Publicidade:

Inflação: o que é e como é calculada

Presente na rotina de todos nós, a palavra inflação pode assustar. Saiba o que significa e como é calculada.

Inflação: o que é e como é calculada
O que saber sobre a inflação

É impossível não ouvir falar em inflação sem sentir um arrepio. Sinónimo de problemas e aumento dos preços na economia, todos ouvem falar, mas poucos percebem do seu real significado.

O que é inflação

inflação

Derivada do verbo “inflar”, nada mais é do que um aumento contínuo no valor dos preços dos bens e serviços em geral.

Isto é, quando todos os produtos no supermercado, nas lojas e os serviços prestados ficam mais caros, e não apenas alguns produtos específicos. O resultado mais direto é que fica mais difícil comprar uma variedade de produtos com apenas 1 euro, ou seja, o poder de compra da moeda diminui. Isto quer dizer que, neste exemplo, o euro vale menos.

E a taxa de inflação: o que é?

Entender esta taxa significa entender a demonstração do aumento generalizado dos preços. Esta taxa irá calcular a variação dos preços que os consumidores pagam em diferentes períodos de tempo.

Algumas variantes são importantes para este tipo de cálculo. Por exemplo, alguns bens e serviços são mais consumidos e por isso possuem mais peso, isto é, a eletricidade tem mais peso neste cálculo do que o açúcar.

A partir do momento em que a taxa de inflação é zero, é possível afirmar que existe estabilidade de preços.

Qual é a diferença entre inflação e deflação?

contas

A deflação nada mais é do que um termo para designar a situação inversa à inflação. Isto significa que a deflação caracteriza uma redução prolongada e generalizada do índice dos preços para o consumidor, ou seja: preços mais baixos por mais tempo. A deflação faz com que o valor da moeda aumente, pois é possível comprar mais com os mesmos valores.

Os 4 tipos de inflação

A inflação nada mais é do que um desequilíbrio na economia onde a consequência mais comum é o aumento dos preços em geral. É este aumento que faz com que o consumidor perceba e entenda a inflação, mas na verdade existem outros tipos que causam algum impacto na rotina.

1. Inflação deslizante

A deslizante é sinónimo de inflação moderada. Tem como consequência um aumento lento dos preços, que sobem por volta dos 3%.

2. Inflação trotante

A trotante vem classificada logo após a deslizante pois é caracterizada por um aumento nos preços a partir dos 3% iniciais.

3. Inflação galopante

A chamada de galopante é aquela que denomina uma situação onde a moeda perde valor e que as taxas de aumento ultrapassam os 10%.

4. Hiperinflação

A hiperinflação designa casos extremos onde o aumento dos preços ultrapassa os 50%.

Veja também: