Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Bárbara do Carmo
Bárbara do Carmo
13 Nov, 2020 - 14:56

São Petersburgo: a monumental cidade imperial russa

Bárbara do Carmo

É uma cidade fabulosa e que esteve no centro de grandes transformações políticas e sociais. São Petersburgo merece uma visita em breve.

Catedral em São Petersburgo

São Petersburgo respira história. Caminhar pela cidade é viajar no tempo até aos Czares e deixar-se deslumbrar pelo imperialismo da arquitectura. Tudo é grande e opulento em São Petersburgo. 

São Petersburgo é hoje uma cidade cosmopolita erguida sobre os seus canais de água calma no Rio Neva. É uma cidade fria, é certo, mas de uma riqueza histórica e patrimonial única, que merece uma visita. 

são petersburgo, a cidade de pedro o grande

Catedral em São Petersburgo

Comecemos pela história. Foi fundada em 1703 por Pedro, O Grande, o seu símbolo máximo e a representação do czarismo e de um passado onde desempenhou um papel central.

Foi capital do império russo até 1918, e um importante entreposto comercial, sendo, ainda hoje, a janela para o ocidente. A construção da cidade à imagem de grandes capitais europeias como Londres, levou à morte de milhares de trabalhadores.

Também no século XX a história da cidade voltou a ser manchada – no conhecido Domingo Sangrento, onde as tropas do czar Nicolau II abriram fogo sobre a população que se manifestava em frente ao Palácio de Inverno.

Durante a 2ª Guerra Mundial, o cerco de Leningrado (como ficou conhecida a cidade durante este período) levou à morte de milhares de habitantes. 

Avenida Nevsky com um pé do ocidente capitalista

Avenida Nevsky em São Petersburgo

Esta história sangrenta é indissociável de São Petersburgo, no entanto, apesar da cidade ter crescido na sombra deste passado sombrio, afirma-se hoje como uma ponte entre o ocidente e o oriente cheia de coisas para descobrir. 

Comecemos este tour pela cidade dos czares na avenida central – Avenida Nevsky. Aqui várias lojas bem conhecidas dos ocidentais misturam-se com vendedores ambulantes.

Igrejas majestosas, edifícios altos e modernos a par de bons restaurantes e de alguma das atrações principais da cidade, misturam-se nesta que é a avenida ‘mais capitalista’ de São Petersburgo. 

A cidade dos museus, das bibliotecas e dos palácios

Celebrizada por Dostoievsky, no romance Crime e Castigo, São Petersburgo tem mais de 70 museus e mais de 2000 bibliotecas, visita obrigatória é a Biblioteca Nacional da Rússia. É uma cidade que respira história, o berço do ballet clássico, por onde passaram grandes nomes da cultura russa como Nijinsky, Rimsky-Korsakov e Tchaikovsky. 

O peso que a cidade teve no ballet faz com que deva assistir a um bailado, é emoção garantida. Veja a agenda e visite o Teatro Mariinsky e a Ópera de São Petersburgo. Daqui parta à descoberta do Museu Hermitage, um dos maiores museus de arte do mundo com coleções que atravessam todas as épocas da história e civilizações do mundo. A magnificência do edifício é incrível e deixa qualquer um de queixo caído. São 10 edifícios alinhados, por onde estão distribuídas mais de 3 milhões de peças. Um dos edifícios, Palácio de Inverno, foi a residência oficial dos Czares até à queda da monarquia. Portanto para visitar o Hermitage vá com tempo e deixe-se demorar. 

O palácio Peterhof, que na verdade é um conjunto de palácios ao estilo de Versalhes, foram mandados erguer por Pedro, O Grande, e tem nos seus jardins a Grande Cascata de Petrodvore. Um envolvimento único dos jardins construídos de régua e esquadro a par da riqueza dos edifícios e das várias fontes, tornam este local um dos mais emblemáticos e bonitos da cidade.

Museu de São Petersburgo

Atravessar o Neva envolto em história

Do Hermitage atravesse o rio Neva e visite a Fortaleza de Pedro e Paulo. Este edifício tem um grande peso na história moderna, já que foi uma prisão política por onde passaram Dostoievsky, Gorky e Trotsky.

São Petersburgo: Outros pontos de interesse

A catedral Kazan, ortodoxa, tem uma arquitetura digna do império russo e vale a pena uma visita. A Catedral S.Isaac e a Catedral Sangue Derramado também devem constar no seu roteiro.

Para além disto, ande muito de metros, as próprias estações são um museu debaixo de terra.

Encontrar quem fale inglês vai ser difícil, mas certamente que toda a gente o vai ajudar em caso de necessidade. Vista os agasalhos, e deixe-se entusiasmar por uma das mais vibrantes e imponentes cidades russas.

6 souvenirs russos que vai querer ter
Não perca 6 souvenirs russos que vai querer ter

Como ir?
Voar até São Petersburgo é muito acessível. A KML e a Lufthansa voam desde Lisboa com preços a começar nos 230 euros por pessoa. 

Onde ficar?
Há preços para tudo, procure uma boa localização e conforto, afinal o frio na Rússia pode ser desconfortável. O Neva Delta Hotel ou o Margarita Hotel podem ser boas opções. 

Onde comer?
Comer na Rússia pode não ser tarefa fácil para os menos aventureiros. O Gogol é um restaurante tipicamente russo e bem central. Outra opção, de comida georgiana é o Rustaveli.

Veja também