Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Valdemar Jorge
Valdemar Jorge
04 Jul, 2019 - 09:43

Conheça 10 dos melhores carros japoneses de sempre

Valdemar Jorge

Fiabilidade e excentricidade são termos com significados muito diferentes mas que caraterizam bem os melhores carros japoneses de sempre.

Conheça 10 dos melhores carros japoneses de sempre

O que dizer da indústria automóvel do Japão, considerada uma das maiores do mundo. A história do país é rica e longa. E repercute-se em todos os setores de atividade, nomeadamente no setor automóvel que, desde a década 60, tem crescido constantemente, sendo atualmente o terceiro produtor mais forte do mundo. Para se perceber a importância desta economia temos a lista dos 10 maiores países produtores do sector em 2018:

1.º – China – 28,08m*;
2.º – EUA – 25,16m;
3.º – Japão – 5,19m;
4.º – Índia – 3,92m;
5.º – Alemanha – 3,72m;
6.º – México – 1,43m;
7.º – Coreia do Sul – 1,78m;
8.º – Brasil – 2,47m;
9.º – UK – 2,72m;
10.º – França – 2,62m.

*(m – milhões)

Para se compreender o quanto cresceu esta indústria no Japão teremos de recuar até 1910 e aos conglomerados empresariais da altura, designados zaibatsu, para perceber que as indústrias foram entrando no mercado à medida que iam construindo e apresentando as suas propostas de mobilidade.

Primeiro com camiões, o mercado automóvel na altura não tinha grande expressão e, mais tarde, fruto de parcerias com marcas no Velho Continente concretizam a possibilidade de produzir e comercializar produtos no mercado japonês. Dois exemplos deste modo de atuação são os acordos comerciais da Isuzu com a Wolseley Motors (Reino Unido) e da Mitsubishi com a FIAT cujo primeiro Mitsubishi Model A teve por base o FIAT Tipo 3.

O potencial japonês é tão forte que, na década de 70, o país foi pioneiro na construção de veículos com apoio da robótica. Facto que revolucionou de forma definitiva a forma como se projeta a fabricação de automóveis e como seriam as futuras fábricas nos finais do século XX e princípios do século XXI.

Para firmar o que entendemos como uma das maiores indústrias do mundo automóvel, no Japão pontificam dezenas de marcas (umas com mais expressão que outras) que produzem automóveis, camiões, motos e motores e incluem marcas tão conhecidas hoje como a Toyota, Honda, Daihatsu, Nissan, Suzuki, Mazda, Mitsubishi, Subaru, Isuzu, Kawasaki ou Yamaha.

Parte da atual visibilidade destas marcas no Velho Continente, e no Mundo em geral, deve-se ainda à evolução da indústria cinematográfica, que tão bem conta histórias, e que em muitas tem o automóvel como tema base. Filmes da saga “Velocidade Furiosa”, para só citar estes, acabam por ser fortes embaixadores do reforço da imagem dos automóveis japoneses que igualmente estão muito ligados à cultura das corridas de cidade, ao “tunning” e ao “drift” verdadeira técnica de condução, que não está ao alcance de qualquer um mas, quando bem realizada, transmite a quem vê um bailado e uma carga sonora e olfativa inebriante.

10 dos melhores carros japoneses

Na busca dos melhores carros japoneses de sempre vejamos uma lista de 10 sugestões, ordenadas de forma informal sem melhores ou piores, apenas com a carga de sucesso, do design, da fiabilidade, do modernismo que trouxeram para o setor, ou para o segmento em que se inserem. Alguns dos automóveis da lista têm seguidores em todo o mundo.

1. Nissan GT-R

Nissan GT-R

Verdadeiro ícone do desempenho de condução da Nissan, o GT-R traduz a mais recente linguagem de estilo da marca nipónica. Como cartão-de-visita apresenta uma aerodinâmica excecional e interior otimizado para que o utilizador tire todo o partido da máquina. Este superdesportivo produzido desde 2007 foi anunciado em 2001 com o objetivo de dar continuidade à marca GT-R que surgiu na década de 1960 e que teve grande êxito com o Nissan Skyline.

2. Toyota Supra

Toyota GR Supra

O Toyota Supra é um automóvel que dispensa apresentações. Só o nome “Supra” faz com que a respiração acelere. Influenciado pelo design do Toyota 2000GT surgiu, em 1993, a versão mais marcante do Supra que utilizava materiais mais leves que permitiram reduzir o peso (100 kg) em relação ao modelo que substituía. A este automóvel está associado um motor potente que faz as delícias de condutores/pilotos. O ano de 2003 marca o final da produção deste ícone japonês, mas a Toyota ressuscitou-o e, em 2019, surge a quinta geração denominada Toyota GR Supra, produzido pela Toyota GAZOO Racing.

3. Subaru Impreza

Subaru Impreza

Na lista dos melhores carros japoneses de sempre não podia faltar referência a uma das máquinas que dominou ralis em todo o Mundo: o Subaru Impreza. Conduzido nas provas de WRC por Colin McRae, o automóvel com aspeto agressivo q.b., motor potente, sonoridade a condizer e fama de vencedor conquistada nos troços dos ralis, vê o sucesso catapultado através de filmes e videojogos. Fez sonhar muitos fãs de provas de rali. Durante sete gerações manteve-se no auge e hoje tem um lugar cativo na história das grandes provas do WRC.

