Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
03 Ago, 2020 - 12:07

Conheça os cursos com mais saída profissional em 2020

Catarina Milheiro

Quer saber quais são atualmente os cursos com mais saída profissional? A área da saúde e a engenharia informática dominam o ranking.

alunos a celebrar entrada em cursos com mais saída profissional

Todos queremos estar por dentro das tendências e do que o mercado procura atualmente. Por isso, é importante que todos os estudantes, recém-licenciados e profissionais estejam a par dos cursos com mais saída profissional.

Atualmente as empresas estão focadas em valorizar a experiência, inovação e capacidade que os candidatos têm em assumir riscos e tomar decisões de uma forma rápida e eficaz.

Por isso mesmo, a escolha do curso é uma decisão bastante importante e que deve ser tomada de forma pensada, pois trata-se de um momento decisivo na vida de um jovem adulto, que exige a ponderação entre as necessidades do mercado e os gostos pessoais.

Os cursos de Ciências Biomédicas Laboratoriais, Enfermagem, Medicina, Ciências Biomédicas e Ciências Farmacêuticas lideram no ranking de empregabilidade em 2020. Fique connosco e conheça os cursos com mais saída profissional.

CURSOS COM MAIS SAÍDA PROFISSIONAL EM 2020

estudantes do ensino superior num auditório

Com o objetivo de ajudar os alunos a tomarem a decisão mais acertada, o Portal InfoCursos disponibiliza dados estatísticos sobre os cursos com mais saída profissional em Portugal (2020).

Os dados disponibilizados pelo Portal revelam as percentagens de recém-diplomados de cada curso que não conseguiram arranjar trabalho e, por essa mesma razão, estão registados como desempregados nos centros de emprego do IEFP.

Através da base de dados de 2020 do Portal InfoCursos, os cursos e respetivas instituições de ensino em que todos os diplomados conseguiram emprego, são os seguintes:

1

Ciências Biomédicas Laboratoriais

O curso de Ciências Biomédicas Laboratoriais está no topo do ranking dos cursos com mais saída profissional em 2020. Lidera com uma taxa de desemprego correspondente a 0,1% no Instituto Politécnico de Lisboa.

2

Enfermagem

curso de Enfermagem também está presente no ranking dos cursos com mais saída profissional em Portugal, sendo que é possível verificar que nas seguintes instituições, todos os diplomados tiveram uma taxa de desemprego entre 0,1% e 0,2%:

  • Instituto Politécnico de Santarém – com 295 diplomados;
  • Universidade de Aveiro – com 253 diplomados;
  • Escola Superior de Enfermagem de Lisboa – com 1071 diplomados;
  • Instituto Politécnico de Castelo Branco – com 229 diplomados;
  • Universidade Católica Portuguesa – com 169 diplomados.

Os profissionais desta área precisam de saber relacionar-se com o outro, isto é, precisam de saber cuidar do outro de forma individual, não pondo somente em prática as competências técnicas adquiridas ao longo do curso.

É essencial, tal como noutras áreas, ter uma paixão pela área de forma a que isso se consiga refletir no seu trabalho diário com cada paciente.

3

Engenharia Informática

Fora a área da saúde, o curso de Engenharia Informática também lidera este ranking – registando uma taxa de desemprego de 0,2% no ISCTE (Instituto Universitário de Lisboa).

No ano anterior, a área das Engenharias liderava o ranking dos cursos profissionais com mais saída profissional e este ano o cenário não está muito diferente. Existem vários cursos de Engenharia com taxas de desemprego bastante positivas.

4

Economia

Com 194 diplomados na Universidade Católica Portuguesa, o curso de Economia também regista uma baixa taxa de desemprego – 0,2%.

5

Bioquímica

Em 2020, o curso de Bioquímica é um dos que têm mais saída profissional. Registando uma taxa de desemprego de 0,2% na Universidade de Lisboa e 242 diplomados.

6

Engenharia Eletrotécnica e de Computadores

Se gosta das áreas da Engenharia, então deve saber que o curso de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores na Universidade de Lisboa, também regista uma taxa de desemprego de 0,2%.

7

Medicina

Não é de estranhar observarmos a Medicina no ranking dos cursos com mais saída profissional. Trata-se de uma área em que os profissionais lidam diariamente com pacientes detentores de diversas patologias. Por isso, existem vários ramos de especialização e cada profissional pode atuar tanto em hospitais e clínicas, como em postos de saúde e até mesmo em empresas.

Os alunos dos cursos de Medicina passam por experiências como o estudo integral, treino para atendimento de pacientes e claro, o contacto com as matérias práticas.

Como existem diversas áreas, é importante que ao longo do curso os estudantes vão tentando perceber quais as áreas da Medicina por que têm mais interesse – desde a Medicina Geral e Familiar, Psiquiatria, Estomatologia, Cardiologia, Medicina Interna, Anestesiologia, Urologia, Ginecologia, Obstetrícia, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Dermatologia, Infeciologia, entre outros.

Em 2020, o curso de Medicina regista uma taxa de desemprego de 0,2%.

8

Biologia Celular e Molecular

O curso de Biologia Celular e Molecular é o último curso que regista uma taxa de desemprego correspondente a 0,2% no ranking dos cursos com mais saída profissional em 2020.

Congelar a matrIcula no ensino superior
Veja também Congelar a matrícula no ensino superior: como fazer

OUTROS CURSOS COM MAIS SAÍDA PROFISSIONAL EM 2020

Não se assuste! Existem diversos cursos que constam neste ranking. Fizemos uma listagem dos cursos que apresentam uma taxa de desemprego compreendida entre os 0,3% e os 0,5% – tome nota.

  1. Fisiologia Clínica: com 133 diplomados no Instituto Politécnico de Lisboa;
  2. Ortóptica e Ciências da Visão: com 126 diplomados no Instituto Politécnico de Lisboa;
  3. Ciências Forenses e Criminais: com 138 diplomados no Instituto Universitário Egas Moniz;
  4. Ciências Forenses e Criminais: com 138 diplomados no Instituto Universitário Egas Moniz;
  5. Ciências Biomédicas: com 160 diplomados na Universidade da Beira Interior;
  6. Educação Básica: com 104 diplomados na Escola Superior de Educação de João de Deus;
  7. Pilotagem: com 125 diplomados na Escola Superior Náutica Infante D. Henrique;
  8. Farmácia: com 122 diplomados no Instituto Politécnico de Lisboa;
  9. Engenharia de Telecomunicações e Informática: com 224 diplomados no ISCTE ‐ Instituto Universitário de Lisboa;
  10. Terapia da Fala: com 88 diplomados no Instituto Politécnico de Leiria;
  11. Música: com 192 diplomados no Instituto Politécnico de Lisboa;
  12. Desporto, Condição Física e Saúde: com 196 diplomados no Instituto Politécnico de Santarém;
  13. Gestão de Sistemas de Informação: com 89 diplomados no Instituto Politécnico de Setúbal;
  14. Bioengenharia: com 95 diplomados na Universidade Católica Portuguesa;
  15. Engenharia Civil: com 87 diplomados na Universidade da Beira Interior;
  16. Farmácia Biomédica: com 92 diplomados na Universidade de Coimbra;
  17. Engenharia e Gestão Industrial: com 339 diplomados na Universidade de Lisboa;
  18. Engenharia Aeroespacial: registando 294 diplomados na Universidade de Lisboa;
  19. Ciências do Meio Aquático: com 100 diplomados na Universidade do Porto;
  20. Gestão: com 865 diplomados na Universidade Nova de Lisboa.
Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].