Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Sofia Ramos
Sofia Ramos
14 Jul, 2017 - 07:15

Como ir ao Brasil este verão com 1000 euros

Sofia Ramos

Tem uma poupança curta para gastar em férias e quer ir ao Brasil? Concretizar o seu sonho não é impossível: descubra como ir ao Brasil este verão com 1000 euros.

Como ir ao Brasil este verão com 1000 euros

O Brasil é um excelente destino de férias. Gente alegre, praias de sonho, boa comida. Mas fica noutro continente, do outro lado do Atlântico, o que nos leva muitas vezes a pensar, que ir até lá não está ao nosso alcance. A verdade é que se trata de um destino mais acessível do que julga, sobretudo se escolher as praias do Ceará. Quer saber como ir ao Brasil este verão com 1000 euros? Então, este artigo é para si.

Dicas para fazer férias no Brasil com 1000 euros

Opte por um programa pré-definido

placeholder-1x1
My Blue Hotel em Jericoacoara. Fonte da imagem: My Blue Hotel

A grande vantagem de optar por um pacote ‘chave na mão’ é não ser surpreendido durante as férias com despesas inesperadas. Por outro lado, as agências de viagem conseguem negociar preços com os hotéis e as companhias aéreas, oferecendo preços competitivos. Outra vantagem, é que perde menos tempo – e tempo é dinheiro – na preparação da sua viagem, ficando mais fácil planear os restantes gastos.

Pague a sua viagem com cartão de crédito

placeholder-1x1

Se tem cartão de crédito, usá-lo para pagar a sua viagem ao Brasil pode ser bastante vantajoso. É normal, por exemplo, os cartões de crédito oferecerem um seguro associado à viagem, para além de poder somar pontos convertíveis em dinheiro. Informe-se sobre as condições e benefícios do seu cartão de crédito, até porque esta é uma forma de pagamento que lhe garante elevada segurança.

Poupe nas refeições

placeholder-1x1
Fonte da imagem: My Blue Hotel

Já nas férias, tente poupar ao máximo nas refeições. Logicamente não estamos a sugerir que passe fome! O que propomos é que opte por um regime de alojamento e pequeno-almoço, para assim poder gerir os custos das refeições à sua maneira. Por norma, os pequenos-almoços de hotel no Brasil são bem servidos, em variedade e quantidade.

placeholder-1x1
Bar de praia em Jericoacoara. Fonte da imagem: rostrip

Faça uma boa refeição logo pela manhã e veja se é possível levar do hotel um pão e uma peça de fruta, fazendo com isso um almoço leve. Só aqui, poupará imenso dinheiro. Evite restaurantes sofisticados, opte por pratos a dividir com quem está a viajar consigo e equacione fazer algumas refeições com produtos comprados num supermercado.

Escolha bem as atividades extra

placeholder-1x1
Fonte da imagem: natalpraias

Quando estamos de férias, é fácil ficarmos com vontade de experimentar todas as atividades que nos surgem no local onde estamos. No entanto, lembre-se de que muitas dessas propostas foram criadas mais para gerar rendimentos à população local do que para proporcionar experiências memoráveis aos turistas.

placeholder-1x1

Seja criterioso nas atividades que escolhe e informe-se sobre a credibilidade dos operadores dessas experiências. E não se esqueça de que gozar tranquilamente as praias maravilhosas do Brasil é, por si só, uma experiência grátis fantástica.

Regateie naquilo que puder

placeholder-1x1
Fonte da imagem: abihrn.com.br

Seja numa viagem de buggy que queira fazer ou numa peça de artesanato que queira comprar para recordação, não se esqueça de regatear. Ainda que no Brasil não seja uma tradição tão arreigada como nos países do Norte de África, por exemplo, a verdade é que também no nosso país-irmão, sobretudo no Nordeste, poderá conseguir ótimos descontos se tiver jeito para negociar.

Leve divisa brasileira consigo

placeholder-1x1

A moeda brasileira é o Real (R$), sendo que à data deste artigo, 1 euro equivalia a cerca de 3,7 reais. Para ficar com uma ideia, em Fortaleza, meio litro de cerveja numa “barraca” (nome que os brasileiros dão aos bares de praia) custa à volta de 5 reais, ou seja, 1,5 euros. Nenhuma fortuna, certo?

Mas para este tipo de despesas, o melhor é levar já de Portugal algum dinheiro cambiado. Para além de não correr o risco de ser enganado ao fazê-lo lá, pode decidir que o dinheiro que levar é o único que irá gastar durante as férias, sendo esta uma forma prática de poupar. De qualquer maneira, leve o cartão de crédito consigo, não vá surgir algum imprevisto.

Veja também: