Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ana Duarte
Ana Duarte
30 Set, 2017 - 04:24

Como encontrar wi-fi grátis em todo o mundo

Ana Duarte

Já não se viaja sem uma série de coisas e uma das mais importantes é a internet. Veja aqui as várias formas para encontrar wi-fi grátis em todo o mundo.

Como encontrar wi-fi grátis em todo o mundo

Encontrar wi-fi grátis em todo o mundo é uma necessidade cada vez maior, até porque por muito que os dados móveis possam ser úteis, acabam por ser limitados, especialmente quando se está no estrangeiro.

Mesmo a viajar por lazer, é cada vez mais importante estar sempre ligado: para estar contactável, para aceder ao e-mail, às redes sociais, a aplicações que ajudem a planear a viagem e a conhecer a cidade que se está a visitar, saber os transportes, aceder a serviços vários, etc.

A boa notícia é que existem imensas formas e ferramentas para o ajudar a encontrar ligações wi-fi grátis em todo o mundo, através de aplicações, hotspots, locais com wi-fi grátis, como livrarias, cafés, entre outros.

7 formas de encontrar wi-fi grátis em todo o mundo

1. Usar apps

Existem inúmeras apps que ajudam a encontrar ligações de wi-fi gratuitas perto do lugar onde se encontra. O problema é o paradoxo: algumas destas apps requerem um tipo de ligação à internet, mas outras funcionam offline.

A Cafe WiFi (disponível apenas para iOS), a Instabridge (disponível para iOS e Android), a WeFi Pro (disponível para Android e iOS), a WiFi Map (disponível para iOS e Android), a FreeZone (disponível para Android) e a WiFi Finder (disponível para iOS e Android) são exemplos de aplicações que podem ajudar a encontrar redes wi-fi gratuitas perto de si.

2. Ir a locais com wi-fi (restaurantes, livrarias, cafés, etc.)

Já são poucos os hotéis e hosteis que não disponibilizam wi-fi gratuitamente aos seus clientes. Mas mesmo que tenha net no hotel e precise fora de casa, é sempre uma boa ideia visitar um local que tenha wi-fi. Apesar de nem todos os espaços públicos e comerciais (restaurantes, cafés, bares, etc.) terem wi-fi, é quase certo que os seguintes tenham wi-fi gratuito: Apple Stores, Starbucks e McDonald’s.

3. Ser hotspot-savvy

É sempre importante lembrar-se que lugares muito frequentados por turistas têm maior probabilidades de fornecer ligações wi-fi gratuitas. Até porque nem todos os espaços públicos e comerciais oferecem ligação verdadeiramente grátis: tem sempre de consumir ou comprar alguma coisa para que lhe digam a password.

Aeroportos, estações de autocarro/comboio, museus, bibliotecas, praças, parques, lojas de conveniência, hotéis e shoppings são alguns exemplos de locais onde poder encontrar wi-fi gratuito sem que tenha de consumir algo ou sem ter de pedir password.

placeholder-1x1

4. Perguntar

Nem todos os estabelecimentos ou locais públicos anunciam de forma clara que disponibilizam wi-fi. Se não tiver a certeza ou precisar de password, faça o clássico: pergunte a quem poderá saber.

5. Usar o scanner do telemóvel

Este é o método que provavelmente vai tentar logo sem pensar: ir às definições e procurar as ligações wi-fi sem password/abertas.

6. Usar  a funcionalidade “Find wi-fi” do Facebook

A app do Facebook permite encontrar ligações wi-fi. Clique no separador “mais” e escolha a opção “encontrar wi-fi” (válido para iOS e Android). A ferramenta vai-lhe apresentar uma lista de opções de redes públicas e gratuitas nas proximidades.

7. Usar as opções de wi-fi do seu operador

Algumas operadoras disponibilizam hotspots aos quais se pode ligar gratuitamente (por exemplo a NOS tem a NOS Wi-Fi e a Meo tem a Meo Wi-Fi). Se for cliente do operador e encontrar um hotspot, ligue-se, introduza as credenciais de cliente e pode usufruir de internet grátis. Se for viajar para fora do país, confirme com o operador se este serviço também tem cobertura no país para onde vai viajar.

Como manter a segurança

Ligar a uma rede de wi-fi pública e gratuita pode ser uma opção que acarreta problemas de segurança e privacidade. É importante ter alguns cuidados ao utilizar estas redes. Assim, sempre que o fizer deve ter o seguinte em atenção:

  • Https: ao usar um browser para navegar online, escreva sempre “https” em vez de “http”. Assim vai ter a certeza de estar a fazer uma ligação segura;
  • Ter um antívirus instalado e atualizado;
  • Usar uma ligação VPN, de modo a fazer ligações encriptadas e assim estar mais protegido.

Veja também: