ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
David Afonso
David Afonso
05 Fev, 2021 - 15:56

Como e quando verificar os travões do carro

David Afonso

A segurança é a principal preocupação de qualquer condutor. Por isso, verificar os travões do carro é importante. Saiba quando e como o deve fazer.

mecânico a verificar os travões do carro

Todos os sistemas de segurança que os carros incorporam são importantes, mas se há algum que é realmente decisivo para evitar um acidente e principalmente quando é iminente é o sistema de travagem. Logo, verificar os travões do carro é fundamental, não só para a manutenção da viatura, mas também para a segurança do condutor e dos passageiros.

Com efeito, descubra como e quando deve verificar os travões do carro e, ainda, quais os comportamentos que deve seguir para evitar possíveis problemas.

A importância dos travões

O sistema de travagem é um dos recursos de segurança mais importantes na vida dos carros. Graças a uma rede de sistemas mecânicos, hidráulicos e eletrónicos, que compõe este sistema, podemos parar o automóvel, evitando todo o tipo de colisões e acidentes.

Contudo, a habilidade do condutor nestes momentos é fundamental. Se não for acompanhada de um funcionamento ótimo do sistema de travagem, a manobra pode terminar em falha e, resultar num possível infortúnio.

Por outras palavras, se os travões falharem, não há nada que o faça conseguir parar o carro e impeça um acidente. Logo, na manutenção rotineira do veículo é importante que não se esqueça de verificar o estado dos travões.

Quando verificar os travões do carro

Os veículos modernos são projetados para facilitar a verificação dos discos e pastilhas dos travões. Portanto, nesses veículos, uma luz no painel de instrumentos acende quando é necessário verificar os travões.

Por norma, embora dependa da utilização do veículo, a verificação das pastilhas e discos dos travões deve ser feita a cada 30.000 km, caso não existam sinais de falha na travagem ou tenham sido observados (arranhões, deformações, ranhuras, etc.).

Contudo, regra geral, não há uma altura exata para fazer a substituição dos travões do carro. Isto significa que deve verificar estes dispositivos regularmente, para ir percebendo o seu nível de desgaste.

Por exemplo, a condução citadina propicia mais facilmente o desgaste dos travões, uma vez que exige mais momentos de travagem. Por outro lado, conduzir em áreas rurais significa não estar a travar constantemente, devido ao menor número de semáforos nas estradas e ao trânsito.

A título de curiosidade, as pastilhas dos travões desgastam-se rapidamente. Logo, precisam de ser trocadas com mais frequência do que os discos dos travões. Por sua vez, é também, aconselhável que verifique os travões do carro sempre que for trocar os pneus da frente pelos de trás.

Para isso, consulte o manual do veículo ou fale com o mecânico para saber exatamente o que deve fazer no caso do seu automóvel.

mecânico a verificar os travões do carro

7 sinais de alerta para verificar os travões do carro

Apesar de não existir, então, uma altura específica para verificar o estado dos travões da viatura, estes vão começar a dar sinais de que precisam de ser verificados.

1

O pedal do travão vibra

Se o pedal do travão vibra quando pressionado pelo condutor, então pode ser sinal de que precisa substituir as pastilhas ou discos dos travões. Habitualmente, este é um sinal de desgaste das pastilhas ou deformação (pelo calor) das mesmas.

Pode também tratar-se de um defeito nos discos, de uma peça desapertada ou de uma folga excessiva num dos eixos.

2

Luz dos travões acende-se

Esta é óbvia, mas convém ser sempre lembrada para que não desvalorize este sinal. A luz acesa pode indicar pastilhas gastas, nível do líquido abaixo do desejável, ou que o travão de mão está engrenado.

3

O pedal do travão afunda-se

Normalmente este sinal está associado a fuga no circuito do líquido de travões (uma anomalia no sistema hidráulico).

Pode também estar relacionado com tubos do travão que podem precisar de ser trocados. Necessita de verificar os travões, o mais rapidamente possível, pois pode tratar-se de uma anomalia grave.

4

Carro desvia-se para um lado após travagem

É outro dos indicadores de que o estado dos seus travões não é o adequado, podendo até levar a que perca o controlo do carro nas travagens. Pode indicar problemas no repartidor de travagem.

5

Ruídos desagradáveis

A ocorrência de ruídos estranhos e desagradáveis, sempre que utiliza o pedal do travão, pode ser sinal que as pastilhas estão gastas ou de que precisa mudar os discos dos travões.

6

A distância de travagem é cada vez maior

Outro sinal a que deve estar atento é a distância de travagem. Sempre que ela for superior ao normal, ou seja, cada vez maior, deve verificar os travões do carro. Poderá ser indício de pastilhas desgastadas ou de falta de líquido de travões.

7

Estado dos pneus

O acumular de poeira dos travões nos pneus é outro sinal de desgaste normal. À medida que as pastilhas desgastam-se, a quantidade de poeira na estrutura da roda geralmente aumenta. Se observar que as rodas podem estar mais sujas nas zonas adjacentes aos travões, isso pode significar que as pastilhas precisam ser substituídas.

Por outras palavras, o desgaste significou o entranhar da pastilha na própria estrutura.

Como manter os travões do carro em bom estado

Para finalizar, nada como uns últimos conselhos para manter e prolongar a vida do sistema de travagem e, consequentemente, dos travões.

Primeiro, adote uma condução suave, sem fortes acelerações e travagens. A chamada condução eficiente, que vai permitir poupar não só combustível, mas também pneus e os próprios travões.

Segundo, adote uma condução progressiva, ou seja, antecipe situações de transite. Quando se aproxima de um semáforo, não faz sentido carregar no acelerador para logo de seguida estar a pisar o travão. Além de inseguro, desgasta ainda mais os travões. Para além disso, também gasta mais combustível.

Terceiro e último, em descidas mais longas, a travagem deve ser mais suave e controlada, sempre com uma ligeira pressão no pedal do travão.

Em suma, se não se sentir seguro a ser o próprio a fazer estas verificações e avaliações regulares, é aconselhável que leve a viatura a um mecânico e peça-lhe para testar os travões. Pode ajudá-lo a poupar dinheiro no futuro ao evitar potenciais acidentes.

Por outro lado, não se esqueça de seguir os três conselhos aqui referidos. Já são, também, uma ajuda para evitar “rombos” na carteira.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].