Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
07 Abr, 2020 - 17:08

#Teachers4Covid: site dá apoio aos filhos de quem luta contra a COVID-19

Mónica Carvalho

Nem todos os alunos ficam em casa durante o estado de emergência. Foi a pensar neles que nasceu o #Teachers4Covid. Conheça melhor este projeto.

ensino-online

Escolas encerradas e pais em casa, mas nem todos. Inúmeros profissionais de serviços e atividades consideradas indispensáveis durante o estado de emergência não podem prestar o devido apoio aos filhos. Assim, foi com essa ideia em mente que nasceu o projeto #Teachers4Covid.

Sendo, assim, a educação uma das áreas onde o impacto da COVID-19 mais se faz sentir, este movimento visa “apoiar todos os profissionais que estão na linha da frente do combate à pandemia da Covid-19, disponibilizando-lhes explicadores que, de forma totalmente voluntária e gratuita, irão apoiar e acompanhar online e à distância os estudos dos seus filhos enquanto durar a difícil batalha que estão a travar.”

Até ao momento, os filhos dos profissionais de áreas consideradas essenciais continuam a frequentar aulas. De acordo com o Decreto-Lei n.º 12-A/2020, cada agrupamento de escolas deverá ter

“um estabelecimento de ensino e creches que promovam o acolhimento dos filhos ou outros dependentes a cargo dos profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro, incluindo os bombeiros voluntários, e das forças armadas, os trabalhadores dos serviços públicos essenciais, de gestão e manutenção de infraestruturas essenciais, bem como outros serviços essenciais, cuja mobilização para o serviço ou prontidão obste a que prestem assistência aos mesmos, na sequência da suspensão prevista no artigo anterior.”

Na prática, este movimento pretende dar uma ajuda extra, em forma de agradecimento, proporcionando, assim, o apoio de explicadores que se voluntariam para colaborar com o #Teachers4Covid.

Teachers4Covid: tudo o que precisa de saber

professora a usar a plataforma #Teachers4Covid

Quem pode ajudar?

Podem aderir ao #Teachers4Covid todos os professores, explicadores ou estudantes universitários que queiram disponibilizar parte do seu tempo para apoiar os filhos dos profissionais mais envolvidos no combate à COVID-19.

Os interessados devem estar registados no portal, identificando as disciplinas e os ciclos de escolaridade que estão disponíveis para lecionar.

Nos primeiros dias do site, a bolsa de voluntários contava já com 150 inscrições.

A quem se destina?

O apoio prestado por este movimento destina-se a todos os profissionais que se encontram envolvidos, direta ou indiretamente, no combate à COVID-19 e que, assim, se vejam impedidos de acompanhar os estudos dos filhos.

Poderão ser profissionais de saúde, forças de segurança ou bombeiros, mas também trabalhadores de super e hipermercados ou até operários de fábricas pertencentes a setores essenciais.

Como funciona?

Depois de fornecerem os dados, os utilizadores receberão uma resposta no prazo máximo de 48h, onde lhes será proposto um voluntário com o perfil adequado, que acompanhará online os estudos dos filhos.

Para gerir estes processos, e nomeadamente para fazer o match entre as necessidades dos pais e dos alunos com o perfil dos voluntários disponíveis, o #Teachers4Covid recorrerá à experiência da equipa de profissionais da startup PupilUp, uma plataforma online que liga alunos com diferentes necessidades educativas aos melhores explicadores da sua região geográfica.

Tem custos?

Não, o #Teachers4Covid é um movimento de voluntários, com apoio totalmente gratuito.

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins.