Helena Peixoto
Helena Peixoto
15 Abr, 2019 - 01:02
Comprar casa antes dos 30? Aproveite a sua idade como um trunfo

Comprar casa antes dos 30? Aproveite a sua idade como um trunfo

Helena Peixoto

Se acha que ainda é muito cedo para comprar casa ou que por ser jovem não terá hipótese alguma, saiba que a idade pode ser uma vantagem competitiva.

O artigo continua após o anúncio

A compra de casa é, para a grande maioria das pessoas, o investimento de uma vida e uma grande responsabilidade de que é preciso ter noção. Quando somos mais novos podemos ter algumas reservas em querer assumir tal compromisso, porém existem algumas condições especiais que os bancos oferecem ao público mais jovem.

Há mesmo várias campanhas que oferecem benefícios a clientes com menos de 35 anos. Neste artigo, vamos ajudá-lo a perceber como usar a idade a seu favor, ao invés de ser um impedimento.

Além disso, vamos partilhar as principais vantagens e desvantagens associadas à contratação de um crédito habitação jovem para que possa tomar a decisão da forma mais consciente possível.

Comprar casa antes dos 30: tudo o que precisa saber

comprar casa

Vantagens do crédito habitação jovem

Comprar casa antes dos 30 tem as suas vantagens. Além de, naturalmente, conseguir um prazo de pagamento mais alargado do que o habitual – já que o limite se fixa normalmente nos 75 anos de idade – isto vai significar que ao ter o prazo mais alargado, as prestações também vão ser mais suaves.

Imaginemos o seguinte cenário: se um casal jovem à volta dos 27 anos conseguir um contrato de crédito habitação que lhes estenda o prazo até aos 75 anos, estamos a falar de um período de quase 50 anos para pagar a casa, o que vai suavizar a prestação mensal. Casos há em que a idade máxima é alargada até aos 80, situação ainda mais vantajosa para quem quer pagar o mínimo possível por mês.

Uma outra vantagem é o facto de algumas instituições oferecerem o benefício de “carência de capital” durante um determinado número de meses. O que quer isto dizer? É fácil explicar: significa que durante esse período de tempo, apenas vai pagar o montante respetivo aos juros do empréstimo, tornando a prestação mais reduzida. Esta bonificação pode ser especialmente importante no caso de querer mobilar a casa, por exemplo, ficando com uma margem mais confortável para investir.

Existem ainda algumas instituições financeiras que oferecem uma bonificação acrescida no spread nos créditos habitação jovem, mesmo sem contar com a contratação dos habituais produtos e serviços financeiros. A idade dos titulares é um fator que conta para essa redução.

Desvantagens do crédito habitação jovem

Mas atenção, nem tudo são rosas. Se um prazo mais alargado é sinónimo de prestações mensais mais reduzidas e, por isso, uma vantagem, há um pequeno senão. Apesar de muito favorável para um casal que está agora a iniciar a sua vida de forma independente, esta situação faz com que, na maior parte das vezes, o MTIC (custo total do crédito) seja tanto mais elevado quanto o prazo é estendido.

O artigo continua após o anúncio

Além disso, uma outra desvantagem em comprar casa antes dos 30 é o facto de ser mais difícil o acesso ao crédito. Por norma, o próprio contexto dificulta: hoje não é muito comum encontrar um casal com 20 e poucos anos em que ambos tenham um emprego fixo e estável (um contrato sem termo), condições que os bancos ainda valorizam bastante.

Por isso mesmo, este tipo de créditos geralmente acaba por exigir a existência de um ou mais fiadores, ou seja, alguém que tenha efetivas garantias e que, no caso de incumprimento de pagamento das obrigações para com o banco por parte dos titulares do contrato, assuma essa responsabilidade.

Comprar casa antes dos 30: condições especiais de crédito

O portal Compara.já fez, em 2018, uma análise aos produtos de crédito mais vantajosos para o caso dos proponentes mais jovens revelando que o Crédito Agrícola, o Novo Banco, o Millenium BCP e o BPI são instituições que oferecem algumas condições interessantes.

Crédito Agrícola

De acordo com o mesmo portal, o crédito habitação jovem do Crédito Agrícola tem condições especiais para jovens, a começar por um montante financiado mínimo de 2.500€ e um máximo que pode ir até 100% do valor da avaliação, desde que não ultrapasse o valor da aquisição.

Além disso, é ainda possível usufruir de um plano de 50 anos, desde que o(s) proponente(s) não exceda(m) os 80 anos de idade no vencimento do empréstimo. A comissão de abertura é gratuita.

Outras instituições

O caso do Novo Banco, Millenium e BPI é um pouco diferente do anterior. Apesar de não terem uma modalidade de financiamento específica para jovens, desenvolveram algumas condições especiais no crédito à habitação no sentido de facilitar os primeiros anos de pagamento do crédito.

O Novo Banco e o Millennium, por exemplo, oferecem uma bonificação no spread aos mais jovens: o Novo Banco permite um desconto direto de 0,1% na grelha de spreads para jovens com menos de 35 anos e o Millennium oferece um desconto adicional de 0,20% no spread aos jovens com idade inferior a 33 anos.

Já o BPI oferece uma modalidade específica de pagamento, especialmente vocacionada para um público mais jovem. Chama-se “Prestações Mistas” e funciona da seguinte forma: a prestação mensal começa por ser muito reduzida e vai aumentando progressivamente (no máximo 0,25% por mês) durante os primeiros 10 anos, período após o qual se mantém até ao final do empréstimo.

O artigo continua após o anúncio

Nota muito importante: não obstante as informações que partilhamos consigo, é muito importante que, no momento de procurar a melhor solução para o seu caso, faça uma análise ao mercado. Pode até utilizar o simulador de crédito à habitação oficial do Banco de Portugal, um excelente apoio na hora de escolher o produto mais adequado para comprar casa antes dos 30.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp