Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
30 Set, 2019 - 15:16

Suplementos vitamínicos para adultos: tomar ou não tomar?

Teresa Campos

Tomar suplementos vitamínicos é uma decisão que deve estar dependente de aconselhamento médico. Saiba o que está em causa.

suplementos vitamínicos

Os suplementos vitamínicos para adultos, também conhecidos por multivitamínicos, dizem respeito a uma gama de suplementos alimentares composta por várias vitaminas e minerais. Algumas das funções destes suplementos passam por acelerar a recuperação muscular, aumentar a sensação de vitalidade, combater o cansaço e estimular o sistema imunológico.

Mas será que há efeitos secundários? E será que vale mesmo a pena a toma destes suplementos na idade adulta? Vamos responder a estas e a outras questões neste artigo sobre suplementos vitamínicos para adultos.

Suplementos vitamínicos para adultos: componentes e benefícios

vitaminas suplementos
Deve ter muita atenção à composição dos suplementos

O que contêm?

Uma questão importante prende-se com aquilo que contêm os suplementos vitamínicos. Quanto aos micronutrientes presentes, podemos referir as vitaminas do complexo B e as vitaminas A, C, D e E. Já no que toca a minerais, destacam-se o sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo, ferro e zinco.

Alguns multivitamínicos são ainda constituídos por outras substâncias, como o ómega-3 ou o ginseng, as quais permitem também aumentar a concentração e diminuir o cansaço mental. Já as vitaminas e os minerais contribuem para uma melhor capacidade funcional do organismo e ajudam na defesa e proteção contra o stress e as agressões externas.

A dose diária de cada multivitamínico representa 100% (ou mais) da dose diária recomendada de cada um dos nutrientes que o compõem.

Obrigatório ou facultativo?

No geral, através de uma alimentação equilibrada, saudável e variada, o organismo consegue obter a quantidade necessária de micronutrientes para o seu bom funcionamento e para a prevenção de doenças.

No entanto, um estilo de vida sedentário e uma alimentação assente em produtos processados e industrializados, ricos em açúcar, sal e gordura (o que é cada vez mais comum na sociedade atual) não fornece ao organismo todos os micronutrientes e minerais que ele necessita. Assim, é cada vez mais pertinente falar e ponderar a toma de multivitamínicos, tendo em conta os hábitos das sociedades atuais.

Micronutrientes e minerais

Já aqui falámos sobre alguns dos componentes destes suplementos vitamínicos. Porém, será que sabe qual a função ou funções de cada um deles no nosso organismo? Ora, espreite a lista seguinte:

  • Vitaminas do complexo B: neutralizar a fadiga e fornecer a energia necessária para as tarefas diárias.
  • Vitaminas A, C e E: os seus antioxidantes ajudam a neutralizar os efeitos causados pelos radicais livres e a fortalecer o sistema imunitário.
  • Vitamina D: essencial na absorção intestinal de alguns minerais, como o cálcio e o fósforo.
  • Magnésio: ajuda na obtenção de energia e na transmissão dos impulsos nervosos, importantes na contração muscular.
  • Sódio e potássio: úteis para manter o equilíbrio hidroeletrolítico e uma boa contração muscular.
  • Cálcio: responsável pela transmissão de impulsos nervosos e pela produção de energia.
  • Ferro: permite uma correta oxigenação e nutrição do organismo.
7 dicas para manter uma alimentação saudável e barata
Não perca 7 dicas para manter uma alimentação saudável e barata

Principais benefícios

Já se percebeu que os benefícios da toma de multivitamínicos podem ser muitos, especialmente para quem tem uma vida sedentária e uma alimentação pobre.

Embora seja importante mudar estes hábitos de vida, os suplementos vitamínicos podem ser uma ajuda preciosa para quem está a viver uma fase mais atarefada e tem menos tempo para investir em boas refeições e na prática desportiva.

Confira as principais vantagens dos suplementos vitamínicos:

  • Restabelecer o nível de micronutrientes;
  • Fortalecer o sistema imunitário;
  • Aumentar os níveis de energia e vitalidade;
  • Promover um bom desempenho do metabolismo energético e dos nutrientes;
  • Estimular a função cognitiva e a concentração;
  • Melhorar a digestão e a absorção dos nutrientes.
  • Ajudar no ganho de massa muscular;
  • Aumentar a força e os níveis de energia.
Escolher suplementos vitamínicos
Se mal utilizados, os suplementos vitamínico podem ser prejudiciais para a saúde

Efeitos secundários

Como tudo (ou quase tudo), os suplementos vitamínicos também têm riscos, sobretudo se a sua toma não for ajustada ou adequada à compleição física do indivíduo. Além disso, é importante que a alimentação esteja em conformidade com a toma destes multivitamínicos, de forma a não haver uma ingestão exagerada dos nutrientes ou minerais.

Há, ainda, o caso dos indivíduos que sofrem de doenças crónicas ou tomam outras medicações e que, nestas situações, devem consultar o médico, antes de tomar qualquer suplemento, visto que pode haver conflito entre medicações.

Assim, e embora estes multivitamínicos sejam de venda livre, é importante que a sua toma seja precedida de uma análise criteriosa do estado nutricional do indivíduo, por parte de um profissional de saúde.

Conclusão

Importa sublinhar que uma alimentação rica em fruta, hortícolas, cereais, proteína e gorduras saudáveis é suficiente para a obtenção de todos os nutrientes necessários para um organismo saudável e forte.

Deste modo, os multivitamínicos devem ser vistos apenas como um auxiliar na reposição de nutrientes que estejam em défice, na prevenção e/ou tratamento de doenças e na melhoria do estado de saúde em geral.

Finalmente, importa ainda referir que há muitos profissionais de saúde que consideram estes suplementos ineficazes e desnecessários, fruto da interação entre macronutrientes.

Veja também