Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
31 Jul, 2018 - 16:49

Samsung e Huawei querem lançar ecrãs flexíveis já em 2019

Luísa Santos

A Samsung e Huawei estão a desenvolver ecrãs flexíveis com o objetivo de aumentar as vendas de smartphones, num mercado praticamente inexplorado.

Samsung e Huawei querem lançar ecrãs flexíveis já em 2019

Uma é coreana e a outra é chinesa, mas ambas querem concretizar o mesmo objetivo durante o próximo ano. Estas empresas estão a apostar numa tecnologia de ponta e, por isso, já é sabido que a Samsung e Huawei estão a desenvolver ecrãs flexíveis e inquebráveis para incorporar em smartphones a serem lançados em 2019.

Samsung e Huawei apostam em ecrãs flexíveis e inquebráveis

Esta não é uma total novidade no mercado mundial, sobretudo o asiático, mas a situação muda de figura se, em causa, estiver o mercado europeu. Marcas como a BOE, por exemplo, têm já protótipos desenvolvidos e encontram-se em fases de testes no que ao desenvolvimento de ecrãs flexíveis diz respeito.

O verdadeiro desafio está em assegurar que esses mesmos ecrãs não se riscam nem partem, esforços que tanto a Samsung como a Huawei têm unido com o objetivo de começar a produzir ecrãs do género.

Um dos principais motivos para a introdução desta novidade é, de acordo com a Samsung, o facto de a venda de smartphones ter estagnado desde o final do ano passado.

O mercado dos smartphones é extremamente competitivo e tem introduzido novas marcas a uma velocidade impressionante. A Samsung e Huawei estão a desenvolver ecrãs flexíveis, em OLED, para dar resposta a um segmento de mercado por explorar.

Trata-se de ecrãs flexíveis, capazes de dar resposta a qualquer tipo de comando que seja dado. São “janelas de plástico” feitas a partir de material extremamente resistente e flexível que, inevitavelmente, irá tornar os telemóveis ligeiramente mais pesados e mais grossos.

Veja também: