Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Viviane Soares
Viviane Soares
06 Nov, 2016 - 08:00

Os 10 whiskys mais caros do mundo

Viviane Soares

Dos whiskys mais caros do mundo há um que custa 5 milhões de euros. Saborear este whisky não é apenas um luxo para o palato, envolve todos os sentidos.

Os 10 whiskys mais caros do mundo

Sabíamos que o whisky é uma bebida alcoólica relativamente cara e apreciada um pouco por todo o mundo. O que não sabíamos é que há whiskys que proporcionam uma verdadeira experiência sensorial que é muito, mas muito bem paga.

Os whiskys mais caros do mundo são adorados não só pelos apreciadores e conhecedores desta bebida alcoólica, mas sobretudo pelos colecionadores. Por norma, são vendidos em garrafas de cristal, propositadamente desenhadas para conter este líquido de tom âmbar. A garrafa de whisky que ocupa o lugar cimeiro dos whiskys mais caros do mundo tem a forma de um decantador e é revestida com ouro branco, 8500 diamantes e 300 rubis.

Estes whiskys são os chamados whiskys de malte, de sabor intenso e aromático, envelhecidos em barris de carvalho durante vários anos. Os anos de idade de um whisky são, de acordo com os especialistas, um indicador da sua qualidade, personalidade e carácter e devem ser saboreados puros e sem gelo.

Os whiskys mais caros do mundo

1. Isabella Islay

placeholder-1x1

A ocupar o lugar cimeiro dos whiskys mais caros do mundo, no valor de 5 milhões de euros, está este whisky escocês de malte de 40 anos de idade. O decantador em cristal é revestido com ouro branco, 8500 diamantes e 300 rubis.

2. Master of Malt, de 105 anos

placeholder-1x1

A garrafa em si não tem nenhuma singularidade, a não ser o excelente malte de 105 anos que contém. Este whisky é uma preciosidade, dizem os especialistas. Um deles refere que saborear este whisky é uma experiência que o transporta para a Capela Sistina em Roma, uma metáfora para referir o seu carácter genealógico. Tem notas de baunilha, de cardamomo, noz moscada, toffee e castanha. Está avaliado em 1 milhão e 300 mil euros.

3. Macallan de 64 anos

placeholder-1x1

Vendido num leilão por 420 mil euros, este whisky, que se apresenta num decantador de cristal,  foi especialmente preparado para celebrar os 150 anos de René Lalique, o famoso artesão de cristal francês. Em comparação com o anterior Macallan 55, esta peça comemorativa é única, pois foi produzida a partir de um molde de cera perdido, e a mais valiosa de sempre quando comparada com os restantes decantadores Lalique.

4. Dalmore de 62 anos – edição especial

placeholder-1x1

De uma edição limitada – de apenas 12 garrafas – este whisky está avaliado em 183 mil euros. É uma edição especial do Dalmore 62 com notas achocolatadas e bastante aromáticas.

5. Dalmore Trinitas de 64 anos

placeholder-1x1

O que dizer desta edição limitada de apenas três garrafas? O facto de estar avaliado em 146 mil euros já diz tudo.

6. Macallan de 1926

placeholder-1x1

Considerado um whisky excepcional e merecedor de ocupar um lugar na lista dos whiskys mais caros do mundo, está avaliado em 69 mil euros.

7. Dalmore de 62 anos

placeholder-1x1

Este whisky escocês de malte está avaliado em 53 mil euros.

8. Highland Park de 50 anos

placeholder-1x1

Envolvida numa estrutura de prata de lei e apresentada numa caixa de carvalho, esta garrafa de whisky escocês de malte está avaliada em 16 mil euros.

9. Glenffidich de 50 anos

placeholder-1x1

A garrafa que contém este whisky escocês de malte é de vidro soprado e, posteriormente, trabalhada por um ourives. É apresentada num estojo de couro preto, cosido à mão e está avaliada em 15 mil euros.

10. Macallan de 55 anos

placeholder-1x1

Este whisky de malte é escocês (scotch whisky), da região de Speyside – na qual se encontram grande parte das destilarias escocesas. Este em particular está avaliado em 11 mil euros e vem num decantador de cristal Lalique.

Veja também: