Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Júlia Rocha
Júlia Rocha
06 Jul, 2018 - 11:17

7 segredos que os recursos humanos não contam

Júlia Rocha

Estar bem preparado para um processo de recrutamento é desafiante. Conheça os segredos que os recursos humanos não contam.

7 segredos que os recursos humanos não contam

Estar preparado para um processo de recrutamento não implica só saber a história da empresa, o que implica a função e conhecer o seu currículo de trás para a frente. É bom desmistificar alguns segredos que os recursos humanos não contam sobre este tipo de processo e, também, sobre algumas questões internas, no funcionamento de cada entidade.

Fique com a nossa lista.

7 segredos que os recursos humanos não contam

segredos que os recursos humanos nao contam

1. A importância da atitude

A atitude que apresenta numa entrevista de emprego é bem mais determinante do que pode parecer à primeira vista. Uma pessoa otimista transmite a ideia de que é bem-sucedida. E sobretudo, a forma como responde às questões colocadas, especialmente quando elas já vêm a comentar possíveis desafios no trabalho.

2. Vida pessoal

Não fale da vida pessoal, problemas familiares ou até de situações menos agradáveis do emprego anterior. A imagem que passa não é muito positiva e pode dar azo a confusões e informações mal-entendidas por parte dos recursos humanos.

3. Imagem e linguagem corporal

Esta questão não é exatamente um dos mais secretos segredos que os recursos humanos não contam, e apesar de parecer óbvio, existem ainda falhas a este nível. Antes de ir à entrevista deve fazer uma pesquisa sobre a imagem da empresa, o tipo de ambiente vestir-se de acordo. Roupas sujas e amarrotadas estão fora de questão, claro. Tenha atenção à postura e mantenha o olhar atento no entrevistador, assim transmite confiança. Eles estão atentos a isto.

4. Possíveis promoções e confidencialidade

Se existe uma hierarquia e confidencialidade na corporação, não vai ser o departamento de recursos humanos a não cumprir os devidos passos para a respeitar. Por isso, não vai conseguir saber de promoções antes do tempo, nem aquilo que o seu chefe pensa sobre si e o seu futuro na empresa. As boas notícias, é que também nunca vão divulgar conversas pessoais que possam ter tido consigo.

5. Aguardar uma resposta

Quando fica à espera dos resultados de uma entrevista tenha atenção a este facto: nem sempre é bem-vindo aquele e-mail a “relembrar” a sua candidatura após já o terem conhecido pessoalmente. Reflita e tente perceber se vale a pena.

entrevista

6. Falhas nos currículos

Tenha atenção ao currículo que envia e a como tem a informação desorganizada. Se um técnico de recursos humanos dá conta de muitos meses de inatividade que não são justificados de alguma outra forma viável, põem o CV de lado.

7. Cartas de apresentação

As cartas de apresentação não são lidas em grande parte das candidaturas que envia. Contudo, não deixe de enviar, nem de as preparar de acordo com a oferta a que responde. Os recursos humanos podem considerá-la mais tarde e apesar de tudo, passa uma imagem positiva.

Veja também: