Publicidade:

Lúpus: o que é, sintomas e tratamento

Lúpus: o que é e quais os sintomas? Trata-se de uma doença autoimune, crónica, que pode manifestar-se de diferentes formas, atingindo vários órgãos do corpo.

Lúpus: o que é, sintomas e tratamento
Estima-se que em Portugal existam 10 mil doentes com lúpus

Lúpus: o que é? Dentro das doenças autoimunes (DAI), o lúpus distingue-se por apresentar algumas caraterísticas particulares, nomeadamente a dificuldade do seu diagnóstico. Esta dificuldade deve-se, sobretudo, ao facto de o lúpus se manifestar de diferentes formas, uma vez que pode afetar diferentes órgãos vitais.

Um dos sintomas mais associados ao lúpus faz-se notar através das manchas que aparecem na pele, principalmente na zona do rosto. Contudo, este sintoma não é comum a todos os portadores da doença. Deste modo, para além da pele, podem ser afetados outros órgãos vitais, como é o caso do cérebro, do coração, dos rins, dos pulmões e das articulações.

Lúpus: o que é?


lúpus o que é

Apesar de ser uma doença autoimune, o lúpus não é uma doença contagiosa, nem tampouco hereditária. Neste sentido, uma DAI carateriza-se por ocorrer de dentro para fora do organismo. Assim, quando o sistema imunitário deveria proteger o organismo, este acaba por atacar as células do mesmo.

Por norma, é uma doença que se manifesta quando se entra na idade adulta, sendo que as mulheres têm 8 vezes mais propensão a desenvolver lúpus do que os homens.

Sintomas de lúpus


sintomas de lupus

Tendo em conta que esta é um doença que pode atingir diferentes órgãos, os sintomas vão variar de paciente para paciente; daí haver alguma dificuldade num primeiro diagnóstico.

Desta forma, o diagnóstico clínico é elaborado com base em análises clínicas, análises específicas à função renal e aos anticorpos, tendo sempre como base o historial do paciente e os sintomas que este demonstra.

Ainda assim, perda de peso, emagrecimento, cansaço e depressão são alguns sintomas recorrentes. Por outro lado, tendo em conta que o lúpus pode também afetar as articulações, é provável que também haja a necessidade de consultar um reumatologista.

Como tal, dependendo dos órgãos afetados, é possível verificarem-se também os seguintes sintomas:

  • Náuseas, vómitos;
  • Dores de cabeça;
  • Convulsões;
  • Problemas no funcionamento dos rins;
  • Dificuldades em respirar;
  • Anemia;
  • Sensibilidade à luz.

Tipologias de lúpus


É possível distinguir três tipologias desta doença. As diferenças incidem, essencialmente, nos sintomas adjacentes a cada tipo de lúpus.

Lúpus discoide

Os sintomas causam lesões na pele, nomeadamente manchas vermelhas na zona do rosto e do nariz, conhecidas pela forma de borboleta. No entanto, as manchas podem atingir também a zona da nuca e do couro cabeludo. Por esta mesma razão, os doentes com lúpus discoide devem evitar a exposição solar direta, usando sempre uma proteção solar alta.

Lúpus eritematoso sistémico (LES)

Os sintomas do lúpus podem afetar vários órgãos e sistemas, entre os quais: os rins, o cérebro, o coração, o sangue, os pulmões, as articulações e também a pele.

Lúpus induzido por fármacos

Por último, e também menos grave, existe ainda o lúpus induzido por fármacos ou drogas. Tal como o nome indica, esta é uma reação do organismo a alguma terapia. Os sintomas são muito semelhantes ao lúpus eritematoso sistémico, contudo, quando interrompido o tratamento em causa, por norma, os sintomas do lúpus tendem a desaparecer.

Tratamento para lúpus


tratamento lúpus

Sendo uma doença crónica, o lúpus não tem cura. Ainda assim, atualmente, já existem vários tratamentos e medicamentos que permitem melhorar a qualidade de vida dos portadores desta doença.

Neste sentido, os medicamentos mais utilizados para contornar os sintomas do lúpus são os anti-inflamatórios e também anti-histamínicos, nomeadamente cortisona. De todas as formas, dada a sua especificidade de sintomas, esta doença exige cuidados contínuos, nomeadamente, repouso, alimentação cuidada e evitar a exposição solar.

Veja também: