ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Ekonomista
Ekonomista
31 Mai, 2021 - 15:29

10 restaurantes com esplanadas que os portugueses adoram

Ekonomista

As esplanadas ganharam espaço nas preferências dos portugueses. Seja pelo bom tempo, seja por questões sanitárias, conheça as que enchem as medidas.

Restaurantes com esplanadas

Antes da pandemia mundial, as esplanadas eram espaços exclusivos do verão. Começavam a ganhar vida com a chegada do bom tempo, prolongando-se até finais de setembro para aproveitar os últimos raios de sol.

Hoje em dia, desde a reabertura dos restaurantes, a esplanada tornou-se algo essencial na restauração, independentemente do mês e altura do ano em que nos encontramos. Desta forma, os restaurantes com esplanadas viram as suas reservas aumentar 68% face ao período pré-pandemia.

Segundo os dados internos do TheFork, este ano registou uma forte evolução no número de restaurantes que passaram a disponibilizar este espaço exterior: Viseu (aumentou em 76% o número de esplanadas), Viana do Castelo (71%), Évora (70%), Setúbal (67%), Beja (61%) e Lisboa (59%).

Top 10 das esplanadas preferidas dos portugueses

O TheFork, plataforma líder de reservas online de restaurantes na Europa, presente em 22 mercados com mais de 80.000 restaurantes, apresenta um ranking dos 10 restaurantes com esplanadas nas zonas de Lisboa e Porto preferidos pelos consumidores portugueses que utilizam a plataforma, de acordo com as suas classificações, o número de reservas e acessos aos perfis dos restaurantes no TheFork. 

  • Furnas do Guincho – Cascais
  • La Paparrucha – Lisboa
  • Meson Andaluz – Lisboa
  • Antiqvvm – Porto
  • Os Prazeres da Carne – Cascais
  • Alibi – by Yours Porto – Porto
  • Vela Latina – Lisboa
  • Monte Mar – Lisboa
  • Lumi Rooftop – Lisboa
  • Almeja – Porto
Esplanadas em lisboa

Aumento na antecedência das reservas

Tal como as esplanadas têm vindo a alterar as escolhas dos clientes na hora de reservar, também se verificam alterações nos seus hábitos. Nota-se um receio crescente de não conseguir mesa para a altura desejada e, consequentemente, uma vontade de efetuar as reservas com uma maior antecedência.

As reservas online já refletem esta preferência, pois os Portugueses estão a efetuar em média, reservas com 6 horas de antecedência, mais 2 horas de antecedência do que no período pré-covid. No entanto, 12% dos clientes reservam entre 24 a 48 horas antes, e observa-se, ainda, alguma tendência para reservar próximo da data, com 19% dos portugueses a reservarem 1 hora antes apenas.

Desde a reabertura que os jantares continuam a liderar a preferência, com 61% do total das reservascomparado com 38% dos clientes que optam pelo almoço. A maioria das reservas tem sido feitas para 2 pessoas, e com a cerca de 40% dos clientes a gastarem em média 20€ e outros 19% a optarem por locais com tickets entre 20€ e 25€ por pessoa.

cozinha portuguesa tem dominado, com 28%, aquando da altura de escolher o tipo de cozinha, seguida da cozinha mediterrânica com 14%, da japonesa com 9% e da italiana com 8%. Os clientes têm optado, na sua maioria, por estabelecimentos com uma classificação média superior a 9 (71% das reservas), com apenas 14% dos portugueses a selecionarem notas entre 8.8 e 9.

Veja também