Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Silva
Inês Silva
12 Nov, 2019 - 11:08

Ser mentor: saiba o que é preciso para uma orientação eficaz

Inês Silva

Vai ser mentor e tem dúvidas de como o fazer? Continue a ler e saiba como contribuir para o desenvolvimento profissional de um estagiário.

ser mentor

Os estágios podem funcionar como um sistema interno para descobrir talentos e ajudar a preencher vagas de emprego numa empresa. No entanto, para isso, é importante uma boa orientação durante o estágio. Continue a ler e saiba o que significa ser mentor.

Os estagiários podem dar uma ajuda extra em projetos, ajudando as empresas a concluí-los de maneira mais rápida e eficiente. Mas é também essencial que as empresas cuidem dos seus estagiários.

A orientação de estágio é uma parte integrante do processo de desenvolvimento de um estagiário. Não só fornece uma abordagem mais prática, de forma a ajudar os estagiários a melhorar as suas competências profissionais e a entender como se devem comportar num local de trabalho, como também os faz sentir mais apreciados, demonstrando o investimento da empresa no seu crescimento profissional.

No entanto, a orientação de um estagiário só pode ter sucesso se for conduzida com destreza e isso requer que as empresas estejam disponíveis para dar responsabilidade aos estagiários e fornecer feedback.

Apesar de parecer, à primeira vista, que dá mais trabalho que vantagens orientar pessoas inexperientes, a verdade é que há benefícios para os orientadores de estágio. Não só poderá incluir estas experiências no seu currículo e enriquecê-lo, como ainda terá contacto com visões diferentes e mais jovens que vão ajudar também no seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Se vai ser mentor de um estagiário, considere estas diretrizes para uma orientação efetiva.

Ser mentor de estágio: 5 dicas para uma orientação de sucesso

mentor e estagiário

1. Combine as capacidades do estagiário com as funções atribuídas

Antes de ajustar as paixões e capacidades com responsabilidades profissionais, é preciso descobrir as competências do estagiário. Muitas vezes, por não se fazer este diagnóstico, os estagiários acabam por sentir que as suas capacidades não estão a ser totalmente aproveitadas.

2. Promova o desenvolvimento progressivo de competências

Ofereça aos estagiários oportunidades para solucionar problemas, projetos, por exemplo, para lançar novos produtos ou serviços. Delegar essas tarefas, pode ajudá-lo a lidar com um projeto para o qual tem pouco tempo e pode, também, ajudar na evolução profissional dos estagiários, dando-lhes a experiência real do funcionamento de uma empresa que pretende alcançar objetivos.

Atenção, para isto é importante que descreva cuidadosamente os objetivos do projeto e o potencial impacto na organização.

Pode começar por identificar as competências e capacidades necessárias, explicar que a evolução de uma competência como, por exemplo, conseguir fazer uma análise prévia, servirá de base para a aprendizagem de outras competências e capacidades.

Um bom orientador de estágio vai dando feedback ao longo do caminho ou, pelo menos, na conclusão de um projeto. Esta informação serve para que os estagiários possam perceber o que estão fazer bem e onde precisam de melhorar.

3. Pergunte pelas ideias deles

Pergunte aos estagiários quais os problemas que eles pensam que podem surgir se uma determinada tarefa ou processo técnico não for executado com precisão ou que ideias têm para esse processo ser mais rápido e com menos custos. Valorize a contribuição deles como uma ajuda para o sucesso da empresa.

4. Dê dicas sobre atendimento ao cliente e apresentações

Os estagiários, para aprender a interagir com clientes, precisam de diretrizes. Pode até disponibilizar um guião para ajudar a responder às perguntas e necessidades mais comuns dos clientes ou, por exemplo, ensinar como fazer uma venda.

Para ajudar nas apresentações, recorra a colaboradores mais experientes que poderão ajudar, observando as comunicações, analisando e aconselhando.

5. Esclareça a missão e valores da empresa

Explicar como a missão e os valores se aplicam ao negócio, motivam os trabalhadores a manter o foco nos objetivos da empresa. O mesmo sentimento também se aplica aos estagiários.

Ser mentor de estágio: o que diz a lei

Na orientação de estagiários, além das dicas anteriores, é importante saber também que, ao ser mentor, há regras a cumprir.

É o Decreto-Lei nº 66/2011, de 1 de junho, que estabelece as regras a que deve obedecer a realização de estágios profissionais extracurriculares. Em relação à orientação de estágio, são definidos os seguintes pontos:

  • A entidade promotora do estágio deve designar um orientador de estágio, que não pode acompanhar mais de três estagiários;
  • No caso de estágio profissional obrigatório para o acesso ao exercício de determinada profissão, pode considerar-se entidade promotora, a pessoa singular que, na qualidade de patrono, ao abrigo das respetivas disposições legais e regulamentares, orienta o respetivo estágio;
  • A orientação do estágio consiste, designadamente, em:
    • Elaborar, ouvindo o estagiário, o plano individual de estágio;
    • Realizar o acompanhamento técnico e pedagógico do estagiário, supervisionando o seu progresso face aos objetivos fixados no plano individual de estágio;
    • Avaliar, no final do estágio, os resultados obtidos pelo estagiário.
Veja também