Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarine Martins
Catarine Martins
13 Jul, 2020 - 15:46

Andar sem sutiã em casa: nem sim, nem não, nem nunca?

Catarine Martins

Para umas, é uma opressão. Para outras, uma necessidade. Andar sem sutiã em casa é uma questão que divide as mulheres. Mas será recomendado?

Mulher a andar sem sutiã

Sabia que a invenção do sutiã surgiu como uma ruptura com o espartilho? Foi a francesa Herminie Cadolle que, em 1889, resolveu cortar a parte de cima do espartilho dividindo-o em duas partes: uma espécie de corset para a parte inferior do tronco, e uma espécie de sutiã para a parte superior. Alguns séculos depois, já não é o espartilho que nos incomoda, mas o próprio sutiã. Mas será andar sem sutiã recomendado?

O sutiã como o conhecemos hoje

Os historiadores são unânimes em afirmar que já em 2000 a.C. as mulheres enrolavam os seios em tiras de pano, de forma a que não balançassem, na Grécia.

Mas, como começámos por lhe dizer, foi a vontade de romper com o espartilho que deu origem ao sutiã como o conhecemos hoje.

Afinal, os espartilhos eram peças demasiado incómodas e desconfortáveis que, durante décadas, deram origem a problemas respiratórios, digestivos e circulatórios a muitas mulheres.

E, embora tenha sido a francesa Hermonie Cadolle a primeira a usar um sutiã, abrindo as portas à sua comercialização em 1905, o sutiã foi apenas patenteado em 1914 como uma invenção da americana Mary Phelps Jacob.

Andar sem sutiã em casa: sim ou não?

Andar sem sutiã pela casa

Depois de anos a encarar o sutiã como um melhor amigo, são cada vez mais as mulheres que aderiram à tendência feminista de, simplesmente, deixar de usá-lo.

Movimentos como o “free de nipple”, em que celebridades como Rihanna defendem que as mulheres devem ser livres de andar sem sutiã, têm vindo a reunir cada vez mais seguidoras, que querem cortar de vez com ele.

E, se é verdade que a sensação de não usar sutiã é libertadora, também o é que há algumas contrapartidas.

Mulheres com seios grandes

Se for dona de seios volumosos, por exemplo, os especialistas concordam que não deve prescindir do uso de sutiã, mesmo em casa, habitualmente. Isto porque, o sutiã proporciona sustentação ao peito, evitando dores de coluna e dorsais.

Assim, o não uso continuado do sutiã por mulheres com peito grande, poderá até traduzir-se em problemas de coluna, futuramente. Pelo que, deve escolher modelos confortáveis que a façam sentir-se bem.

Apenas para dormir é que pode dispensar o sutiã.

Mulheres com seios pequenos

Contudo, se tem seios mais pequenos aí sim, pode prescindir do uso de sutiã, mesmo no dia a dia.

Afinal, não há nenhum estudo que comprove que o seu uso evita que o peito descaia, com o passar dos anos.

A bem da verdade, apenas o exercício físico pode minimizar o efeito do envelhecimento e o descaimento do peito (uma vez que os seios assentam em músculos peitorais).

E, como o peito pequeno não precisa de tanta sustentação, andar sem sutiã não trará problemas de maior em termos de postura e de dores de coluna.

Dormir de soutien: sim ou não?
Não perca Dormir de soutien: sim ou não?

A importância de usar o sutiã do tamanho correto

Contudo, mais importante do que usar sutiã, é usar o sutiã correto, do tamanho certo. Sutiãs com as copas demasiado pequenas ou muito justos ou apertados, não só se tornam desconfortáveis como também podem causar lesões cutâneas.

E, são muitas as pesquisas que têm vindo a concluir que a maior parte das mulheres usa o tamanho errado, quando falamos de sutiãs.

Nesse sentido, é muito importante que experimente o sutiã antes de comprá-lo. Mesmo que saiba qual é o seu tamanho habitual.

Onde comprar o sutiã perfeito

Lojas como a Dama de Copas, por exemplo, oferecem um serviço de Bra Fitting , de forma a descobrir o sutiã perfeito para cada mulher.

Igualmente, se tiver seios grandes deve optar por sutiãs com alças mais largas de forma a que o peso seja melhor distribuído.

Também os sutiãs com uma faixa abaixo do peito são indicados para mulheres com um peito volumoso, uma vez que oferecem mais sustentação, tornando-se assim mais confortáveis.

Já as mulheres com seios mais pequenos, podem optar por sutiãs com alças finas, mas sempre lembrando que devem ser do tamanho correto. Isto não só garantirá maior conforto, mas também uma melhor postura.

Usar sutiã para dormir: sim ou não?

Os especialistas são unânimes em não recomendar o uso de sutiã na hora de dormir. É que, muitas vezes, quando dormimos acabamos por nos mexer demais, o que pode levar a que o sutiã saia do lugar.

E, um um sutiã na posição errada pode fazer demasiada pressão sobre a pele, causando até lesões e, tornando-se assim, prejudicial à saúde.

Nesse sentido, o ideal é que durma sem sutiã independentemente do tamanho do seu peito. Mas, se não consegue mesmo romper com ele, na hora de dormir, opte por um sem enchimento e sem aros, de forma a que não a magoe durante a noite.

Em resumo: pode andar sem sutiã sim, sobretudo se o seu peito for mais pequeno. Mas, caso tenha seios volumosos o sutiã é um melhor amigo, para sustentar o peito e evitar dores de costas.

Veja também