Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
07 Fev, 2019 - 15:39
Vacinas do recém nascido: tudo o que precisa de saber

Vacinas do recém nascido: tudo o que precisa de saber

Catarina Milheiro

Esteja atento às vacinas do recém nascido, para que o seu bebé esteja devidamente protegido contra algumas doenças infeciosas.

O artigo continua após o anúncio

As vacinas do recém nascido são de extrema importância para a saúde e bem-estar do seu bebé. São muitos os casos de aparecimento de doenças infeciosas nos bebés e por isso, deve conhecer bem as vacinas que o seu bebé tem que fazer para que esteja devidamente protegido.

Como sabe, a vacinação é a única forma de proteção contra as doenças infeciosas, tornando-se por esse mesmo motivo, essencial.

Ao vacinar o seu recém nascido, está automaticamente a fazer com que seja estimulada a imunidade do seu bebé de modo a que não seja possível contrair doenças, quando expostos ao agente da infeção.

Vamos perceber melhor em que consiste o Programa Nacional de Vacinação (PNV), para que consiga compreender melhor as vacinas do recém nascido.

PROGRAMA NACIONAL DE VACINAÇÃO (PNV): O QUE É

vacinas do recem nascido

O Programa Nacional de Vacinação (PNV), foi criado em 1965 e desde essa data que tem vindo a ser melhorado e readaptado conforme as necessidades atuais.

Trata-se de um programa que visa vacinar o maior número de pessoas através das vacinas mais adequadas e da forma mais precoce possível, sendo que tem início logo na vida do recém nascido.

Promovendo a proteção de cada pessoa de forma duradoura, as vacinas que fazem parte deste programa de acordo com a Direção Geral de Saúde (DGS), são selecionadas tendo por base a epidemiologia de cada doença e o seu impacto nos indivíduos, a sua relação custo-efetividade e ainda a sua disponibilidade no mercado.

A vacinação não é só um direito dos cidadãos, como também um dever de cada um de nós. Ao vacinar-se está a defender a sua saúde e a saúde pública.

O artigo continua após o anúncio

O Programa Nacional de Vacinação (PNV), está ao dispor de qualquer uma pessoa de forma gratuita, através de uma larga rede de parceiros e é aplicado principalmente no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

VACINAS DO RECÉM NASCIDO

As vacinas do recém nascido têm um papel fundamental no impacto da saúde do seu bebé.

Quando o bebé nasce irá precisar que o seu sistema imunitário esteja devidamente preparado para combater os agentes infeciosos que habitam no nosso ambiente. E para que consigam fazê-lo, é necessária a realização de algumas vacinas.

As vacinas poderão proteger o seu recém nascido contra doenças graves como poliomielite ou a tosse convulsa. É de extrema importância que na consulta com o pediatra do seu filho, converse sobre este tema e fique a par do calendário de vacinação que deve cumprir.

Desta forma, as vacinas do recém nascido que constam no Programa Nacional de Vacinação (PNV), são as que pode ver abaixo.

  • À nascença, a vacina da BCG (vacina contra a tuberculose), deixou de ser recomendada de forma universal desde junho de 2016. Passou assim a ser uma vacina para somente grupos de risco.
  • Aos 2 aos 6 meses de idade, a vacina contra a hepatite B (VHB), a vacina contra a doença invasiva por Haemophilus influenzae b (Hib), a vacina contra a difteria, tétano e tosse convulsa (DTPa3), e a vacina contra a poliomielite (VIP), são administradas com uma vacina hexavalente.
  • Aos 18 meses de idade, são feitos os reforços da DTPa3 (vacina contra a difteria, tétano e tosse convulsa), da Hib (vacina contra a doença invasiva por Haemophilus influenzae b), e da VIP (vacina contra a poliomielite), através de uma vacina combinada prevalente.

VACINAS FORA DO PROGRAMA NACIONAL DE VACINAÇÃO

Para além destas vacinas que fazem parte do Programa Nacional de Vacinação (PNV), existem outras vacinas do recém nascido que pode optar por administrar ou não ao seu bebé (tratam-se de vacinas opcionais).

Estas vacinas estão disponíveis em vários locais indicados para o fazer, contudo antes de decidir se as vai ou não fazer ao seu bebé, deve aconselhar-se sempre junto do pediatra.

Se o pediatra aconselhar a administração de alguma vacina que não faz parte do PNV, irá passar-lhe uma prescrição com o respetivo nome da vacina e o esquema que deve seguir.

O artigo continua após o anúncio

Assim que tenha tudo o que precisa por parte do pediatra e o “sinal verde” para a realização da vacina, deve dirigir-se a um local próprio para o efeito, fazendo-se acompanhar pelo boletim de vacinas do seu recém nascido e pela prescrição médica.

Pode também optar pela compra da vacina fora dos hospitais, contudo deve mante-la sempre no frio e transportá-la até ao respetivo hospital ou centro médico em equipamento técnico especializado para o efeito.

meningite. O número de doses administradas varia conforme a idade de início da imunização.

Como pode ver, existem algumas vacinas do recém nascido que fazem parte do Programa Nacional de Vacinação e que são obrigatórias para o bebé.

Para além destas vacinas, existem ainda outras que podem também fazer parte do início da vida do seu recém nascido. Importa relembrar que estas vacinas devem ser acordadas com o pediatra.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp