Assunção Duarte
Assunção Duarte
11 Fev, 2021 - 11:28

Gatos: a cor do pêlo afecta a personalidade?‬‬‬‬

Assunção Duarte

Os tutores garantem que sim, que a cor do pêlo afecta a personalidade dos gatos. Mas a ciência não confirma e aponta outras explicações possíveis.

Cor do pelo influencia personalidade dos gatos

cor do pêlo afecta a personalidade dos gatos? Muitos tutores que já tiveram variados tipos de gatos garantem que sim. Afirmam que conseguiram encontrar traços de personalidade, atitudes e feitios similares entre gatos com o mesmo tipo de cor na pelagem. 

Mas para os especialistas esta ideia vive muito mais da experiência e crença de cada tutor, do que de uma evidência científica sólida. Deixamos-lhe aqui algumas das razões que podem ter levado os tutores destes felpudos a detectar semelhanças de carácter entre pelagens da mesma cor.

A cor do pêlo afecta a personalidade? Só a que corresponde a raças específicas

A atual aparência do pelo dos nossos gatos deve-se a inúmeras mutações genéticas. Estas foram introduzidas quer pela seleção natural quer pela seleção artificial conseguida peço homem através dos programas de reprodução que apuraram ou introduziram novas raças.

Cor do pêlo é uma herança genética

Tal como nos humanos, os traços físicos destes pequenos felinos são determinadas pela sua herança genética. As cores mais dominantes no pêlo dos gatos são o preto e o vermelho (alaranjado). As restantes tonalidades são uma variação dessas cores, exceto o branco, que é causado por um gene diferente e dominante.

Os gatos herdam dos seus pais os genes que determinam a sua cor, mas podem ocorrer anomalias nesses genes que irão afectar as cores herdadas. Tal como acontece quando pais humanos de olhos castanhos têm um filho de olhos azuis. O gene já lá estava mascarado, mas tornou-se dominante na nova “combinação”.

A mesma raça partilha cor e temperamento

A seleção artificial provocada pelo homem na reprodução destes pequenos felinos, foi apurando características estéticas e de temperamento. Esta seleção facilitou a reprodução de gatos com as características físicas e de personalidade mais apreciadas pelo homem.

Cruzar pais de uma determinada cor e que são mais meigos ou brincalhões acabou por atribuir a cada raça cores e personalidades específicas. Por exemplo um gato Siamês caracteriza-se pelos olhos azuis e pela cor do pelo em tons que vão do bege ao castanho mais escuro nas extremidades da cauda e orelhas. São também caracterizados por personalidades tranquilas e afectuosas para os humanos.

Nestes casos, olhar para a cor do pelo pode dar dicas sobre o temperamento de determinado gato. Mas há sempre exceções, até porque a maioria dos gatos domésticos pode não ter raça definida. Como todos partilham um ancestral comum, na mesma ninhada poderá até nascer um gato preto, laranja ou mesclado. Neste caso a cor do seu pêlo não dará qualquer pista sobre a sua personalidade.

gato ao ar livre

Experiência de vida e genética constroem personalidade

Para além dos traços genéticos de temperamento herdados dos pais, o grande moldador de personalidade de um gato é a sua experiência de vida. A forma como viveu com a sua mãe durante a fase de aleitamento ou a forma como viveu com o seu humano desde tenra idade, são os grandes influenciadores do seu temperamento.

Filhotes de mães ariscas vão copiar o seu comportamento. Gatinhos que vivam em casas onde têm de fugir para se proteger de crianças ou outros animais vão tornar-se mais tímidos ou agressivos. A forma como o tutor lida com o seu gatinho influencia mais o seu temperamento do que a cor do seu pelo.

A cor do pêlo afecta a personalidade: as coincidências e crenças que ditam o mito

Gatos brancos são tímidos, gatos pretos são meiguinhos, gatos tricolores ou mesclados são ariscos e atrevidos e os gatos de “smoking” são cheios de personalidade, são algumas das combinações apontadas pelos tutores. Muitas são apenas crenças, mas que se foram formando à conta de pequenas coincidências que pouco tinham a ver com a cor do pêlo dos gatos.

Por exemplo, os gatos tricolores ou mesclados são quase sempre fêmeas. São muito raros os casos de machos tricolores. Neste caso, como as fêmeas felinas são normalmente mais ariscas do que os machos, a cor ficou associada a este temperamento. 

No caso dos gatos pretos por exemplo, a crença de serem mais meiguinhos para as pessoas também pode ter uma explicação credível. Os gatos pretos são particularmente protegidos pelos donos de abrigos ou pelos seus tutores. A crença supersticiosa de que podem ser usados em rituais satânicos, faz com que sejam superprotegidos. Isso pode querer dizer que os sobreviventes sempre têm lidado com humanos mais atentos e meigos, dos quais acabam por espelhar essas características.

A cor do pêlo afecta a personalidade: os perigos deste mito

É importante ter em mente que não há correlação direta entre a cor do pelo e a personalidade do seu gato. Isto é particularmente importante para prevenir desilusões a quem vai adoptar um gato pela sua cor, certo de que vai ter um companheiro com uma personalidade especifica. 

O melhor é fazer essa adoção às cegas para a cor, mas abrindo bem os olhos para a interação que vai ter com o gato antes de o adoptar.

Veja também