4. Mitsubishi Lancer Evo X

Mitsubishi Lancer Evo X

O grande rival do Impreza é o Mitsubishi Lancer Evo, um sedan de alto desempenho desportivo que tinha por base o bem-sucedido modelo Lancer. Produzido entre 1992 e 2015 o Lancer conheceu diversas variantes que pontificam nos ralis e nas provas de WRC, tendo sido quatro vezes campeão nesta categoria (1996 a 1999). O Lancer Evolution inicialmente previsto só para o mercado japonês acaba por chegar à Europa em 1998 e, em 2003 aos EUA. Vendo o sucesso do rival a Mitsubishi quis também recolher algum protagonismo. E conseguiu.

5. Toyota Prius

Toyota Prius

Fonte: Toyota/ Divulgação

Potências e elevados desempenhos dinâmicos à parte, na lista dos melhores carros japoneses de sempre tem de figurar o pioneiro dos automóveis híbridos: o Toyota Prius. A primeira geração data de 1997 e a pouco e pouco foi conquistando adeptos em todo o mundo. Hoje, na quarta geração, lidera em inovação técnica, eficiência e refinamento da condução, ao mesmo tempo que solidifica o pioneirismo na massificação de tecnologias avançadas e úteis. Atualmente, apresenta um design moderno e dinâmico, com a inclusão das mais modernas tecnologias de segurança e até sistema Hybrid AWD-i de tração integral inteligente utilizada num automóvel híbrido.

6. Honda NSX

Honda NSX

Fonte: Honda/ Divulgação

Produzido pela Honda entre 1990 e 2005, o NSX não é só um dos melhores automóveis alguma vez feitos pela marca como também, um dos melhores carros japoneses de sempre. Com ele a Honda quis responder à pujança de marcas como a Ferrari, Porsche ou Lamborghini, sempre conotadas como desportivas. O NSX é um desportivo de 2 lugares com cockpit inspirado na aviação e motor central-traseiro, produzido quase artesanalmente. Trazia consigo novidades como carroçaria totalmente em alumínio. Voltando ao motor, é de referir que o mesmo é um 3.0 V6 DOHC, que debita 238 cv às 7.100 rpm, na primeira geração. Um dos principais recursos técnicos lançados pelo NSX é o sistema VTEC – Variable Valve Timing and Lift Electronic Control, ou seja controlo eletrónico variável dos tempos de distribuição e levantamento de válvulas. Sistema tão eficaz que ainda hoje é usado em vários motores da marca. O malogrado piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna participou no projeto NSX durante a fase de testes em pista.

7. Mazda MX-5

Mazda MX-5

Fonte: Mazda/ Divulgação

A Mazda é um dos gigantes do mundo automóvel. E o MX-5 é um dos ícones da marca. Fabricado desde 1989 até ao presente, a mais recente atualização data de 2018, com a marca a refinar e a melhorar a emoção da experiência de condução ‘Jinba Ittai’. As versões soft-top e RF receberam melhorias no desempenho dinâmico, uma atualização nas tecnologias de segurança i-ACTIVSENSE e refinamento do design tornando o roadster favorito do mundo mais emocionante. Também os motores a gasolina SKYACTIV-G de 1.5 e 2.0 litros foram atualizados em conformidade com o novo ciclo de teste WLTP/RDE e atendem aos regulamentos de emissões de temperatura Euro 6d. O motor SKYACTIV-G 2.0 passa a ter rotação superior e ajuste acústico, a potência máxima passa dos 160 para 184 cv às 7.000 rpm e o binário máximo de 200 para 205 Nm às 4.000 rpm.

8. Lexus LFA

Lexus LFA

Apenas 500 exemplares foram produzidos do desportivo Lexus LFA entre 2011 e 2012. Tudo neste automóvel foi pensado para que máquina e condutor se fundissem e funcionassem como um só. Ao elegante e desportivo design soma-se uma carroçaria realizada em fibra de carbono, um habitáculo para 2 ocupantes e um eficaz motor V10, que debita 553 cv desenvolvido com a colaboração da Yamaha. Trata-se sem dúvida de um dos carros mais exclusivos construídos até hoje e por mérito figura na lista dos melhores carros japoneses de sempre. Uma certeza existe, é que não haverá um substituto do LFA que o manterá com o estatuto de ícone no mundo dos superdesportivos.

9. Toyota Corolla

Toyota Corolla

Fonte: Toyota/ Divulgação

O carro mais vendido no mundo, o Toyota Corolla não podia falhar nesta lista dos melhores carros japoneses de sempre. Atesta a produção de mais de 45 milhões de unidades vendidas desde 1966 em todo o mundo. É um ícone da marca nipónica e atualmente está em comercialização a 12.ª geração, com carroçarias Hatchback, Sedan e Carrinha (Touring Sports), eletrificadas com a mais recente tecnologia híbrida da marca. As motorizações híbridas disponíveis são duas: 1.8L com 122cv e 2.0L com 180 cv. Ao longo dos anos foi conhecendo várias evoluções, formas e avanços tecnológicos, bem como carroçarias e designações. Na Europa é conhecida ainda uma versão familiar designada Corolla Verso, bem ao estilo dos atuais SUV. O Toyota Corolla é vendido em 150 países.

10. Datsun 1600 SSS

Datsun 1600 SSS

Fechamos a sugestão de lista dos melhores carros japoneses de sempre com referência a um automóvel que provavelmente ocupa lugar no imaginário dos seniores que nos leem: o Datsun 1600 SSS. Tendo por base o Datsun 510, vendido fora do mercado americano como Datsun 1600 rapidamente granjeou sucesso devido à participação da marca com este modelo em ralis. A versão sedan deste familiar foi muito popular entre os anos 1967 e 1973. A facilidade de intercâmbio de peças deste modelo permitiu que ao longo dos anos tivesse várias configurações de motor. O Datsun 1600 SSS entre outros sucessos em 1970 conquistou as provas Round Austrália Trial e o Rali do Safari no Leste de África.

Veja também