David Afonso
David Afonso
27 Jan, 2021 - 17:59

Como medir o nível do óleo do motor passo a passo

David Afonso

Saber como medir o nível do óleo do motor de forma eficaz, fácil e segura é muito importante. Conheça o guia passo a passo.

pessoa a mostrar como medir o óleo do motor

O óleo é a força vital de qualquer motor. Seja para quem tem um carro a diesel, a gasolina ou híbrido, este líquido é de extrema Importância. Logo, é fundamental saber como medir o nível de óleo do motor para evitar visitas ao mecânico que (quase) sempre terminam em contas pesadas para a sua carteira.

A importância do óleo para o bom funcionamento de um carro

Atualmente, não há como negar: o carro é uma máquina extraordinária, composto por diversos componentes, todos interligados, que nas melhores condições permitem uma experiência de condução extraordinária e segura.

Contudo, para tudo isto funcionar, o motor tem de estar irrepreensível. Para isso, muito contribui o óleo, que mantém funcionais as principais artérias deste componente. Isto porque, lubrifica todo o sistema, permitindo que este componente trabalhe corretamente, evitando o desgaste excessivo.

E, não é só de agora.

Desde o final do século XIX, coincidente com o tempo de existência do motor de combustão, o óleo foi sempre utilizado como lubrificante nos carros. Com o passar do tempo, ainda que a tecnologia automóvel e os seus materiais tenham evoluído, esse princípio de operação permaneceu inalterado.

Assim, dada à sua importância, deverá prestar atenção aos sinais e saber como medir o nível do óleo do motor.

Como medir o nível do óleo de motor

É essencial que faça uma revisão periódica ao nível de óleo. Dessa forma perceberá se o consumo corresponde aos valores normais ou se está perante casos que necessitam de uma intervenção técnica especializada e urgente.

Antes de mais, importa saber que, para efetuar a respetiva verificação deverá ter consigo o seguinte material:

  • Luvas (opcional);
  • Panos (de preferência velhos);
  • Pequeno funil.

Reuniu os materiais necessários, é hora de avançar para a verificação.

Guia passo a passo

Estacione o carro numa superfície plana

Deve estacionar o carro numa superfície plana para medir corretamente o consumo exato do óleo do motor.

Se o veículo estiver num local desnivelado, os níveis verificados sairão adulterados porque o óleo do motor ficará, na sua maioria, concentrado num único lado do carro.

Ligue o motor

Com o carro estacionado num local plano, deverá ligar o motor e deixá-lo a funcionar durante cinco minutos. Dessa forma vai permitir que o motor atinja a temperatura ideal para que o óleo seja medido de forma correta.

Se preferir, pode ainda fazer uma pequena viagem e só depois efetuar a respetiva verificação.

Desligue o motor do carro

Assim que o motor atinge a temperatura ideal para a medição deverá desligá-lo. Aguarde cerca de 10 minutos. Este tempo vai permitir que o óleo assente na respetiva panela, o que vai ajudá-lo a perceber a quantidade exata que se encontra nesse local.

Encontre a vareta do óleo

É tempo de abrir o capô e localizar a vareta para a medição do óleo. Normalmente, encontra esta peça junto ao motor. Retire a vareta, limpe a quantidade de óleo acumulada com os panos velhos. Volte a inserir a vareta no tubo. Retire-a novamente passado alguns segundos e confira a marca deixada pelo óleo.

Interprete as marcas da vareta do óleo

Dependendo da marca e do modelo do respetivo veículo, algumas varetas apresentam duas etiquetas com a designação “Total” e “Adicionar”. Consoante a proximidade do nível do óleo de uma das etiquetas, o condutor deve (ou não) adicionar óleo ao motor.

Mais uma dica: se tiver de acrescentar óleo não se esqueça de utilizar sempre a marca recomendada pelo fabricante da sua viatura. Use o funil para evitar derrames desnecessários.

Quais as consequências se o nível de óleo estiver muito baixo? E se for muito alto?

Com efeito, após saber como medir o nível de óleo do motor, é importante que o nível de óleo esteja sempre correto. Não deve ser nem muito alto, nem muito baixo.

Com um nível muito baixo o motor não lubrificará adequadamente e aumentará o atrito entre os componentes internas, que se desgastarão prematuramente e rapidamente. Em casos extremos, o calor gerado pode ser tão alto que o motor pode “gripar”, tornando-o completamente inutilizável.

Por outro lado, se o nível de óleo estiver muito alto, também podem ocorrer danos mecânicos. Para começar, uma sobrepressão pode ser criada no sistema de lubrificação, causando falhas no próprio sistema de lubrificação e colocando pressão desnecessária em componentes como as proteções do motor.

Ainda dentro das consequências dos níveis de óleo, se o veículo começar com consumos acima da média, poderá estar perante algum tipo de fuga ou desgaste interno do próprio motor.

Como evitar problemas com o óleo do carro

Além de começar por medir o nível de óleo periodicamente, existem mais comportamentos que pode seguir para evitar os problemas acima indicados. Eles são:

Estar atento aos alertas luminosos

Embora seja do senso comum, qualquer condutor deve estar muito atento aos alertas luminosos que se acendem no painel de instrumentos. Estes podem ser o primeiro sintoma de que algo pode não estar a funcionar corretamente.

Óleo na bagageira

Dito assim, até pode parecer descabido. Contudo, uma garrafa de óleo na bagageira pode ser uma boa solução para um problema inesperado.

Utilizar o óleo correto

É fundamental utilizar o óleo certo para o nosso carro. Atendendo às especificações da marca e do próprio veículo, não descure este conselho. Não precisa ser necessariamente o óleo mais caro, mas sim, o correto. Saiba ainda que existem diferentes tipos de óleo para o motor.

Em suma, agora que já sabe como medir o nível do óleo do motor e o que pode acontecer caso existam problemas está na altura de fazer a verificação ao seu veículo. Evite surpresas desagradáveis e poupe na carteira.

Veja também