Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Nuno Margarido
Nuno Margarido
13 Jul, 2020 - 17:15

Rota dos Vinhos do Alentejo: adegas, circuitos e belos néctares

Nuno Margarido

A Rota dos Vinhos do Alentejo é muito mais do que uma forma de conhecer os melhores vinhos da região. Embarque nas experiências.

Vinhedo na rota dos vinhos do alentejo

As melhores uvas nascem debaixo de um sol tórrido, numa terra dura e bastante agressiva. Há melhor lugar do que o Alentejo para isso? Conheça a Rota dos Vinhos do Alentejo e saiba onde parar para aproveitar melhor a experiência vínica que os campos e as vinícolas alentejanas podem proporcionar.

Tudo o que precisa de saber sobre a Rota dos Vinhos do Alentejo

Tulhas de vinho no Alentejo

O que é a Rota dos Vinhos do Alentejo

A Rota dos Vinhos do Alentejo é muito mais do que um simples circuito turístico – ou três, para sermos mais precisos. É, acima de tudo, uma forma de conhecer o verdadeiro Alentejo através do esforço, do suor e do trabalho de milhares de mãos alentejanas que se colocam debaixo de sol para poder produzir aquilo que as melhores planícies podem oferecer: o vinho alentejano.

Os três circuitos da Rota dos Vinhos do Alentejo

O vasto e diferenciado território alentejano está dividido administrativamente em três distritos: Portalegre, Évora e Beja. Juntos, estes distritos perfazem também as fronteiras naturais do vinho regional alentejano e ainda os três circuitos que podem ser seguidos na Rota dos Vinhos do Alentejo.

Sala de provas dos Vinhos do Alentejo

Évora é uma cidade alentejana classificada pela UNESCO como património mundial da humanidade. E nós temos a certeza que a sala de provas da Rota dos Vinhos do Alentejo foi uma boa razão para isso acontecer… situada em pleno centro histórico, esta sala de provas oferece todo o tipo de informações sobre o enoturismo no Alentejo e ainda permite provar vários vinhos oriundos da região.

7 adegas que vale a pena visitar

Monte da Ravasqueira

Em Arraiolos mora o Monte da Ravasqueira, o local ideal para quem pretende mergulhar no mundo vinícola. Ligada há várias gerações à família José de Mello, o Monte da Ravasqueira é conhecido por produzir vinhos de qualidade distintiva.

Ervideira

A Adega Ervideira, em Monsaraz, é um local de paragem obrigatória. O local não é especialista em divulgar como é que são produzidos os vinhos mas destaca-se na forma como oferece oportunidades de degustação.

Vidigueira

Navegante, Vila dos Gamas, Vidigueira e Vidigueira Antão Vaz são alguns dos vinhos produzidos nesta adega cooperativa que em 2015 recebeu três distinções internacionais.

Adega de Campo Maior
Não perca Campo Maior: serenidade, história e tradições alentejanas

Herdade do Rocim

Há 70 hectares de vinhas onde cabem 17 castas brancas e 53 castas tintas. Números mais do que suficientes para que sejam produzidos vinhos únicos e de referência. Uma sugestão: Mariana Tinto.

Herdade do Esporão

A Herdade do Esporão já foi considerada uma das melhores produtoras de vinho do mundo. São 450 hectares de vinha com uma grande proximidade ao Alqueva que permitem produzir alguns dos melhores vinhos em Portugal.

Adega Mayor

Na Adega Mayor, o edifício parece flutuar no ar – tem de ser visto do sítio certo. Um edifício arquitetado por Siza Vieira que se mistura na bucólica paisagem e onde são produzidos os mais distintos vinhos onde se destaca o Siza e o Caiado.

Cartuxa

Em Évora mora um dos vinhos preferidos de todos os portugueses. A adega da Cartuxa possui várias atividades onde é possível visitar a adega e provar os vários vinhos produzidos naquele lugar.

Veja também