ebook
           
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Patrocinado por Escola Virtual - Grupo Porto Editora
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
05 Jul, 2022 - 12:05

Canalização antiga? Saiba quando substituir

Catarina Milheiro

Comprou uma casa antiga ou vive na mesma há muitos anos? Saiba quando deve substituir a canalização antiga e evite problemas.

Substituir a canalização antiga pode significar uma autêntica dor de cabeça. Não só pelo trabalho que é necessário, como também pelos custos e processos que estão inerentes ao processo.

Quando pensamos na construção de uma casa ou na preservação do nosso lar, a canalização é uma das preocupações centrais. Apesar de não ser a primeira coisa em que os proprietários pensam quando o assunto é o imóvel, esta deve ser uma questão fulcral.

Se vive na mesma casa há muitos anos e pensa agora remodelá-la, muito provavelmente nem se lembrou da substituição da canalização. Não é assim?

A verdade é que os canos estão preparados para aguentarem anos, mas como tudo na vida, também têm um prazo de validade. Fique connosco e saiba quando deve substituir a sua, por que motivo o deve fazer e quanto lhe vai custar.

Tudo sobre a canalização antiga

Os motivos para se substituir a canalização antiga podem ser distintos: ou porque vai adquirir um terreno e pretende construir, ou porque pretende renovar uma casa ou até mesmo por necessidade.

No fundo, basta pensarmos da mesma forma relativamente a outros materiais que temos nas nossas casas e que acabam por precisar de manutenção. O mesmo acontece com os canos, tubos e acessórios incluídos na canalização de qualquer casa ou apartamento.

Por norma, estão instalados em divisões como a casa de banho ou a cozinha visto que se tratam de áreas onde é necessário utilizar água. Por isso mesmo, os sistemas de canalização estão em constante contacto com humidade e água.

O que significa que, estão sujeitos a um desgaste natural que também pode ser impulsionado por uma má utilização. Principalmente porque nem sempre fazemos manutenções regulares e redobramos os cuidados (uma vez que nas novas construções a canalização fica escondida no interior das paredes).

Quando deve ser substituída?

Mas, afinal, quando deve substituir a canalização antiga? A resposta é: de 25 em 25 anos (ou pelo menos seria este o intervalo de tempo ideal para o fazer).

Como sabemos, é muito fácil esquecer que este é um aspeto extremamente importante quando o assunto é a manutenção da nossa casa. E muitas vezes deixamos passar as manutenções periódicas bem como inspeções até.

Com isso, podem surgir entupimentos e bloqueios nos canos que são atacados pelo calcário ao longo dos anos. Algo que se não resolvido atempadamente através de desentupimentos regulares, por exemplo, acaba por originar muitas das vezes, rebentamentos e inundações dentro de casa.

Ora, este tipo de situações devem ser evitadas a todo o custo se não pretendermos ter a nossa cabeça cheia de preocupações e a carteira mais leve.

Para além disto, existem ainda danos mais graves até para a nossa saúde que acontecem principalmente em casas mais antigas, que ainda têm canos em metal. Nestes casos, o metal começa a ganhar ferrugem e a deteriorar o material de forma lenta, podendo mesmo acabar em contacto com a água potável consumida por nós.

No entanto, sempre que a danificação for visível da parte exterior, saiba que é bastante complicado conseguir reverter a situação – acabando por ter que substituir todo o sistema da casa e representando um custo muito mais elevado.

De uma forma resumida, estes são os sinais de alerta (ou problemas) para os quais deve estar atento e que significam que está na hora de substituir a canalização antiga:

  • Observação de pequenas partículas (visíveis a olho nu) a contaminar a água;
  • Água com sabor metálico;
  • Odor forte e desagradável proveniente dos esgotos;
  • Água com cor avermelhada ou acastanhada.

Como se procede?

Se reparou num dos problemas acima descritos, deve parar imediatamente de consumir a água de sua casa – principalmente de a ingerir. Porque apesar de ela passar pelo tratamento de águas residuais, quando passar pela sua canalização ficará novamente contaminada e imprópria para consumo.

Portanto, aquilo que deve fazer é começar a pensar em agir o mais rápido possível, através da substituição da canalização antiga.

Por se tratar de um trabalho demorado e que exige bastante conhecimento, deve ser realizado por profissionais, pelo que não aconselhamos a fazê-lo sozinho.

Quanto custa a substituição da canalização antiga?

Ainda assim, se o objetivo é reduzir ao máximo os custos associados a este processo, pode sempre optar por ser o próprio a comprar o material de canalização necessário para a “obra”.

Importa referir que a substituição de canos é sempre um processo demorado, caro e complexo. Para que tenha noção, por vezes é necessário rebentar com o chão ou paredes para que seja possível trocar todos os canos sem exceção.

Na verdade, não existe um preço certo e fixo para a substituição da canalização de uma casa. Tudo irá depender da área afetada, dos materiais escolhidos, da duração da obra e dos profissionais contratados.

Podemos referir que os valores poderão rondar os 460 e os 1000 euros. O importante é que numa fase inicial escolha alguns profissionais e peça orçamentos a todos.

Depois, basta comparar e tomar uma decisão de acordo com a proposta que estiver do seu agrado em todos os aspetos.

Veja também