Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
02 Abr, 2020 - 15:44

Dicas úteis para escrever uma carta de apresentação

Catarina Milheiro

Quando se candidata a uma nova oferta de emprego é essencial escrever uma boa carta de apresentação para o recrutador para se destacar da concorrência.

jovem a escrever uma carta de apresentação

Como escrever uma carta de apresentação? Esta é a dúvida com que muitos candidatos a uma oferta de emprego se deparam.

Todos sabemos que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e, por isso mesmo, é extremamente importante que se consiga destacar da concorrência.

Não basta ter um currículo bem escrito e completo, é fundamental que saiba escrever uma carta de apresentação clara e concisa. Repare, esta carta de apresentação é a melhor maneira para se destacar porque lhe permite criar empatia com o recrutador (algo que o CV não é capaz de refletir).

Fique com as nossas sugestões.

COMO ESCREVER UMA CARTA DE APRESENTAÇÃO

pessoa a escrever uma carta de apresentação

Uma carta de apresentação é um documento escrito por si, enviado juntamente com o seu currículo, que funciona como uma apresentação dos seus objetivos, motivações, qualificações e competências para a vaga em questão. O objetivo desta carta é conquistar a atenção do recrutador.

Assim, a carta de apresentação deverá ser clara, direta e sucinta. Lembre-se que o recrutador irá querer ter uma primeira visão do seu perfil, por isso é importante que aproveite para deixar claros alguns aspetos que não pode esclarecer no seu CV.

Atente nas dicas que temos para si e saiba como deve escrever uma carta de apresentação.

1

Faça uma pesquisa sobre a empresa

Antes de começar a escrever a sua carta, certifique-se que está a par de todas as informações relativamente à empresa em questão. Esta pesquisa irá permitir que compreenda qual é a linguagem mais adequada para a sua carta de apresentação.

2

Descomplique – seja simples na sua carta de apresentação

O vocabulário utilizado na sua carta de apresentação deverá ser simples. No entanto, certifique-se que vai ao encontro aos padrões da empresa.

Seja o mais objetivo possível e não se prolongue muito na carta. Não deve escrever mais do que 4 parágrafos para que a carta seja lida de forma rápida.

3

Destaque o seu valor

Para que seja mais fácil escrever a sua carta de forma adequada, pense em dar resposta à seguinte questão: “Por que motivo devo ser o candidato escolhido para ocupar a posição à qual me candidatei?”.

Assim, deverá fazer um pequeno resumo das suas principais competências, reforçando sempre aquelas que a empresa procura. Além disto, é importante que refira também a sua experiência através de exemplos.

4

Transmita entusiasmo

É importante que demonstre a sua dedicação e espírito de iniciativa ao longo da carta de apresentação. Uma boa forma de o fazer é escrever os motivos que o levaram a candidatar-se à vaga disponível e explicar porque ficaria satisfeito em trabalhar naquela empresa.

Nunca se esqueça: seja autêntico naquilo que escreve e refira a importância que a empresa tem na sua área.

5

Personalize a carta para a função a que se candidata

Enviar a mesma carta para todos os cargos a que se candidata é um erro. Por isso mesmo, deve personalizar a sua carta de apresentação de forma a que o recrutador perceba que foi unicamente escrita para a vaga em questão.

A pesquisa que faz antes de escrever a carta é extremamente importante também neste sentido, pois permitirá perceber o tipo de linguagem que deve usar e encontrar a melhor forma para referir alguns aspetos cruciais que definem o seu perfil.

3 TIPOS DE CARTA DE APRESENTAÇÃO

Existem três tipos gerais de cartas de apresentação. Escolha aquele que mais se adequa ao seu caso:

Tipo 1

A carta de apresentação que responde a uma abertura de trabalho conhecida. É, em simultâneo, uma carta de apresentação e um currículo resumido.

Para além da referência à fonte do anúncio (nome da publicação, website, data e eventualmente o número de referência do anúncio), esta carta deve conter os dados solicitados no anúncio.

Deverá concluir a carta manifestando a sua disponibilidade para, numa próxima entrevista, poder esclarecer mais pormenorizadamente as suas competências profissionais.

Tipo 2

Candidatura espontânea. É uma carta dirigida a um empregador, oferecendo espontaneamente os seus serviços, sem ter sido solicitada. Envia-se acompanhada do currículo.

Esta carta serve para suscitar o interesse do empregador e chamar a atenção sobre o seu currículo. Embora muitas das candidaturas espontâneas fiquem sem resposta, é usual ficarem em arquivo nas empresas durante um certo período, permitindo ao empregador fazer uma primeira escolha quando surge uma oportunidade.

Tipo 3

Apresentação a uma empresa de recrutamento e seleção. Esta carta tem como finalidade a sua inscrição nas bases de dados das empresas de seleção de pessoal.

Sugestões incontornáveis

A carta de apresentação deve ser escrita de raiz para cada candidatura a emprego; na verdade, é fácil detetar quando uma carta é replicada ou quando atende verdadeiramente às necessidades de uma empresa em particular. A carta deve ser escrita em Português exemplar, sem qualquer erro gramatical ou ortográfico.

Boa sorte!

Veja também