ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
David Afonso
David Afonso
10 Mai, 2022 - 00:39

Carter do motor: tudo o que precisa saber e cuidados a observar

David Afonso
Carter do motor

No artigo de hoje falamos do carter do motor. Um elemento extremamente importante no funcionamento do motor, pois é responsável pelo armazenamento do óleo que mantém todas as partes do motor lubrificadas para evitar o desgaste prematuro e melhorar o seu funcionamento.

A introdução do magnésio no seu fabrico é um dos últimos avanços nesta parte. Este material torna possível, entre outras coisas, aliviar o peso do elemento total, visto que se trata de um material extremamente leve.

Mas, vejamos os principais pontos associados a este componente automóvel.

O que é o Carter do Motor?

É uma tampa, ou caixa rígida, normalmente de metal, que cobre e protege alguns dos mecanismos do motor do veículo. O carter é um recipiente ou invólucro, geralmente feito de liga de alumínio ou aço, sendo de importância crítica no funcionamento do motor.

Como referido, é um elemento de vital importância enquanto responsável pelo armazenamento do óleo que mantém lubrificadas todas as partes móveis do motor.

Qual a sua importância?

Há duas funções principais do carter. O mais básico e essencial é fechar e proteger certas partes do motor, pois fecha a parte inferior sob a forma de uma caixa hermética e mantém a cambota, a biela e o pistão protegidos. É o carter que protege estes componentes, e alguns outros, da sujidade e de outros elementos que possam causar danos na mecânica do nosso veículo.

Mas para além do acima referido, existe uma função crítica que é servir como recipiente para armazenar o óleo que lubrifica o motor. O óleo também pode ser verificado a partir do carter durante as inspeções periódicas e a manutenção do veículo. Isto é feito com uma vareta de medição que permite verificar o nível e o estado do óleo lubrificante a partir da tampa do motor.

No entanto, os veículos mais modernos têm uma luz de aviso no painel de instrumentos que, graças a um sensor no carter, indica o nível de óleo e o seu estado atual.

Como funciona?

O carter tem uma função muito simples: recolher o óleo que drena do motor e alojá-lo de modo que possa ser sugado de volta para a bomba. Para isto acontecer sem interrupção, é concebido com formas muito específicas segundo as necessidades de cada veículo ou motor. Assim, evita-se vazios ou um efeito prejudicial das forças g que acabam por deixar o motor seco e danificá-lo por sobreaquecimento ou fricção excessiva.

A bomba de óleo extrai óleo da parte mais baixa do cárter e temos de nos certificar sempre de que existe suficiente, caso contrário poderíamos apreender o motor. Uma vez recolhido o óleo, este é puxado através do motor. Após isso, regressa ao carter para ser aspirado de volta para dentro.

Componentes do Carter do Motor

O carter está dividido em várias partes, com diversas funções adjacentes. Os principais componentes são:

Carter superior

Esta é a parte estrutural do bloco e está em contacto direto com o bloco de cilindros, a cambota, as bielas e os pistões. O bloco de cilindros está ligado a esta peça com rolamentos principais integrados ou apoios de virabrequim.

Carter inferior

Também conhecido como o poço de petróleo. É a parte não estrutural sendo fixada por parafusos especiais ao carter superior do motor. Atua como um tabuleiro onde o óleo cai. A sua principal função é conter o óleo para lubrificação do motor.

Tampa do carter

Serve para prevenir fugas de óleo e para drenar e trocar o óleo. É uma das peças mais importantes do cárter do motor.

Junta e parafusos do carter

Esta é a junta entre a panela de óleo e o bloco do motor que impede o motor de derramar óleo. Quando é usada em demasia, a junta pode degradar-se e permitir que o carro vaze óleo. Esta é uma das falhas mais comuns em carros mais antigos ou muito usados.

Por outras palavras, serve para garantir que não haja fugas de óleo na junção das peças.

Já os parafusos são componentes especiais na parte superior e funcionam como uma bandeja onde o óleo lubrificante cai. Os parafusos são apertados com o torque recomendado pelo fabricante para evitar deformações no metal ou fugas.

Falhas mais comuns no Carter do Motor

Fissura ou quebra

Por ser um elemento tão simples, uma falha no carter refere-se geralmente a uma fissura ou quebra causada por um golpe, ou fuga de óleo através do selo devido a uma má instalação.

Nestes casos, a coisa mais habitual a fazer é substituí-lo por um novo.

Pressão no carter

No entanto, existem outras avarias possíveis relacionadas com a mesma, tais como um aumento da pressão do carter tanto em motores a diesel como a gasolina. Uma situação em que outros elementos estão envolvidos e é geralmente um sintoma de uma falha noutra parte do motor.

Para compreender este último problema, é necessário saber como funciona um motor e, primeiro, que o seu funcionamento não é perfeito. Com a temperatura que o óleo atinge, são gerados vapores que, se não forem controlados, podem aumentar excessivamente a pressão no interior do carter e causar uma perda de força e outros problemas.

Esta é uma das razões pelas quais os motores modernos têm uma válvula de PVC ou ventilação positiva do carter. Isto remove o excesso de pressão e alimenta-o de novo na entrada do carro, para ser queimado nas câmaras de combustão. Isto evita a emissão de gases nocivos para o ambiente e para as pessoas. Se esta válvula não funcionar corretamente, a pressão no carter pode aumentar consideravelmente e causar graves problemas no motor.

E se o Carter do Motor realmente avaria?

Se por qualquer razão tiver de substituir o carter do seu motor, deve saber que se trata de uma operação relativamente simples, mas é aconselhável ser feita por um profissional.

Com efeito, após este mini guia relativamente a este componente esperamos que esteja mais atento às rotinas de mudar o óleo, assim como, evitar o sobreaquecimento do motor!

Veja também