ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Inês Silva
Inês Silva
03 Mai, 2021 - 11:16

Cursos profissionais remunerados: saiba onde encontrar

Inês Silva

Os cursos profissionais remunerados permitem consolidar conhecimentos e competências profissionais, sem ter um grande impacto no orçamento.

adultos a frequentar cursos profissionais remunerados

No âmbito da formação profissional, há cursos de formação gratuitos, formações pagas pelos formandos e existem ainda os cursos profissionais remunerados, embora com menor número de ofertas.

Estes últimos são excelentes opções para quem está desempregado ou à procura do primeiro emprego e quer adquirir ou consolidar competências valorizadas no mercado de trabalho, sem causar estragos no orçamento familiar.

Normalmente, nestes cursos, são atribuídos aos formandos os seguintes apoios sociais:

  • Bolsa de profissionalização;
  • Subsídio de alimentação;
  • Subsídio de transporte;
  • Bolsa de material de estudo.

Continue a ler e saiba mais sobre formação profissional e onde encontrar opções de cursos profissionais que também ofereçam bolsa de formação.

Onde procurar cursos profissionais remunerados

A formação profissional tem por objetivo a aquisição de conhecimentos, capacidades, atitudes e comportamentos necessários ao bom desempenho de determinada profissão ou tarefas de uma função, sendo assim voltada para a aquisição de competências profissionais.

A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei n.º 46/86, de 14 de outubro) considera a formação profissional como uma modalidade especial da educação escolar.

De acordo com este diploma legal, a formação profissional, para além de complementar a preparação para a vida ativa iniciada no ensino básico, visa uma integração dinâmica no mundo do trabalho pela aquisição de conhecimentos e de competências profissionais, por forma a responder às necessidades nacionais de desenvolvimento e à evolução tecnológica.

Instituto de Emprego e Formação Profissional

O Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) tem como missão diminuir o desemprego e promover a criação e a qualidade de emprego, nomeadamente através da formação profissional.

Esta é, por isso, a instituição com maior volume de oferta de cursos profissionais remunerados.

Para aceder à oferta formativa, deverá entrar no site do IEFP e fazer a pesquisa pelo curso da sua área de interesse, escolhendo o serviço regional mais próximo da sua área de residência.

Agência Nacional para a Qualificação

A Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP) é útil, não para procurar oferta formativa, mas porque poderá a ajudá-lo a identificar o percurso formativo ideal para si através, por exemplo, do Programa Qualifica onde poderá utilizar o Passaporte Qualifica.

Este é um instrumento tecnológico de registo das qualificações e competências adquiridas ou desenvolvidas ao longo da vida do adulto e de orientação para percursos de aprendizagem.

A ANQEP tem por missão coordenar a execução das políticas de educação e formação profissional de jovens e adultos e assegurar o desenvolvimento e a gestão do sistema de reconhecimento, validação e certificação de competências.

Portal INFORMA-TE

O Portal INFORMA-TE pretende concentrar e divulgar toda a formação disponível em Portugal, nas diferentes modalidades e tipologias de educação e formação.

Aqui poderá encontrar a oferta formativa/educativa disponível em Portugal de várias entidades formativas, quer sejam privadas ou Centros de Formação de Gestão Participada com protocolos com o IEFP.

Cursos profissionais remunerados: saiba quais os requisitos e em que áreas apostar

Quais os requisitos?

Quanto à idade, estes cursos são dirigidos à população em idade ativa, ou seja, os grupos etários entre os 15 e os 64 anos. No entanto há cursos que fixam uma idade máxima para frequência, por exemplo, menores de 25 anos.

Normalmente são cursos lecionados em horário laboral, ainda que possa haver alguns em horário pós-laboral, porque a maioria destas formações tem como destinatários desempregados de curta ou longa duração.

Todos estes cursos exigem uma escolaridade mínima para frequência que, dependendo da área ou do objetivo da formação, pode ir da 4.ª classe ao 12.º ano.

Estes cursos podem ser frequentados para conseguir equivalência à escolaridade obrigatória, em Portugal é o 12.º ano, melhorar ou adquirir novas competências numa determinada área ou aprender um novo ofício ou profissão. É nesta última que entra o conceito da requalificação profissional.

Em que áreas apostar?

O desenvolvimento tecnológico pode por em causa algumas profissões, mas também cria outras para responder às novas necessidades da vida empresarial, pessoal e social, transformando assim a a requalificação dos profissionais fundamental para o regresso ou a manutenção no mercado de trabalho.

Na requalificação profissional, os cursos profissionais remunerados podem ser uma grande ajuda se seguirem as tendências atuais do mercado de trabalho, ou seja, formação nas áreas com mais procura como, por exemplo, Saúde, Tecnologia e Transformação Digital e Ecommerce.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].