Miguel Pinto
Miguel Pinto
12 Out, 2022 - 14:30

Cascata do Fojo: passeio relaxante pelas veredas de Monção

Miguel Pinto

O passadiço da Cascata do Fojo é um dos grandes atrativos do concelho de Monção. Uma viagem em comunhão com a natureza.

Aspecto da Cascata do Fojo

Com cerca de 350 metros de extensão, estes passadiços têm inicio no Lugar do Forno e terminam na Cascata do Fojo, um lugar sombreado, relaxado e fascinante, onde a água cai entre duas paredes rochosas, criando pequenas lagoas aprazíveis.

O “quadro” da freguesia de Lara, por onde serpenteiam os passadiços, “pinta-se” com belas plantações de vinho Alvarinho, excelentes condições naturais para passar momentos agradáveis, em família ou amigos, e áreas contemplativas, como o Alto da Cotorinha, antiga eira comunitária, que projeta uma vista deslumbrante sobre a freguesia do Vale do Gadanha.

Cascata do Fogo: preservar a natureza

Composto por rampas, plataformas e escadas, na sua maioria em madeira de pinho tratado, os passadiços foram implementados com a preocupação de causar o menor impacto visual possível e preservar os elementos naturais e construídos visíveis ao longo do percurso.

A Cascata do Fojo constitui um espaço propício ao descanso e relaxamento, proporcionando sensações refrescantes numa área sombreada. Neste local, a água cai em cascata entre duas paredes rochosas, criando pequenas lagoas aprazíveis.

Um lugar fascinante e convidativo, onde é possível apreciar alguns moinhos seculares que, em outros tempos, simbolizavam uma das vivências da comunidade local: a moagem do trigo. A nova acessibilidade propiciada pelos passadiços vai, certamente, transformar aquele espaço idílico numa visita obrigatória.

Trilho da cascata do fojo
O percurso ao longo da Cascata do Fojo é deslumbrante

Miradouro com telescópio em Castibô

Servido com telescópio instalado numa plataforma de madeira, o Miradouro de Castibô proporciona uma vista magnifica e inspiradora sobre a paisagem verdejante e os núcleos habitacionais. Graças à rotatividade de 360 graus do equipamento, o olhar pode apontar em qualquer direção, gerando sensações únicas de bem-estar interior.

Instalado no coração da Serra de Anta, Anhões possui o ponto mais alto do concelho, conhecido por Castelo de Mendouro, onde se podem encontrar sepulturas célticas, sendo aqui que nasce o Rio Gadanha, muito procurado por entusiastas da pesca desportiva.

Os dois fios de água, gerados em nascentes distintas, juntam-se, num longo abraço, no Sítio da Fisga, Lugar de Vilar, engrossando o caudal do rio que atravessa, serenamente, várias freguesias do Vale do Gadanha, até encontrar-se com o Rio Minho, em Troporiz.

Num cenário deslumbrante com vastas e belas paisagens naturais, genuínas casas típicas minhotas e magníficos canastros, a localidade tem uma acentuada vertente religiosa, sendo o Santuário do Senhor do Bonfim muito procurado pelos devotos. 

Monção: rota do alvarinho

As paisagens únicas da sub-região de Monção/ Melgaço, aliadas à gastronomia minhota e aos vinhos da região, tornam a Rota do Alvarinho mais um excelente motivo para empreender este passeio.

Assim, saindo de Monção depois de visitar locais como o Palácio da Brejoeira ou o Castelo da vila, seguindo pela estrada N202, em pouco mais de meia hora, por socalcos vinhateiros, chegará a Melgaço, cidade onde não pode perder uma visita ao Solar do Alvarinho, e provar vários alvarinhos da região.

Entretanto, pelo caminho, não perca uma visita às Quintas de Melgaço e à Quinta do Soalheiro, fundamentais para quem quer saber mais sobre o Alvarinho.

Gastronomia: nos domínios da “foda”

Sim, é dado a muitos trocadilhos, mas a questão aqui é meramente gastronómica e celebra um prato único no Alto Minho. A Foda à moda de Monção tem vindo a galgar fronteiras, arrastando todos os anos uma multidão de gulosos, que não hesitam em fazer muitos quilómetros para degustar a iguaria.

Há, inclusivamente, uma Confraria da Foda. Há até uma feira anual que celebra este prato típico e todos os restaurantes têm Foda na ementa! (isto é mesmo dado a trocadilhos…)

E afinal, o que é a Foda? Nada mais que um prato de cordeiro, feito em fornos a lenha, acompanhado por um arroz, também ele no forno, de sabor inigualável. Por isso, há muito tempo que se transformou numa referência absoluta da gastronomia de Monção, que adoptou a designação popular do prato. A Foda à Moda de Monção tem presença garantida em todas as ementas dos restaurantes do concelho.

Veja também