Catarina Reis
Catarina Reis
28 Abr, 2020 - 11:17

Salário bruto e salário líquido: o que os distingue?

Catarina Reis

Saber o que se entende por salário bruto e salário líquido pode ser importante no decurso da sua vida laboral. Saiba porquê.

canela, calculadora e dinheiro numa mesa para saber o salário bruto

Se já lhe perguntaram qual o seu salário bruto e não soube responder, não está sozinho. A diferença entre este e o salário líquido não é conhecida por todos, mas é importante que saiba distinguir com clareza estes conceitos.

DOMINE OS CONCEITOS DE SALÁRIO BRUTO E LÍQUIDO

Antes de mais, convém desde já esclarecer o seguinte: salário bruto = salário ilíquido = salário limpo. São três conceitos vulgarmente usados no mundo laboral que significam exatamente a mesma coisa.

Já agora, uma outra fórmula fundamental para saber distinguir os dois conceitos: salário bruto > salário líquido. Isso mesmo, o valor bruto corresponde sempre a um valor superior ao salário líquido.

Quando se vai a uma entrevista de emprego, por exemplo, é habitual encontrar pela frente todo o tipo de questões. Uma delas, para muitos candidatos, é “qual espera que venha a ser o seu salário bruto?”.

De facto, um dos aspetos mais importantes a ter em conta quando se procura emprego, pela primeira vez ou não, é o valor da remuneração; e por vezes, podemos ser parcialmente induzidos em erro quando se coloca a questão do salário numa entrevista.

Mas não só. Saber o valor bruto que auferimos ou que desejamos auferir permite-nos fazer uma gestão correta e eficaz das nossas contas, a começar pelo orçamento familiar.

O desconhecimento deste assunto pode levá-lo a assumir que o ordenado bruto é realmente o valor que vai auferir, mas há todo um universo de variantes que condicionam, e em geral diminuem, esse mesmo valor. Confuso? Bem vindo ao mundo dos salários.

pessoa a abrir envelope com o ordenado

O que é o salário bruto?

O salário bruto é o valor total pago correspondente a um período de tempo por um empregador a um empregado antes de quaisquer retenções, impostos e deduções.

A decisão entre dois empregos pode depender da informação sobre o salário bruto

Se tiver que decidir entre duas propostas de emprego, poderá ser um erro guiar-se apenas pelo critério do ordenado bruto. Isto porque, antes de optar simplesmente pelo que oferece o salário mais elevado, deve ter em conta, também, o salário líquido, ou seja, o que efetivamente vai receber na sua conta bancária, feitos todos os descontos.

O barómetro dos empregadores

Quando lhe perguntam qual é o valor do seu salário, o que responde? Pensa no valor total que recebe ao final de cada mês sem terem sido feitas todas as deduções, ou pensa no valor que recebe realmente no seu “bolso”, já com todos os descontos efetuados? Pensa no que ganha ao mês ou ao ano?

Estas questões assumem uma maior importância quando estamos a procurar emprego. Atente ao que surge descrito nos anúncios, e à forma como o valor do salário é comunicado em qualquer processo de recrutamento, bem como numa entrevista de emprego. É que a diferença entre o valor bruto e o líquido é, por norma muito, significativa.

Quando o empregador lhe pergunta qual a sua expectativa salarial, está-se a referir ao salário bruto.

Se o empregador não for claro na entrevista, deve questioná-lo

Se uma empresa diz que paga, por exemplo, 1220 euros de salário mensal, e não estiver referido se se trata de um salário bruto ou líquido, deverá interpelar a entidade patronal sobre o assunto.

Esta questão pode ser muito relevante, particularmente se se tratar de um emprego noutro país, no qual desconhecemos os valores de descontos a efetuar sobre o salário.

Nos anúncios de emprego o valor apresentado é normalmente o do salário bruto.

E no contrato de trabalho, qual o valor que consta do salário?

Salvo algumas exceções, nos contratos de trabalho constam os valores de salário bruto.

elementos que compõem um valor de salário bruto e as suas deduções

O salário bruto é composto por vários elementos que, todos somados, levam ao valor total da remuneração. São eles:

Deduções

Aqui ficam algumas das despesas que recaem sobre o valor do salário bruto:

  • Penhoras;
  • Seguros de saúde;
  • Seguros de vida;
  • Contribuições para pensões;
  • Contribuições sociais;
  • Retenção na fonte de IRS: a retenção na fonte de IRS consiste num pagamento adiantado, feito à base de prestações mensais para com o Estado ao longo de 14 meses, de forma que o trabalhador não seja obrigado a ter que pagar tudo de uma vez, no ano seguinte.

A retenção na fonte é geralmente a dedução maior ao salário bruto do trabalhador

O valor da retenção na fonte de IRS de um trabalhador depende:

  • do valor do seu salário bruto;
  • se é casado ou não, e se, sendo casado, o cônjuge também trabalha;
  • do número de dependentes do agregado familiar. As tabelas de retenção na fonte são lançadas anualmente.

As boas notícias é que são as entidades patronais que fazem os cálculos dos valores de retenção na fonte de IRS, com base nas tabelas que referimos anteriormente.

Do mesmo modo, também é o empregador que calcula o valor da Taxa Social Única. Feitas as contas, irá descontar esses valores no ordenado bruto de cada trabalhador, enviando-os para as Finanças e para a Segurança Social.

O salário bruto para efeitos de crédito

Por último, quando precisar de pedir um crédito bancário, tenha atenção que o salário que deve considerar para o efeito não é o bruto, mas sim o líquido.

Encontra-se em Layoff?

Se se encontra em situação de redução do horário de trabalho ou suspensão do contrato, utilize as nossas calculadoras para saber como fica o seu salário.

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins.