Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
28 Ago, 2019 - 14:57
A Guinness não cai do céu. Nasce em Dublin

A Guinness não cai do céu. Nasce em Dublin

Mónica Carvalho

A cerveja Guinness está diretamente ligada à cidade que a viu nascer. Conheça Dublin, os seus encantos e o seu afável povo. Sempre com uma pint, claro está.

O artigo continua após o anúncio

Dublin, para além da casa dos U2, é uma pequena capital com uma enorme reputação, muita dela devido a uma história rica de acontecimentos que marcaram o país de forma indelével. Mas é também a pátria da famosa cerveja Guinness à qual ninguém consegue resistir e que serve aqui de ponto de partida para conhecer uma cidade fascinante.

Historicamente, Dublin não deixa de ser uma espécie de museu vivo, com castelos medievais e catedrais, que convivem lado a lado com exemplos arquitetónicos do século XVIII ou propostas bem mais modernas.

Desta forma, a população admite que a cidade pode ser uma mistura de estilos estranhos e não propriamente a mais bonita do mundo, mas isso ainda faz com que sintam mais orgulho de pertencer a Dublin. Facilmente perceberá isto quando entrar num pub e, enquanto desfruta de uma cerveja Guinness, começar a socializar com os locais.

As idas diárias ao pub são quase uma questão de honra para a generalidade dos cidadãos de Dublin, algo que pode ser entendido como uma espécie de estimulante social. E acredite que é uma experiência da qual qualquer viajante deve desfrutar.

Guinness Storehouse

Guiness cerveja Dublin
A Guiness é um dos grandes símbolos de Dublin

Falar de cerveja Guinness é sinónimo de falar da Irlanda e nenhuma visita a Dublin está completa sem uma visita à Guinness Storehouse, o local onde a magia acontece.

Localizada no coração da lendária Cervejaria St. James’s Gate, em Dublin, este espaço é a unidade de produção da Cervejaria Guinness desde 1759, ano em que Arthur Guinness assinou contrato para locação por 9 mil anos!!!

A Guinness Storehouse é a casa da cerveja Guinness, onde descobrirá o que acontece na produção de cada litro e aprenderá sobre a incrível história de uma marca que tem mais de 250 anos.

Este é o local perfeito para beber uma cerveja Guinness. Além disso, enquanto percorre o impressionante armazém, pode aprender sobre a antiga arte de fabrico da cerveja, o que a torna tão única e visitar as salas de degustação, especialmente projetadas para ajudá-lo a apreciar o sabor característico da icónica cerveja preta.

O artigo continua após o anúncio

Os melhores sítios em Dublin para beber cerveja Guinness

Descobrir Dublin é vivenciar os pubs, onde pode usufruir de uma experiência Guinness como manda a tradição. Por isso, descubra os melhores locais onde o pode fazer:

Dublin: outras atrações a não perder

Trinity College Dublin

Apesar da produção de cerveja ser um ponto central da cidade, não é o único ponto de interesse. Assim sendo, descubra quais as atrações em Dublin mais in e que merecem uma visita.

Trinity College

A universidade de maior prestígio da Irlanda é um descontraído retiro datado do século XVI, localizado em pleno coração da cidade. É fácil sentir-se inspirado enquanto caminha pelas ruas de paralelepípedos, rodeadas de árvores e tentar imaginar todas as mentes brilhantes e criativas que por ali passaram.

Museu Nacional da Irlanda – Artes Decorativas e História

Outrora foi o maior quartel militar do mundo. Hoje, este edifício neoclássico de pedra cinzenta nas margens norte do Liffey, que data de 1704, abriga a coleção de Artes Decorativas e História do Museu Nacional da Irlanda, com uma variedade de exposições permanentes.

Cadeia de Kilmainham

Se pretende saber mais sobre a longa resistência ao domínio britânico, então uma visita a esta antiga prisão é algo que não pode perder.
Tem um aspeto forte e austero, até algo ameaçador, e desempenhou um papel decisivo em praticamente todos os atos do doloroso caminho da Irlanda para a independência.

Castelo de Dublin

O Castelo de Dublin era a fortaleza do poder britânico na Irlanda há mais de 700 anos, começando com a fortaleza Anglo-Norman encomendada por D. João em 1204. Porém, do edifício original hoje apenas resta a Record Tower, de 1258.

Atualmente, o castelo é usado pelo governo irlandês para reuniões e eventos, mas encontra-se aberto para visitas guiadas, onde pode ver os Apartamentos de Estado e de St Patrick Hall, bem como a sala onde os feridos de guerra se restabeleciam e até as fundações construídas pelos Vikings, cuja argamassa de longa duração é feita a partir de de sangue de boi, ovos e crina de cavalo.

Catedral de São Patrício

A Catedral de São Patrício é a maior igreja da Irlanda e foi construída entre 1191 e 1270. Detém este nome por ter sido ali o local onde o próprio São Patrício batizou os líderes celtas locais, o que tornou este pedaço de terra num território sagrado.

O artigo continua após o anúncio
Guiness

Museu Irlandês de Arte Moderna

A mais importante coleção de arte irlandesa e internacional moderna e contemporânea está alojada neste museu, mais propriamente na ala do Royal Kilmainham Hospital, projetado por Sir William Robinson e construído entre 1684 e 1687. A ideia inicial foi o de servir como um lar de idosos para os soldados.

O edifício é inspirado no Les Invalides de Paris e as alterações de que foi alvo conferem-lhe uma mistura interessante entre aspetos antigos e outros mais recentes, um traço que afinal acaba por ser tão típico de Dublin.

Pode encontrar obras de artistas irlandeses contemporâneos, mas também de nomes bem conhecidos da arte mundial, como Pablo Picasso e Joan Miró.

Dublin: ficha técnica

Como ir

  • De avião: a partir do Porto, Lisboa e Faro poderá viajar pela TAP ou Ryanair, em voos diretos, sem escalas.

Dicas úteis

  • Confira todas as informações sobre Dublin, aqui

Dados genéricos

  • Língua: inglês
  • População: 553.165 habitantes
  • Extensão: 115 quilómetros quadrado
Veja também