disputam um segmento de mercado bastante comparativo e ambas sabem que a luta pelo público alvo é bastante homogéneo em termos de desafio.

Ambas auto denominam-se como construtoras generalistas, por forma a lançar automóveis com um ciclo de vida semelhante, assim como a tipologia e o número de gamas disponíveis para venda.

Em termos de aspeto e design, a situação pode ficar mais complicada. Há muitos condutores que consideram que as marcas apresentam muitas semelhanças neste campo.

Porém, a Peugeot tem dado continuidade a uma receita denominada de “Motion & Emotion”, já aplicada em duas gerações de veículos lançados. Esta tem sido uma boa fase em termos de vendas para a marca do leão, pelo seu design mais audaz, agressivo com base de uma arquitetura e estética que se assemelha a um felino.

Por sua vez, a Renault continua a ser a marca que mais tem vendido automóveis em Portugal, graças ao estimável Renault Clio – arquirrival número 1 do Peugeot 208

Só em 2018, as marcas de carros mais vendidas em Portugal foram as mesmas que fazem parte deste duelo. A Renault e a Peugeot conquistaram, respetivamente, o primeiro e o segundo lugar da tabela. A Renault vendeu 31 215 unidades em território nacional e a Peugeot vendeu 22 980 unidades.

Tendo por base as tendências dos carros para 2019, podemos dizer que esta competição não terá fim à vista. Este é o mesmo ano que foram lançadas as últimas gerações do Peugeot 208 e do Renault Clio, e tendo por base o histórico de ambas as marcas, estes dois modelos prometem continuar inscritos no mesmo campo de batalha.

Com algumas semelhanças e com o parecer de estarem em sintonia em alguns rankings e estudos de mercado, estas duas marcas estão entre as preferências de muitos consumidores. Desta forma, pretendemos crer que estas mesmas sondagens comparam a Renault vs Peugeot como sendo duas marcas distintas da qual não se pode diferenciar uma melhor que a outra. E ainda bem que não.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp