ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Ekonomista
Ekonomista
10 Fev, 2021 - 13:51

Covid-19: Porto vai instalar centro de vacinação no Queimódromo

Ekonomista

A Invicta vai ter um centro de vacinação drive-thru a funcionar no Queimódromo, numa colaboração entre a Câmara do Porto, os hospitais e a Unilabs.

Porto vai ter centro de vacinação

A Câmara Municipal do Porto, o Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), o Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUP) e a Unilabs Portugal vão instalar o primeiro centro de vacinação COVID-19 em Drive-Thru, no Queimódromo do Porto. 

A Câmara Municipal do Porto irá assegurar a gestão das pessoas que serão vacinadas, operacionalizando a sua mobilização. A autarquia pretende com este teste piloto preparar a cidade para um processo seguro e robusto de vacinação, em larga escala, assim que houver vacinas para as 2ª e 3ª fases do processo de vacinação. Previa-se que o primeiro teste piloto de vacinação em Drive-Thru em Portugal incluísse a vacinação de cerca de 3000 agentes da PSP. A operação acabou, no entanto, por ser cancelada.   

O CHUSJ e o CHUP assegurarão consultoria e apoio na formação dos profissionais desta operação, garantindo que a mesma decorre dentro das melhores práticas clínicas, em linha com a experiência adquirida durante a primeira fase de vacinação com os seus profissionais de saúde. 

A Unilabs Portugal irá assegurar a logística, operação, organização de fluxo e os técnicos de vacinação no espaço, aproveitando a experiência do rastreio neste tipo de centros, agora aplicados ao processo de vacinação. 

Para este efeito, a Unilabs vai disponibilizar 12 linhas de vacinação. Este Drive-Thru de vacinação permitirá realizar até 2000 inoculações por dia. 

Recorde-se que foi no Queimodromo do Porto que a CMP, a Unilabs e a ARS Norte abriram o primeiro centro de testagem, também em modelo drive-thru, num piloto que acabou por se tornar no standard de modelo de rastreio no país. 

Centro de Vacinação com mais escala

Para Rui Moreira, Presidente da Câmara Municipal do Porto, “esta ação, além de nos possibilitar uma vacinação em escala e num espaço de tempo muito reduzido, servirá de piloto para um planeamento atempado, que será essencial para que o processo de vacinação seja rápido, cómodo e eficaz. Com isto descongestionamos também os centros de saúde para poderem apoiar os portugueses numa fase em que as doenças não-covid não podem ficar para trás”. 

Luis Menezes, CEO da Unilabs, acrescenta que “temos desde a primeira hora manifestado toda a nossa disponibilidade e das nossas equipas no combate à pandemia, seja através da nossa capacidade laboratorial e de diagnóstico, seja através da instalação de infraestruturas técnicas e humanas que estejam mais próximas dos cidadãos. É por isso uma obrigação para nós, colocar o know-how adquirido até aqui nos desafios que se apresentam nesta campanha de vacinação. Esperamos que este piloto possa fazer a diferença, permitindo vacinar mais pessoas, em toda a segurança, retirando pressão dos restantes serviços de saúde ”.

Veja também